×
Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Engenharia Ambiental Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Engenharia de Produção Cargo 4: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Ciências Contábeis Cargo 17: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Informática Cargo 8: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Economia Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Comunicação Social - Relações Públicas Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Engenharia Civil Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Engenharia de Segurança do Trabalho Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Engenharia Elétrica Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Geografia Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Informática Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Serviço Social Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Biologia Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Engenharia Química Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Arquitetura Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Ciências Contábeis Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Comunicação Social - Jornalismo
×

SLU/DF 2019

Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração

Questão 1

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-I, julgue os itens a seguir.
Depreende-se do primeiro período do texto que Adílson dos Anjos habitualmente frequenta o depósito de sucata eletrônica descrito no texto.
Questão 2

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-I, julgue os itens a seguir.
Depreende-se do trecho “Ao ar (...) de olhos” (ℓ. 6 a 8) que os equipamentos eletrônicos depositados no local, ao projetarem a luz solar em diversas direções, causam incômodo à visão de quem visita o local.
Questão 3

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-I, julgue os itens a seguir.
Infere-se do texto que, diferentemente das fraldas descartáveis, a sucata eletrônica é passível de reciclagem e, por isso, já ultrapassou aquelas em volume em circulação.
Questão 4

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto CB1A1-I, julgue os itens seguintes.
Sem prejuízo para os sentidos e para a correção gramatical do texto, a forma verbal “alcançam” (ℓ.6) poderia ser substituída por chegam à.
Questão 5

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto CB1A1-I, julgue os itens seguintes.
A supressão da vírgula empregada logo após o vocábulo “estreito” (ℓ.9) alteraria os sentidos originais do texto, mas manteria sua correção gramatical.
Questão 6

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto CB1A1-I, julgue os itens seguintes.
O trecho “Desparafusa (...) sua cabeça” (ℓ. 14 a 21) detalha a “linha de produção repetitiva” (ℓ.13) mantida por Adílson no trabalho com o e-lixo.
Questão 7

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto CB1A1-I, julgue os itens seguintes.
Sem prejuízo dos sentidos e da correção gramatical do texto, o trecho “O resto faz voar por cima de sua cabeça” (ℓ. 20 e 21) poderia ser reescrito da seguinte maneira:
As outras partes arremessa por cima da própria cabeça.
Questão 8

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto CB1A1-I, julgue os itens seguintes.
O elemento “que”, em “que recebem o nome de e-lixo” (ℓ. 25 e 26), retoma o termo “sobras de computadores” (ℓ.25).
Questão 9

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Como em todas as tardes abafadas de Americana,
 
no interior de São Paulo, o paranaense Adílson dos Anjos
 
circula entre velhas placas de computador, discos rígidos
 
quebrados, estabilizadores de energia enferrujados,
5
monitores com tubos queimados e outras velharias do
 
mundo da informática. Ao ar livre, as pilhas, que alcançam
 
um metro de altura, refletem os raios de sol de forma
 
difusa e provocam um incessante piscar de olhos. Por trás
 
delas, um corredor estreito, formado por antigos
10
decodificadores de televisão a cabo, se esconde sob uma
 
poeira fina que sobe do chão.
 
Com uma chave de fenda na mão direita, Adílson
 
mantém, de joelhos, uma linha de produção repetitiva.
 
Desparafusa as partes mais volumosas de uma CPU
15
carcomida, crava sua ferramenta em fendas
 
predeterminadas e, com os dedos da outra mão, faz
 
vergar parte do alumínio do aparelho. Com um
 
solavanco, arranca do corpo da máquina uma chapa fina
 
e esverdeada conhecida como placa-mãe. Com zelo,
20
deposita-a perto dos pés. O resto faz voar por cima de
 
sua cabeça: com um ruído estridente, tudo se espatifa
 
metros atrás.
 
Há cerca de um ano, Adílson vive com os cerca de
 
600 reais que ganha por mês coletando, separando e
25
revendendo sobras de computadores, que recebem o nome
 
de e-lixo. Todos os meses, ele transforma 20 toneladas de
 
sucata eletrônica em quilos e quilos de alumínio, ferro,
 
cobre, plástico e até mesmo ouro.
 
Não há dados no Brasil a respeito do número de
30
pessoas que vivem do mercado de sucata eletrônica, nem
 
do volume de dinheiro que ele movimenta. A falta de
 
dados e a consequente ausência de projetos voltados para o
 
bom aproveitamento dos detritos eletrônicos atestam que o
 
e-lixo brasileiro ainda se move pela sombra.
35
Na Europa e nos Estados Unidos, estudos sobre
 
o assunto atestam que o montante de lixo digital em
 
circulação na Terra cresce 5% ao ano. A sucata
 
eletrônica, sozinha, já abocanha uma fatia maior do que
 
a das fraldas infantis no bolo de resíduos sólidos gerados
40
pelo ser humano.
Cristina Tardáguila. Ruínas eletrônicas. Internet: <www.piaui.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto CB1A1-I, julgue os itens seguintes.
Infere-se do emprego do termo “consequente” (ℓ.32) que a existência de projetos dedicados ao aproveitamento da sucata eletrônica no Brasil depende de informações quantitativas a respeito desse material.
Questão 10

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias
 
são úteis, devemos necessariamente aceitar que sábado e
 
domingo são dias inúteis. É inútil, portanto: ir ao cinema e
 
ao teatro, fazer piquenique no parque com os filhos,
5
almoçar com a família, tomar cerveja com os amigos, ler
 
um livro, passar a madrugada acordado vendo séries.
 
