×
Analista de Sistemas Assistente Administrativo
×

INEA 2008

Administrador

Questão 1

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
Com base no texto, analise as afirmativas a seguir.

I - O número de computadores chegou a um bilhão em pouco mais de 30 anos e chegará a mais um bilhão em 7 anos.

II - A expansão do número de computadores traz tantos benefícios à população, que os riscos decorrentes tornam-se insignificantes.

III - Metais pesados podem provocar doenças graves, principalmente quando são descartados inadequadamente.

IV - O descarte de equipamentos gera uma grande quantidade de lixo, enchendo aterros e depósitos.

Estão totalmente coerentes com o texto as afirmativas

Questão 2

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
O pronome “seu(s)”se refere a “computador(es)” nas seguintes expressões, EXCETO em

Questão 3

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
A expressão que substitui “inviável prescindir” (L. 43), sem alteração de sentido, é

Questão 4

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
Considerando o texto, as ações que são seqüenciais e realizadas pelo mesmo agente são

Questão 5

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
De acordo com o texto, relacione os elementos da 1a coluna com os da 2a.


A relação entre as colunas é

Questão 6

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
Os verbos atingir (L. 2), chegar (L. 4 ), utilizar (L. 23) , saber (L. 42) e atender (L. 51), que aparecem no texto, estão construídos de modo diferente no que diz respeito à transitividade.

A alteração NÃO está de acordo com a norma culta em

Questão 7

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
A concordância do verbo destacado está certa em

Questão 8

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
Qual o trecho cuja pontuação está correta?

Questão 9

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
A opção que está redigida de acordo com a norma culta é:

Questão 10

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
1
Em 2008, o número de computadores pessoais
 
(PCs) em funcionamento no mundo deve atingir a astro-
 
nômica cifra de 1 bilhão. Desde seu surgimento, nos
 
anos 70, até chegar a essa marca, passou-se um pou-
5
co mais de três décadas. Porém, para dobrar esse nú-
 
mero, serão necessários apenas sete anos. De acordo
 
com estimativa divulgada pela consultoria Forrester
 
Research, em 2015 haverá 2 bilhões de PCs espalha-
 
dos pelo mundo. A princípio, esse boom no consumo
10
de PCs pode significar o acesso de mais pessoas à
 
tecnologia, o que, sem dúvida, é um avanço positivo.
 
Mas essa expansão tem alguns aspectos preocupantes.
 
O primeiro é que a indústria de computadores e seus
 
periféricos é uma das que, proporcionalmente ao peso
15
de seus produtos, mais consomem recursos naturais,
 
tanto na forma de matéria-prima como em termos de
 
água e energia. Segundo a Universidade das Nações
 
Unidas, um computador comum (de 24 quilos, em mé-
 
dia) emprega ao menos dez vezes seu peso em com-
20
bustíveis fósseis (contribuindo para o aquecimento glo-
 
bal) e 1.500 litros de água em seu processo de fabrica-
 
ção. Essa relação supera, por exemplo, a dos automó-
 
veis, que utilizam, no máximo, duas vezes seu peso em
 
matéria-prima e insumos. Um único chip de memória
25
RAM consome 1,7 quilo de combustíveis fósseis e subs-
 
tâncias químicas para ser produzido, o que corresponde
 
a cerca de 400 vezes seu peso.
 
Alta demanda de matéria-prima
 
Na outra ponta, a indústria de computadores
30
também apresenta um problema muito sério: o descar-
 
te desses equipamentos resulta na geração de 50 mi-
 
lhões de toneladas de lixo todos os anos, segundo o
 
Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. É
 
uma montanha com mais de 200 milhões de PCs com-
35
pletos, que tende a saturar aterros e depósitos, compli-
 
cando ainda mais a gestão de resíduos. Para agravar a
 
situação, algumas peças de computadores contêm
 
metais pesados, como mercúrio, cádmio, chumbo e
 
cromo, transformando-as em um risco à saúde pública
40
quando descartadas de forma inadequada. [...]
 