De fato, todas as atividades supracitadas são inúteis
 
se medidas pela régua da produtividade. Claro que se
 
podem defender filmes, séries, peças e livros afirmando-se
10
que o enriquecimento cultural faz de você um melhor
 
profissional.
 
Também é possível defender o piquenique com os
 
filhos ou a cerveja com os amigos afirmando-se que
 
pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais
15
estáveis, seguras e resilientes no trabalho. Mas a lógica que
 
avalia as experiências culturais e as relações afetivas por
 
seus incrementos à carreira, que justifica a própria
 
felicidade por sua contrapartida laboral, é a lógica dos que
 
batizaram os “dias úteis”. Prefiro tentar encontrar o que há
20
de útil no supostamente inútil a enxergar o que há de inútil
 
no útil.
 
Embora o senhor ou a senhora certamente
 
discordem, são absolutamente inúteis. Não se ofendam, eu
 
também sou. Daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos,
25
ninguém vai se lembrar de nós. Talvez, inclusive, porque,
 
daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos, já não haja mais
 
ninguém aqui para se lembrar de coisa alguma, pois a
 
humanidade pode já ter se extinguido. A humanidade,
 
aliás, também é inútil.
30
Às vezes eu penso no cara que inventou o
 
aramezinho de fechar pacote de pão. Imagino-o esbaforido
 
pelos corredores de uma de suas fábricas, dizendo para a
 
secretária ligar para a sua esposa e avisar que não volta
 
para jantar, tem uma reunião crucial para seu império de
35
aramezinho de fechar pão. Um gênio ele devia se achar. E
 
cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão e se
 
dedica de segunda a sexta a essa missão tão crucial e inútil
 
para o futuro do cosmos.
Antonio Prata. O araminho de fechar pão. Internet: <www1.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-II, julgue os próximos itens.
Ao afirmar que são inúteis as atividades apresentadas no trecho “ir ao cinema (...) vendo séries” (ℓ. 3 a 6), o autor do texto sugere que elas não devem ser realizadas de segunda a sexta-feira.
Questão 11

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias
 
são úteis, devemos necessariamente aceitar que sábado e
 
domingo são dias inúteis. É inútil, portanto: ir ao cinema e
 
ao teatro, fazer piquenique no parque com os filhos,
5
almoçar com a família, tomar cerveja com os amigos, ler
 
um livro, passar a madrugada acordado vendo séries.
 
De fato, todas as atividades supracitadas são inúteis
 
se medidas pela régua da produtividade. Claro que se
 
podem defender filmes, séries, peças e livros afirmando-se
10
que o enriquecimento cultural faz de você um melhor
 
profissional.
 
Também é possível defender o piquenique com os
 
filhos ou a cerveja com os amigos afirmando-se que
 
pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais
15
estáveis, seguras e resilientes no trabalho. Mas a lógica que
 
avalia as experiências culturais e as relações afetivas por
 
seus incrementos à carreira, que justifica a própria
 
felicidade por sua contrapartida laboral, é a lógica dos que
 
batizaram os “dias úteis”. Prefiro tentar encontrar o que há
20
de útil no supostamente inútil a enxergar o que há de inútil
 
no útil.
 
Embora o senhor ou a senhora certamente
 
discordem, são absolutamente inúteis. Não se ofendam, eu
 
também sou. Daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos,
25
ninguém vai se lembrar de nós. Talvez, inclusive, porque,
 
daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos, já não haja mais
 
ninguém aqui para se lembrar de coisa alguma, pois a
 
humanidade pode já ter se extinguido. A humanidade,
 
aliás, também é inútil.
30
Às vezes eu penso no cara que inventou o
 
aramezinho de fechar pacote de pão. Imagino-o esbaforido
 
pelos corredores de uma de suas fábricas, dizendo para a
 
secretária ligar para a sua esposa e avisar que não volta
 
para jantar, tem uma reunião crucial para seu império de
35
aramezinho de fechar pão. Um gênio ele devia se achar. E
 
cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão e se
 
dedica de segunda a sexta a essa missão tão crucial e inútil
 
para o futuro do cosmos.
Antonio Prata. O araminho de fechar pão. Internet: <www1.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-II, julgue os próximos itens.
O texto apresenta o trecho “pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais estáveis, seguras e resilientes no trabalho” (ℓ. 14 e 15) como possível argumento para a defesa da utilidade do piquenique com os filhos e da cerveja com os amigos.
Questão 12

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias
 
são úteis, devemos necessariamente aceitar que sábado e
 
domingo são dias inúteis. É inútil, portanto: ir ao cinema e
 
ao teatro, fazer piquenique no parque com os filhos,
5
almoçar com a família, tomar cerveja com os amigos, ler
 
um livro, passar a madrugada acordado vendo séries.
 
De fato, todas as atividades supracitadas são inúteis
 
se medidas pela régua da produtividade. Claro que se
 
podem defender filmes, séries, peças e livros afirmando-se
10
que o enriquecimento cultural faz de você um melhor
 
profissional.
 
Também é possível defender o piquenique com os
 
filhos ou a cerveja com os amigos afirmando-se que
 
pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais
15
estáveis, seguras e resilientes no trabalho. Mas a lógica que
 
avalia as experiências culturais e as relações afetivas por
 
seus incrementos à carreira, que justifica a própria
 
felicidade por sua contrapartida laboral, é a lógica dos que
 
batizaram os “dias úteis”. Prefiro tentar encontrar o que há
20
de útil no supostamente inútil a enxergar o que há de inútil
 
no útil.
 