Consumo consciente
 
Todos sabemos que, hoje em dia, é pratica-
 
mente inviável prescindir dos computadores. Mas, to-
 
mando consciência dos impactos que seu uso causa, o
45
consumidor pode contribuir para que os reflexos positi-
 
vos dessa tecnologia sejam maiores que os danos ao
 
meio ambiente. A primeira coisa a ser avaliada pelo con-
 
sumidor é se há mesmo necessidade de comprar um
 
novo computador. Algumas vezes, um upgrade (troca
50
de peças específicas, mantendo a “carcaça”) basta para
 
atender às necessidades do momento. Outro procedi-
 
mento que deve sempre ser adotado é o de tentar con-
 
sertar o computador, em vez de aproveitar o primeiro
 
problema para trocar a máquina por outra nova. [...]
55
Outras vezes, as pessoas trocam de equipamento ape-
 
nas por comodidade ou estética. É sempre bom gastar
 
alguns minutinhos ponderando se é possível adiar a
 
compra de um novo equipamento e, caso não seja, re-
 
fletir sobre as reais necessidades que devem ser aten-
60
didas por esse novo equipamento. Outra questão a ser
 
considerada na hora de trocar de computador é o que
 
fazer com o velho. Uma alternativa é procurar alguma
 
empresa que faça a reciclagem dos equipamentos. [...]
 
Outra possibilidade é doar o computador antigo. Pode
65
ser a algum conhecido ou a entidades que utilizam o
 
computador como está ou comercializam sua sucata
 
com empresas recicladoras.
EcoSpy Brasil – Meio Ambiente, Consciência e Tecnologia. Ano 2 n.12. Nov/Dez 2007.
Invertendo-se a ordem das palavras, o sentido é mantido em

Questão 11

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
A temperatura da atmosfera terrestre tem aumentado, conforme tem sido divulgado na mídia. A esse respeito, considere os gráficos a seguir.


Com base nos gráficos acima, pode-se afirmar que, no século XX,

I - a elevação da temperatura da atmosfera terrestre pode ser justificada pelo simples aumento da população mundial;

II - o aumento da emissão de gás carbônico na atmosfera terrestre contribuiu para a elevação da temperatura;

III - a atividade humana com a queima de combustíveis fósseis aumentou a taxa de CO2 na atmosfera.

Está(ão) correta(s) APENAS a(s) afirmativa(s)

Questão 12

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
O uso de álcool como combustível proveniente da cana-deaçúcar vem sendo considerado interessante por outros países e tende a crescer no Brasil.

Sobre as vantagens do uso do álcool como combustível, em comparação ao de derivados do petróleo, considere as afirmativas a seguir.

I - Trata-se de uma fonte renovável de energia.

II - Sua queima provoca menor emissão de CO2.

III - É mais eficiente que a gasolina na produção de energia por um motor.

Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s)

Questão 13

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Uma pesquisa inovadora promete consolidar a posição estratégica do Brasil como um grande produtor mundial de biocombustíveis. Pesquisadores da Petrobras e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desenvolveram uma tecnologia para a obtenção de etanol a partir do bagaço da cana-de-açúcar, o que poderá aumentar em 40% a produção nacional desse biocombustível e incrementar a participação das fontes renováveis na matriz energética do país.
Disponível em: http://ciênciahoje.uol.com.br
Acesso em 12 dez. 2007.

A vantagem ecológica de melhorar a produção de álcool, a partir do produto vegetal que já é obtido, é

Questão 14

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Segundo o 4o relatório do IPCC (sigla, em inglês, para Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), não há mais incerteza sobre a origem antropogênica do aquecimento global. Foi proposto um grande plano onde estão listadas as ações que gerariam uma redução, até 2050, das emissões ao nível de 40% apenas do total emitido em 2000. NÃO está incluída, nestas ações, a de

Questão 15

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Segundo o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), entre agosto e dezembro de 2007, foram desmatados 3.235 quilômetros quadrados de mata. A cifra é quatro vezes superior à do mesmo período de 2004. Não foram fornecidos os dados relativos a 2005 e 2006. A maior parte dos desmatamentos detectados no período se concentrou em três estados: Mato Grosso (53,7% do total desmatado), Pará (17,8%) e Rondônia (16%).
Jornal O Globo. 24 jan. 2008. (adaptado)

O bioma desmatado nos três estados, como descrito acima, é de grande interesse, sendo considerado um Patrimônio Nacional segundo o artigo 225, parágrafo 4 da Constituição da República Federativa do Brasil. Esse patrimônio é o[a]

Questão 16

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Recentemente foram divulgados casos de morte por febre amarela, doença viral transmitida pela fêmea de dois mosquitos principais, o Aedes aegypti (febre amarela urbana) e o Aedes leucocelaenus (febre amarela selvagem). Assim como outras doenças tropicais, este é um tipo de enfermidade ligada a fatores socioeconômicos, e que, portanto, atinge populações que vivem em condições precárias de saneamento, habitação, saúde, renda e educação e indicam que

Questão 17

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
La Niña é um fenômeno climático global caracterizado pela queda de temperatura prolongada numa determinada região do Pacífico. Por causa de La Niña, no Brasil, frentes frias avançam até o Nordeste causando tendência de fortes chuvas na Amazônia e períodos mais secos no Centro-Oeste, Sudeste e Sul, isto é, o Centro-Sul do país. Como efeitos do fenômeno La Niña tem-se que

Questão 18

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador

» Esta questão foi anulada pela banca.
A história da transformação do Cerrado é relativamente recente. Tudo começou nos anos 1970. Além da pecuária, a soja, o milho e o algodão são as principais culturas desenvolvidas nas savanas brasileiras hoje. No Estado do Mato

Grosso, por exemplo, a soja ocupa 88% do cerrado do Estado, segundo estudos da Universidade de Brasília (UnB). A transformação do uso do solo na savana está diretamente relacionada com o aumento das emissões de carbono.
Disponível em: http://www.folha.uol.com.br (adaptado)

Sobre o bioma cerrado, considere as afirmativas a seguir.

I - Trata-se de uma savana com a maior biodiversidade do mundo.

II - Possui um solo empobrecido, não adequado ao plantio.

III - Sua posição na costa brasileira explica a exploração recente.

É(São) correta(s) a(s) afirmativa(s)

Questão 19

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Considere a tabela abaixo sobre o consumo de água em diferentes anos.


Se o consumo continuar a subir seguindo essa tendência, espera-se que

Questão 20

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador

» Esta questão foi anulada pela banca.
Despejo de esgoto doméstico, hospitalar ou industrial em locais impróprios é considerado crime ambiental, o que, no Estado do Rio de Janeiro, é fiscalizado pela(o)

Questão 21

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
No Gerenciamento da Qualidade Total (GQT), os elementos fundamentais dão ênfase à(ao)

Questão 22

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
“Alteração radical nos processos, repensar e reinventar drasticamente as operações nos negócios para atingir melhoramentos em medidas críticas de desempenho, como custos, qualidade, serviços e velocidade” é definição de

Questão 23

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
O inventário de materiais é uma rotina necessária para o controle dos estoques nas empresas. Os inventários que são efetuados ao final do exercício fiscal e que abrangem a totalidade dos itens de estoque de uma só vez são os inventários

Questão 24

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
O gerenciamento na armazenagem é feito por meio de procedimentos que têm o propósito de garantir a guarda dos materiais confiados pela empresa. Assim, um dos parâmetros de controle para essas atividades é o[a]

Questão 25

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Um fabricante de componentes eletrônicos deseja ter seus estoques de componentes sob rígido controle. Sabendo-se que a previsão de demanda anual é de 2.400 unidades de componentes e que são feitos pedidos em lotes de 600 unidades, o intervalo entre pedidos, em meses, é de

Questão 26

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
A empresa “Fonte Renovável Ltda” mantém um estoque anual médio de R$ 3.000.000,00 em peças utilizadas em coletores solares. Se a empresa estima que o custo de capital é de 12% a.a., os custos de armazenamento são de 8% a.a. e os custos de risco são da ordem de 5% a.a., o custo anual de manter esse estoque, em reais, é

Questão 27

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
A função “Compras” de uma empresa, entre outras atribuições, é responsável pelo processo de seleção e avaliação de fornecedores. Dois elementos básicos que definem o que se espera de um fornecedor são:

Questão 28

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Dentre várias atribuições para o processo de gestão, há que se pensar no processo seletivo como condição precípua para o futuro de uma organização e para o desenvolvimento futuro do gestor, uma vez que a sustentabilidade se dá na razão de que escolhas feitas no presente refletir-se-ão no futuro.

Neste contexto, Antônio, analista de O&M, ressaltou três instrumentos que possibilitam o cumprimento integral da excelência da análise organizacional:

I – Entrevista

II – Questionário

III – Observação Direta

Os objetivos principais desses instrumentos, respectivamente, são:

Questão 29

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Permitir críticas e sugestões sobre o seu trabalho ou sobre a organização e possibilitar o conhecimento mais profundo da área em que atua são vantagens do[a]

Questão 30

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
“Com a criação do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), em 2008, a partir da unificação da Serla, do IEF e da Feema, serão agilizados os trâmites na área ambiental (...) Sancionada pelo governador Sérgio Cabral, em outubro de 2007, a Lei nº 5101/07, que criou o Inea, foi idealizada pelo Secretário do Ambiente, Carlos Minc. A lei determina a criação de um plano de cargos e salários e de nove agências regionais para descentralizar licenciamentos e denúncias de crimes ambientais, entre outras ações.”
Disponível em: http://www.ambiente.rj.gov.br/pages/outros_projetos/ outrosproj_inea.html) (adaptado)