Embora o senhor ou a senhora certamente
 
discordem, são absolutamente inúteis. Não se ofendam, eu
 
também sou. Daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos,
25
ninguém vai se lembrar de nós. Talvez, inclusive, porque,
 
daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos, já não haja mais
 
ninguém aqui para se lembrar de coisa alguma, pois a
 
humanidade pode já ter se extinguido. A humanidade,
 
aliás, também é inútil.
30
Às vezes eu penso no cara que inventou o
 
aramezinho de fechar pacote de pão. Imagino-o esbaforido
 
pelos corredores de uma de suas fábricas, dizendo para a
 
secretária ligar para a sua esposa e avisar que não volta
 
para jantar, tem uma reunião crucial para seu império de
35
aramezinho de fechar pão. Um gênio ele devia se achar. E
 
cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão e se
 
dedica de segunda a sexta a essa missão tão crucial e inútil
 
para o futuro do cosmos.
Antonio Prata. O araminho de fechar pão. Internet: <www1.folha.uol.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-II, julgue os próximos itens.
O autor afirma explicitamente no texto ser contrário à lógica segundo a qual experiências culturais e relações afetivas somente são úteis quando resultam em contrapartida laboral.
Questão 13

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias
 
são úteis, devemos necessariamente aceitar que sábado e
 
domingo são dias inúteis. É inútil, portanto: ir ao cinema e
 
ao teatro, fazer piquenique no parque com os filhos,
5
almoçar com a família, tomar cerveja com os amigos, ler
 
um livro, passar a madrugada acordado vendo séries.
 
De fato, todas as atividades supracitadas são inúteis
 
se medidas pela régua da produtividade. Claro que se
 
podem defender filmes, séries, peças e livros afirmando-se
10
que o enriquecimento cultural faz de você um melhor
 
profissional.
 
Também é possível defender o piquenique com os
 
filhos ou a cerveja com os amigos afirmando-se que
 
pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais
15
estáveis, seguras e resilientes no trabalho. Mas a lógica que
 
avalia as experiências culturais e as relações afetivas por
 
seus incrementos à carreira, que justifica a própria
 
felicidade por sua contrapartida laboral, é a lógica dos que
 
batizaram os “dias úteis”. Prefiro tentar encontrar o que há
20
de útil no supostamente inútil a enxergar o que há de inútil
 
no útil.
 
Embora o senhor ou a senhora certamente
 
discordem, são absolutamente inúteis. Não se ofendam, eu
 
também sou. Daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos,
25
ninguém vai se lembrar de nós. Talvez, inclusive, porque,
 
daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos, já não haja mais
 
ninguém aqui para se lembrar de coisa alguma, pois a
 
humanidade pode já ter se extinguido. A humanidade,
 
aliás, também é inútil.
30
Às vezes eu penso no cara que inventou o
 
aramezinho de fechar pacote de pão. Imagino-o esbaforido
 
pelos corredores de uma de suas fábricas, dizendo para a
 
secretária ligar para a sua esposa e avisar que não volta
 
para jantar, tem uma reunião crucial para seu império de
35
aramezinho de fechar pão. Um gênio ele devia se achar. E
 
cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão e se
 
dedica de segunda a sexta a essa missão tão crucial e inútil
 
para o futuro do cosmos.
Antonio Prata. O araminho de fechar pão. Internet: <www1.folha.uol.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-II, julgue os itens que se seguem.
O segmento “Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias são úteis” (ℓ. 1 e 2) expressa uma hipótese real, ou seja, expressa um fato existente.
Questão 14

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias
 
são úteis, devemos necessariamente aceitar que sábado e
 
domingo são dias inúteis. É inútil, portanto: ir ao cinema e
 
ao teatro, fazer piquenique no parque com os filhos,
5
almoçar com a família, tomar cerveja com os amigos, ler
 
um livro, passar a madrugada acordado vendo séries.
 
De fato, todas as atividades supracitadas são inúteis
 
se medidas pela régua da produtividade. Claro que se
 
podem defender filmes, séries, peças e livros afirmando-se
10
que o enriquecimento cultural faz de você um melhor
 
profissional.
 
Também é possível defender o piquenique com os
 
filhos ou a cerveja com os amigos afirmando-se que
 
pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais
15
estáveis, seguras e resilientes no trabalho. Mas a lógica que
 
avalia as experiências culturais e as relações afetivas por
 
seus incrementos à carreira, que justifica a própria
 
felicidade por sua contrapartida laboral, é a lógica dos que
 
batizaram os “dias úteis”. Prefiro tentar encontrar o que há
20
de útil no supostamente inútil a enxergar o que há de inútil
 
no útil.
 