O texto, em breve passagem, retrata a transformação organizacional pela qual a estrutura administrativa do Estado passará com a criação do Inea. Considerando este contexto, a importância estratégica da gestão de layout para administração de cada um dos setores de trabalho está explícita na afirmação de que

Questão 31

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
“O Secretário de Estado do Ambiente no Rio de Janeiro, Carlos Minc, afirmou, em entrevista no dia 18 de abril, que os órgãos ambientais do Estado estão (1) desaparelhados e (2) desmotivados.
Diante desse quadro, a Secretaria resolveu (3) dinamizar o setor. Com essa finalidade, foi elaborado o projeto de reestruturação dos órgãos ambientais. Esse projeto vai unificar a Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente(Feema), a Fundação Superintendência Estadual de Rios e Lagoas (Serla) e o Instituto Estadual de Florestas (IEF/RJ). A nova instituição receberá o nome de Instituto Estadual do Ambiente (INEA).”
Disponível em: http://www.revistafatorbrasil.com.br/ ver_noticia.php?not=8624) (adaptado).

Os tópicos 1 e 2 representam, respectivamente, o ponto culminante de um processo de reformulação administrativa. O tópico 3 representa, em sua essência, a importância de se realizar um rearranjo físico em uma estrutura que esteja debilitada. Considerando estas informações, uma gestora de O&M definiu quatro objetivos do estudo de layout:

I - obter fluxo eficiente de comunicação;

II - obter fluxo eficiente de trabalho;

III - facilitar a supervisão;

IV - aumentar a flexibilidade para as variações necessárias.

Estão corretos os objetivos

Questão 32

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Para uma perfeita análise organizacional, faz-se necessário que o gestor tenha conhecimento de todo o processo organizacional. Carlos, profissional de O&M, mapeou algumas dessas etapas. A etapa que NÃO corresponde ao processo de análise organizacional é a de

Questão 33

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Paula, Analista de O&M, está estudando novas formas de integração departamental, e optou por uma ferramenta de gestão de análise organizacional que compreende a elaboração de formulários, listando como características:

. conhecer a organização;

. prover a organização de maiores informações;

. facilitar o fluxo de informações.

Estas características representam a importância da análise de processos de uma organização, que é:

Questão 34

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
O organograma procura demonstrar, por meio gráfico, os aspectos abaixo, EXCETO

Questão 35

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
A estrutura organizacional de uma empresa é fator fundamental em sua dinâmica e em seu desempenho final. Nesse sentido, analise os fatores a seguir.

I - Centralização e descentralização

II - Motivação específica dos funcionários

III - Especialização do trabalho

IV - Departamentalização

V - Nível de qualidade do atendimento aos consumidores

Estão corretos os fatores

Questão 36

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
A empresa X instituiu um processo de reengenharia dos seus processos, objetivando dar um salto qualitativo de desempenho. Apesar dos esforços da empresa, o processo não obteve os resultados esperados. Dentre os fatores abaixo, o que NÃO procede como justificativa para esse fracasso, é(são)

Questão 37

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
“As pessoas são o principal ativo de uma empresa.”

Essa frase é utilizada freqüentemente para traduzir a importância do ser humano como diferencial competitivo no mercado. Mas, para manifestar esse potencial, é importante que as pessoas da empresa estejam motivadas a realizar seu potencial integralmente. O empowerment é uma ferramenta para manter as pessoas motivadas. Qual das condições abaixo NÃO corresponde às necessárias para implantar essa técnica?

Questão 38

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
“Licitação, no ordenamento brasileiro, é o processo administrativo em que a sucessão de fases e atos leva à indicação de quem vai celebrar contrato com a Administração. Visa, portanto, a selecionar quem vai contratar com a Administração, por oferecer proposta mais vantajosa ao interesse público. A decisão final do processo licitatório aponta o futuro contratado.”
MEDAUAR, Odete. Direito Administrativo Moderno. 11a ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2007.

O texto acima remete ao conceito de Licitação, procedimento que antecede determinados contratos da Administração Pública e que são expressões da isonomia, imparcialidade, transparência e eficiência do Poder Público. Considerando estas informações e os termos do art. 37, XXI, da Constituição Federal de 1988 e da Lei no 8.666 de 1993, qual das atividades abaixo deve ser submetida previamente ao procedimento licitatório?