Embora o senhor ou a senhora certamente
 
discordem, são absolutamente inúteis. Não se ofendam, eu
 
também sou. Daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos,
25
ninguém vai se lembrar de nós. Talvez, inclusive, porque,
 
daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos, já não haja mais
 
ninguém aqui para se lembrar de coisa alguma, pois a
 
humanidade pode já ter se extinguido. A humanidade,
 
aliás, também é inútil.
30
Às vezes eu penso no cara que inventou o
 
aramezinho de fechar pacote de pão. Imagino-o esbaforido
 
pelos corredores de uma de suas fábricas, dizendo para a
 
secretária ligar para a sua esposa e avisar que não volta
 
para jantar, tem uma reunião crucial para seu império de
35
aramezinho de fechar pão. Um gênio ele devia se achar. E
 
cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão e se
 
dedica de segunda a sexta a essa missão tão crucial e inútil
 
para o futuro do cosmos.
Antonio Prata. O araminho de fechar pão. Internet: <www1.folha.uol.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-II, julgue os itens que se seguem.
O nível de formalidade do texto seria alterado caso a expressão “faz de você” (ℓ.10) fosse substituída por lhe tornam, mas os sentidos originais e a correção gramatical do texto seriam mantidos.
Questão 15

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias
 
são úteis, devemos necessariamente aceitar que sábado e
 
domingo são dias inúteis. É inútil, portanto: ir ao cinema e
 
ao teatro, fazer piquenique no parque com os filhos,
5
almoçar com a família, tomar cerveja com os amigos, ler
 
um livro, passar a madrugada acordado vendo séries.
 
De fato, todas as atividades supracitadas são inúteis
 
se medidas pela régua da produtividade. Claro que se
 
podem defender filmes, séries, peças e livros afirmando-se
10
que o enriquecimento cultural faz de você um melhor
 
profissional.
 
Também é possível defender o piquenique com os
 
filhos ou a cerveja com os amigos afirmando-se que
 
pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais
15
estáveis, seguras e resilientes no trabalho. Mas a lógica que
 
avalia as experiências culturais e as relações afetivas por
 
seus incrementos à carreira, que justifica a própria
 
felicidade por sua contrapartida laboral, é a lógica dos que
 
batizaram os “dias úteis”. Prefiro tentar encontrar o que há
20
de útil no supostamente inútil a enxergar o que há de inútil
 
no útil.
 
Embora o senhor ou a senhora certamente
 
discordem, são absolutamente inúteis. Não se ofendam, eu
 
também sou. Daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos,
25
ninguém vai se lembrar de nós. Talvez, inclusive, porque,
 
daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos, já não haja mais
 
ninguém aqui para se lembrar de coisa alguma, pois a
 
humanidade pode já ter se extinguido. A humanidade,
 
aliás, também é inútil.
30
Às vezes eu penso no cara que inventou o
 
aramezinho de fechar pacote de pão. Imagino-o esbaforido
 
pelos corredores de uma de suas fábricas, dizendo para a
 
secretária ligar para a sua esposa e avisar que não volta
 
para jantar, tem uma reunião crucial para seu império de
35
aramezinho de fechar pão. Um gênio ele devia se achar. E
 
cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão e se
 
dedica de segunda a sexta a essa missão tão crucial e inútil
 
para o futuro do cosmos.
Antonio Prata. O araminho de fechar pão. Internet: <www1.folha.uol.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-II, julgue os itens que se seguem.
O autor empregou a expressão “absolutamente inúteis” (ℓ.23) em referência ao conceito de dias úteis, visando criticá-lo.
Questão 16

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias
 
são úteis, devemos necessariamente aceitar que sábado e
 
domingo são dias inúteis. É inútil, portanto: ir ao cinema e
 
ao teatro, fazer piquenique no parque com os filhos,
5
almoçar com a família, tomar cerveja com os amigos, ler
 
um livro, passar a madrugada acordado vendo séries.
 
De fato, todas as atividades supracitadas são inúteis
 
se medidas pela régua da produtividade. Claro que se
 
podem defender filmes, séries, peças e livros afirmando-se
10
que o enriquecimento cultural faz de você um melhor
 
profissional.
 
Também é possível defender o piquenique com os
 
filhos ou a cerveja com os amigos afirmando-se que
 
pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais
15
estáveis, seguras e resilientes no trabalho. Mas a lógica que
 
avalia as experiências culturais e as relações afetivas por
 
seus incrementos à carreira, que justifica a própria
 
felicidade por sua contrapartida laboral, é a lógica dos que
 
batizaram os “dias úteis”. Prefiro tentar encontrar o que há
20
de útil no supostamente inútil a enxergar o que há de inútil
 
no útil.
 
Embora o senhor ou a senhora certamente
 
discordem, são absolutamente inúteis. Não se ofendam, eu
 
também sou. Daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos,
25
ninguém vai se lembrar de nós. Talvez, inclusive, porque,
 
daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos, já não haja mais
 
ninguém aqui para se lembrar de coisa alguma, pois a
 
humanidade pode já ter se extinguido. A humanidade,
 
aliás, também é inútil.
30
Às vezes eu penso no cara que inventou o
 
aramezinho de fechar pacote de pão. Imagino-o esbaforido
 
pelos corredores de uma de suas fábricas, dizendo para a
 
secretária ligar para a sua esposa e avisar que não volta
 
para jantar, tem uma reunião crucial para seu império de
35
aramezinho de fechar pão. Um gênio ele devia se achar. E
 
cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão e se
 
dedica de segunda a sexta a essa missão tão crucial e inútil
 
para o futuro do cosmos.
Antonio Prata. O araminho de fechar pão. Internet: <www1.folha.uol.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-II, julgue os itens que se seguem.
Os sentidos e a correção gramatical do texto seriam preservados caso a expressão “cada um de nós” (ℓ.36) fosse substituída por todos nós.
Questão 17

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Se aceitamos que, de segunda a sexta-feira, os dias
 
são úteis, devemos necessariamente aceitar que sábado e
 
domingo são dias inúteis. É inútil, portanto: ir ao cinema e
 
ao teatro, fazer piquenique no parque com os filhos,
5
almoçar com a família, tomar cerveja com os amigos, ler
 
um livro, passar a madrugada acordado vendo séries.
 
De fato, todas as atividades supracitadas são inúteis
 
se medidas pela régua da produtividade. Claro que se
 
podem defender filmes, séries, peças e livros afirmando-se
10
que o enriquecimento cultural faz de você um melhor
 
profissional.
 
Também é possível defender o piquenique com os
 
filhos ou a cerveja com os amigos afirmando-se que
 
pessoas que cultivam laços familiares e sociais são mais
15
estáveis, seguras e resilientes no trabalho. Mas a lógica que
 
avalia as experiências culturais e as relações afetivas por
 
seus incrementos à carreira, que justifica a própria
 
felicidade por sua contrapartida laboral, é a lógica dos que
 
batizaram os “dias úteis”. Prefiro tentar encontrar o que há
20
de útil no supostamente inútil a enxergar o que há de inútil
 
no útil.
 
Embora o senhor ou a senhora certamente
 
discordem, são absolutamente inúteis. Não se ofendam, eu
 
também sou. Daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos,
25
ninguém vai se lembrar de nós. Talvez, inclusive, porque,
 
daqui a cinquenta, cem, mil, dez mil anos, já não haja mais
 
ninguém aqui para se lembrar de coisa alguma, pois a
 
humanidade pode já ter se extinguido. A humanidade,
 
aliás, também é inútil.
30
Às vezes eu penso no cara que inventou o
 
aramezinho de fechar pacote de pão. Imagino-o esbaforido
 
pelos corredores de uma de suas fábricas, dizendo para a
 
secretária ligar para a sua esposa e avisar que não volta
 
para jantar, tem uma reunião crucial para seu império de
35
aramezinho de fechar pão. Um gênio ele devia se achar. E
 
cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão e se
 
dedica de segunda a sexta a essa missão tão crucial e inútil
 
para o futuro do cosmos.
Antonio Prata. O araminho de fechar pão. Internet: <www1.folha.uol.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-II, julgue os itens que se seguem.
Com a afirmação de que “cada um de nós tem seu aramezinho de fechar pão” (ℓ.36), o texto sugere que tanto o autor quanto os leitores têm atividades profissionais que, quando avaliadas objetivamente e com cuidado, mostram-se totalmente desnecessárias ao mundo.
Questão 18

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Não faz muito tempo, fui assistir à ópera As Bodas
 
de Fígaro, de Mozart. Aproximando-se o final do
 
espetáculo, o personagem mais importante, Fígaro, faz um
 
comentário cruel a respeito das mulheres. Na montagem
5
que vi, o diretor de cena teve a ideia de acender as luzes da
 
plateia durante o canto de Fígaro, que saiu do palco e
 
dirigiu-se aos homens presentes.
 
Logo atrás de mim, uma senhora furiosa
 
levantou-se. Fez o sinal de “não” nas fuças do pobre cantor
10
e retirou-se protestando em voz alta. Pensei que ela poderia
 
ter prestado mais atenção. O tema nuclear de As Bodas de
 
Fígaro é atual: trata-se de desmascarar, denunciar e punir
 
um poderoso aristocrata que é violento predador sexual.
 
Aquela senhora furiosa revoltou-se antes do tempo
15
e não viu a condenação do conde brutal. Tal
 
suscetibilidade, decorrente da situação inferior em que, do
 
modo mais injusto, as mulheres são mantidas em nossas
 
sociedades, é compreensível. Mas indignou-se cedo
 
demais.
20
Indignação: eis o problema. Nunca tive simpatia por
 
essa palavra. Pressupõe cólera e desprezo. Quando estamos
 
sozinhos, a indignação nos embriaga como se fosse uma
 
droga. Arrebata a alma, enfurece as vísceras, dilata os
 
pulmões e nos faz acreditar na veemência do nosso ódio.
25
Viramos heróis justiceiros diante de nós mesmos.
 
A solidão indignada faz grandes discursos interiores
 
contra aquilo que erigimos como inimigo. Serve para dar
 
boa consciência. É um prazer solitário. Exaltados,
 
arquitetamos vinganças e reparações. Depois, o balão
30
murcha, sobrando apenas nossa miserável impotência.
 
Ao se manifestar na presença de outra pessoa, ou de
 
duas, ou em um pequeno grupo, a indignação leva ao
 
descontrole. Nervosos, falamos alto e dizemos coisas que,
 
na calma, jamais pronunciaríamos. Porque não somos mais
35
nós que falamos, mas algo que está em nós e que ocupou
 
nosso corpo esvaziado de qualquer poder reflexivo: a
 
indignação.
Jorge Coli. A indignação enfurece as vísceras e nos embriaga como se fosse droga. Internet: <www.folha.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-III, julgue os itens seguintes.
Na linha 16, o autor emprega o termo “suscetibilidade” para questionar a desigualdade de gênero enfrentada pelas mulheres como motivo que justificasse a reação da senhora na ópera.
Questão 19

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Não faz muito tempo, fui assistir à ópera As Bodas
 
de Fígaro, de Mozart. Aproximando-se o final do
 
espetáculo, o personagem mais importante, Fígaro, faz um
 
comentário cruel a respeito das mulheres. Na montagem
5
que vi, o diretor de cena teve a ideia de acender as luzes da
 
plateia durante o canto de Fígaro, que saiu do palco e
 
dirigiu-se aos homens presentes.
 