Questão 39

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
É inexigível o procedimento licitatório, nos termos da Lei no 8.666 de 1993, na hipótese de

Questão 40

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
De acordo com a legislação vigente, são modalidades de licitação utilizadas pela administração pública as apresentadas a seguir, EXCETO

Questão 41

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Cada decisão a respeito da escolha entre inúmeros candidatos implica um tipo de resolução a ser tomada e um tratamento. De acordo com o tratamento adotado, é possível identificar qual o modelo de decisão em uma determinada situação. Entre os modelos, existe aquele que se aplica ao processo seletivo em que há vários candidatos e apenas uma vaga a ser preenchida, em que cada candidato é comparado com os requisitos exigidos pelo cargo que se pretende preencher. No resultado há apenas duas alternativas: aprovação – o candidato deve ser admitido – e rejeição – o candidato é descartado do processo seletivo.

Este modelo denomina-se

Questão 42

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
O desenvolvimento organizacional é uma abordagem de mudança organizacional por meio da qual os próprios funcionários estabelecem e implementam a mudança necessária à empresa. Cada técnica de desenvolvimento organizacional atua em determinados níveis de intervenção. A consultoria de procedimentos atua no nível

Questão 43

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
As oportunidades de mobilidade vertical na hierarquia de uma empresa moderna são bem menores do que nas organizações tradicionais e burocráticas. Por conta disso, os funcionários necessitam de orientações a fim de desenvolver suas carreiras, tanto dentro quanto fora da empresa. Para tanto, existem algumas ferramentas utilizadas para o desenvolvimento de carreira. Que recurso utiliza os julgamentos feitos pelos gerentes quanto ao avanço profissional de seus subordinados, a fim de ajudar a organização a identificar os funcionários que apresentam grande potencial de avanço e, assim, a colaborar com eles para melhorar seus conhecimentos e experiências?

Questão 44

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Os benefícios sociais podem ser classificados quanto à sua exigibilidade legal, quanto à sua natureza e quanto aos seus objetivos. No que diz respeito à exigibilidade legal, os planos de benefícios podem ser

Questão 45

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
As recompensas podem ser classificadas como financeiras e não financeiras. Além disso, as recompensas financeiras podem ser diretas e indiretas. Entre as recompensas diretas encontram-se

Questão 46

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Uma determinada empresa implementou um sistema de avaliação que contempla a opinião da chefia, dos colegas e pares, dos subordinados, dos clientes internos e externos e dos fornecedores. Que sistema é esse?

Questão 47

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
O ponto de partida para o processamento da seleção de pessoal é a obtenção de informações significativas sobre o cargo a ser preenchido ou a definição das competências desejadas pela organização. Essas informações podem ser colhidas por meio de diversas técnicas. A técnica que visa a localizar tanto as características desejáveis quanto as indesejáveis, objeto de investigação no processo seletivo dos futuros candidatos, é a técnica da(dos)

Questão 48

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
O desenho contingencial de cargos é dinâmico e privilegia a mudança em função do desenvolvimento pessoal. Essa adaptação contínua é realizada por meio do enriquecimento de cargos. O tipo de enriquecimento que adiciona novas responsabilidades no mesmo nível é o

Questão 49

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
A pesquisa interna representa um primoroso recurso para avaliar a função de recursos humanos em uma empresa. Dentre os vários tipos de pesquisa, encontra-se a de atitudes. Essa pesquisa é desenhada com o objetivo de obter informações a respeito de percepção das condições de trabalho, da remuneração, da supervisão e da organização. No que diz respeito às atitudes quanto às condições de trabalho, podem ser avaliados os aspectos:

I - Planejamento e programação do trabalho;

II - Qualificações e conhecimento;

III - Adequação do treinamento;

IV - Especificações do cargo.

Estão corretos os aspectos

Questão 50

INEA 2008 - CESGRANRIO - Administrador
Após a obtenção das informações básicas a respeito do cargo a preencher ou das competências desejadas pela organização, é necessário recolher informações a respeito dos candidatos que se apresentam. Para tanto, existem algumas técnicas de seleção; a entrevista de seleção é uma delas. Dentre as vantagens desse tipo de seleção citam-se:

I - permite contato face a face com o candidato;

II - proporciona interação direta com o candidato;

III - facilita a comparação de diversos candidatos entre si;

IV - dispensa o treinamento do entrevistador.

São corretas APENAS as vantagens



Provas de Concursos » Cesgranrio 2008