Logo atrás de mim, uma senhora furiosa
 
levantou-se. Fez o sinal de “não” nas fuças do pobre cantor
10
e retirou-se protestando em voz alta. Pensei que ela poderia
 
ter prestado mais atenção. O tema nuclear de As Bodas de
 
Fígaro é atual: trata-se de desmascarar, denunciar e punir
 
um poderoso aristocrata que é violento predador sexual.
 
Aquela senhora furiosa revoltou-se antes do tempo
15
e não viu a condenação do conde brutal. Tal
 
suscetibilidade, decorrente da situação inferior em que, do
 
modo mais injusto, as mulheres são mantidas em nossas
 
sociedades, é compreensível. Mas indignou-se cedo
 
demais.
20
Indignação: eis o problema. Nunca tive simpatia por
 
essa palavra. Pressupõe cólera e desprezo. Quando estamos
 
sozinhos, a indignação nos embriaga como se fosse uma
 
droga. Arrebata a alma, enfurece as vísceras, dilata os
 
pulmões e nos faz acreditar na veemência do nosso ódio.
25
Viramos heróis justiceiros diante de nós mesmos.
 
A solidão indignada faz grandes discursos interiores
 
contra aquilo que erigimos como inimigo. Serve para dar
 
boa consciência. É um prazer solitário. Exaltados,
 
arquitetamos vinganças e reparações. Depois, o balão
30
murcha, sobrando apenas nossa miserável impotência.
 
Ao se manifestar na presença de outra pessoa, ou de
 
duas, ou em um pequeno grupo, a indignação leva ao
 
descontrole. Nervosos, falamos alto e dizemos coisas que,
 
na calma, jamais pronunciaríamos. Porque não somos mais
35
nós que falamos, mas algo que está em nós e que ocupou
 
nosso corpo esvaziado de qualquer poder reflexivo: a
 
indignação.
Jorge Coli. A indignação enfurece as vísceras e nos embriaga como se fosse droga. Internet: <www.folha.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-III, julgue os itens seguintes.
Ao propor, na linha 23, que a indignação “Arrebata a alma” e “enfurece as vísceras”, o autor do texto afirma que esse sentimento provoca as mesmas alterações fisiológicas que certas drogas.
Questão 20

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Não faz muito tempo, fui assistir à ópera As Bodas
 
de Fígaro, de Mozart. Aproximando-se o final do
 
espetáculo, o personagem mais importante, Fígaro, faz um
 
comentário cruel a respeito das mulheres. Na montagem
5
que vi, o diretor de cena teve a ideia de acender as luzes da
 
plateia durante o canto de Fígaro, que saiu do palco e
 
dirigiu-se aos homens presentes.
 
Logo atrás de mim, uma senhora furiosa
 
levantou-se. Fez o sinal de “não” nas fuças do pobre cantor
10
e retirou-se protestando em voz alta. Pensei que ela poderia
 
ter prestado mais atenção. O tema nuclear de As Bodas de
 
Fígaro é atual: trata-se de desmascarar, denunciar e punir
 
um poderoso aristocrata que é violento predador sexual.
 
Aquela senhora furiosa revoltou-se antes do tempo
15
e não viu a condenação do conde brutal. Tal
 
suscetibilidade, decorrente da situação inferior em que, do
 
modo mais injusto, as mulheres são mantidas em nossas
 
sociedades, é compreensível. Mas indignou-se cedo
 
demais.
20
Indignação: eis o problema. Nunca tive simpatia por
 
essa palavra. Pressupõe cólera e desprezo. Quando estamos
 
sozinhos, a indignação nos embriaga como se fosse uma
 
droga. Arrebata a alma, enfurece as vísceras, dilata os
 
pulmões e nos faz acreditar na veemência do nosso ódio.
25
Viramos heróis justiceiros diante de nós mesmos.
 
A solidão indignada faz grandes discursos interiores
 
contra aquilo que erigimos como inimigo. Serve para dar
 
boa consciência. É um prazer solitário. Exaltados,
 
arquitetamos vinganças e reparações. Depois, o balão
30
murcha, sobrando apenas nossa miserável impotência.
 
Ao se manifestar na presença de outra pessoa, ou de
 
duas, ou em um pequeno grupo, a indignação leva ao
 
descontrole. Nervosos, falamos alto e dizemos coisas que,
 
na calma, jamais pronunciaríamos. Porque não somos mais
35
nós que falamos, mas algo que está em nós e que ocupou
 
nosso corpo esvaziado de qualquer poder reflexivo: a
 
indignação.
Jorge Coli. A indignação enfurece as vísceras e nos embriaga como se fosse droga. Internet: <www.folha.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-III, julgue os itens seguintes.
De acordo com o texto, quando estamos indignados e sozinhos, elaboramos mentalmente grandes argumentações contra aquilo que definimos como alvo da nossa revolta.
Questão 21

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Não faz muito tempo, fui assistir à ópera As Bodas
 
de Fígaro, de Mozart. Aproximando-se o final do
 
espetáculo, o personagem mais importante, Fígaro, faz um
 
comentário cruel a respeito das mulheres. Na montagem
5
que vi, o diretor de cena teve a ideia de acender as luzes da
 
plateia durante o canto de Fígaro, que saiu do palco e
 
dirigiu-se aos homens presentes.
 
Logo atrás de mim, uma senhora furiosa
 
levantou-se. Fez o sinal de “não” nas fuças do pobre cantor
10
e retirou-se protestando em voz alta. Pensei que ela poderia
 
ter prestado mais atenção. O tema nuclear de As Bodas de
 
Fígaro é atual: trata-se de desmascarar, denunciar e punir
 
um poderoso aristocrata que é violento predador sexual.
 
Aquela senhora furiosa revoltou-se antes do tempo
15
e não viu a condenação do conde brutal. Tal
 
suscetibilidade, decorrente da situação inferior em que, do
 
modo mais injusto, as mulheres são mantidas em nossas
 
sociedades, é compreensível. Mas indignou-se cedo
 
demais.
20
Indignação: eis o problema. Nunca tive simpatia por
 
essa palavra. Pressupõe cólera e desprezo. Quando estamos
 
sozinhos, a indignação nos embriaga como se fosse uma
 
droga. Arrebata a alma, enfurece as vísceras, dilata os
 
pulmões e nos faz acreditar na veemência do nosso ódio.
25
Viramos heróis justiceiros diante de nós mesmos.
 
A solidão indignada faz grandes discursos interiores
 
contra aquilo que erigimos como inimigo. Serve para dar
 
boa consciência. É um prazer solitário. Exaltados,
 
arquitetamos vinganças e reparações. Depois, o balão
30
murcha, sobrando apenas nossa miserável impotência.
 
Ao se manifestar na presença de outra pessoa, ou de
 
duas, ou em um pequeno grupo, a indignação leva ao
 
descontrole. Nervosos, falamos alto e dizemos coisas que,
 
na calma, jamais pronunciaríamos. Porque não somos mais
35
nós que falamos, mas algo que está em nós e que ocupou
 
nosso corpo esvaziado de qualquer poder reflexivo: a
 
indignação.
Jorge Coli. A indignação enfurece as vísceras e nos embriaga como se fosse droga. Internet: <www.folha.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias do texto CB1A1-III, julgue os itens seguintes.
Infere-se do texto que a indignação manifestada solitariamente é menos nociva que a manifestada publicamente.
Questão 22

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Não faz muito tempo, fui assistir à ópera As Bodas
 
de Fígaro, de Mozart. Aproximando-se o final do
 
espetáculo, o personagem mais importante, Fígaro, faz um
 
comentário cruel a respeito das mulheres. Na montagem
5
que vi, o diretor de cena teve a ideia de acender as luzes da
 
plateia durante o canto de Fígaro, que saiu do palco e
 
dirigiu-se aos homens presentes.
 
Logo atrás de mim, uma senhora furiosa
 
levantou-se. Fez o sinal de “não” nas fuças do pobre cantor
10
e retirou-se protestando em voz alta. Pensei que ela poderia
 
ter prestado mais atenção. O tema nuclear de As Bodas de
 
Fígaro é atual: trata-se de desmascarar, denunciar e punir
 
um poderoso aristocrata que é violento predador sexual.
 
Aquela senhora furiosa revoltou-se antes do tempo
15
e não viu a condenação do conde brutal. Tal
 
suscetibilidade, decorrente da situação inferior em que, do
 
modo mais injusto, as mulheres são mantidas em nossas
 
sociedades, é compreensível. Mas indignou-se cedo
 
demais.
20
Indignação: eis o problema. Nunca tive simpatia por
 
essa palavra. Pressupõe cólera e desprezo. Quando estamos
 
sozinhos, a indignação nos embriaga como se fosse uma
 
droga. Arrebata a alma, enfurece as vísceras, dilata os
 
pulmões e nos faz acreditar na veemência do nosso ódio.
25
Viramos heróis justiceiros diante de nós mesmos.
 
A solidão indignada faz grandes discursos interiores
 
contra aquilo que erigimos como inimigo. Serve para dar
 
boa consciência. É um prazer solitário. Exaltados,
 
arquitetamos vinganças e reparações. Depois, o balão
30
murcha, sobrando apenas nossa miserável impotência.
 
Ao se manifestar na presença de outra pessoa, ou de
 
duas, ou em um pequeno grupo, a indignação leva ao
 
descontrole. Nervosos, falamos alto e dizemos coisas que,
 
na calma, jamais pronunciaríamos. Porque não somos mais
35
nós que falamos, mas algo que está em nós e que ocupou
 
nosso corpo esvaziado de qualquer poder reflexivo: a
 
indignação.
Jorge Coli. A indignação enfurece as vísceras e nos embriaga como se fosse droga. Internet: <www.folha.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-III, julgue os itens subsecutivos.
Em “dirigiu-se” (ℓ.7), a colocação do pronome “se” antes da forma verbal — se dirigiu — prejudicaria a correção gramatical do texto.
Questão 23

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Não faz muito tempo, fui assistir à ópera As Bodas
 
de Fígaro, de Mozart. Aproximando-se o final do
 
espetáculo, o personagem mais importante, Fígaro, faz um
 
comentário cruel a respeito das mulheres. Na montagem
5
que vi, o diretor de cena teve a ideia de acender as luzes da
 
plateia durante o canto de Fígaro, que saiu do palco e
 
dirigiu-se aos homens presentes.
 
Logo atrás de mim, uma senhora furiosa
 
levantou-se. Fez o sinal de “não” nas fuças do pobre cantor
10
e retirou-se protestando em voz alta. Pensei que ela poderia
 
ter prestado mais atenção. O tema nuclear de As Bodas de
 
Fígaro é atual: trata-se de desmascarar, denunciar e punir
 
um poderoso aristocrata que é violento predador sexual.
 
Aquela senhora furiosa revoltou-se antes do tempo
15
e não viu a condenação do conde brutal. Tal
 
suscetibilidade, decorrente da situação inferior em que, do
 
modo mais injusto, as mulheres são mantidas em nossas
 
sociedades, é compreensível. Mas indignou-se cedo
 
demais.
20
Indignação: eis o problema. Nunca tive simpatia por
 
essa palavra. Pressupõe cólera e desprezo. Quando estamos
 
sozinhos, a indignação nos embriaga como se fosse uma
 
droga. Arrebata a alma, enfurece as vísceras, dilata os
 
pulmões e nos faz acreditar na veemência do nosso ódio.
25
Viramos heróis justiceiros diante de nós mesmos.
 
A solidão indignada faz grandes discursos interiores
 
contra aquilo que erigimos como inimigo. Serve para dar
 
boa consciência. É um prazer solitário. Exaltados,
 
arquitetamos vinganças e reparações. Depois, o balão
30
murcha, sobrando apenas nossa miserável impotência.
 
Ao se manifestar na presença de outra pessoa, ou de
 
duas, ou em um pequeno grupo, a indignação leva ao
 
descontrole. Nervosos, falamos alto e dizemos coisas que,
 
na calma, jamais pronunciaríamos. Porque não somos mais
35
nós que falamos, mas algo que está em nós e que ocupou
 
nosso corpo esvaziado de qualquer poder reflexivo: a
 
indignação.
Jorge Coli. A indignação enfurece as vísceras e nos embriaga como se fosse droga. Internet: <www.folha.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-III, julgue os itens subsecutivos.
O deslocamento do termo “furiosa” (ℓ.8) para imediatamente após a forma verbal “levantou-se” (ℓ.9) manteria a coerência do texto.
Questão 24

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Não faz muito tempo, fui assistir à ópera As Bodas
 
de Fígaro, de Mozart. Aproximando-se o final do
 
espetáculo, o personagem mais importante, Fígaro, faz um
 
comentário cruel a respeito das mulheres. Na montagem
5
que vi, o diretor de cena teve a ideia de acender as luzes da
 
plateia durante o canto de Fígaro, que saiu do palco e
 
dirigiu-se aos homens presentes.
 
Logo atrás de mim, uma senhora furiosa
 
levantou-se. Fez o sinal de “não” nas fuças do pobre cantor
10
e retirou-se protestando em voz alta. Pensei que ela poderia
 
ter prestado mais atenção. O tema nuclear de As Bodas de
 
Fígaro é atual: trata-se de desmascarar, denunciar e punir
 
um poderoso aristocrata que é violento predador sexual.
 
Aquela senhora furiosa revoltou-se antes do tempo
15
e não viu a condenação do conde brutal. Tal
 
suscetibilidade, decorrente da situação inferior em que, do
 
modo mais injusto, as mulheres são mantidas em nossas
 
sociedades, é compreensível. Mas indignou-se cedo
 
demais.
20
Indignação: eis o problema. Nunca tive simpatia por
 
essa palavra. Pressupõe cólera e desprezo. Quando estamos
 
sozinhos, a indignação nos embriaga como se fosse uma
 
droga. Arrebata a alma, enfurece as vísceras, dilata os
 
pulmões e nos faz acreditar na veemência do nosso ódio.
25
Viramos heróis justiceiros diante de nós mesmos.
 
A solidão indignada faz grandes discursos interiores
 
contra aquilo que erigimos como inimigo. Serve para dar
 
boa consciência. É um prazer solitário. Exaltados,
 
arquitetamos vinganças e reparações. Depois, o balão
30
murcha, sobrando apenas nossa miserável impotência.
 
Ao se manifestar na presença de outra pessoa, ou de
 
duas, ou em um pequeno grupo, a indignação leva ao
 
descontrole. Nervosos, falamos alto e dizemos coisas que,
 
na calma, jamais pronunciaríamos. Porque não somos mais
35
nós que falamos, mas algo que está em nós e que ocupou
 
nosso corpo esvaziado de qualquer poder reflexivo: a
 
indignação.
Jorge Coli. A indignação enfurece as vísceras e nos embriaga como se fosse droga. Internet: <www.folha.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-III, julgue os itens subsecutivos.
No período em que aparece, o termo “nuclear” (ℓ.11) tem o mesmo sentido de central.
Questão 25

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
Não faz muito tempo, fui assistir à ópera As Bodas
 
de Fígaro, de Mozart. Aproximando-se o final do
 
espetáculo, o personagem mais importante, Fígaro, faz um
 
comentário cruel a respeito das mulheres. Na montagem
5
que vi, o diretor de cena teve a ideia de acender as luzes da
 
plateia durante o canto de Fígaro, que saiu do palco e
 
dirigiu-se aos homens presentes.
 
Logo atrás de mim, uma senhora furiosa
 
levantou-se. Fez o sinal de “não” nas fuças do pobre cantor
10
e retirou-se protestando em voz alta. Pensei que ela poderia
 
ter prestado mais atenção. O tema nuclear de As Bodas de
 
Fígaro é atual: trata-se de desmascarar, denunciar e punir
 
um poderoso aristocrata que é violento predador sexual.
 
Aquela senhora furiosa revoltou-se antes do tempo
15
e não viu a condenação do conde brutal. Tal
 
suscetibilidade, decorrente da situação inferior em que, do
 
modo mais injusto, as mulheres são mantidas em nossas
 
sociedades, é compreensível. Mas indignou-se cedo
 
demais.
20
Indignação: eis o problema. Nunca tive simpatia por
 
essa palavra. Pressupõe cólera e desprezo. Quando estamos
 
sozinhos, a indignação nos embriaga como se fosse uma
 
droga. Arrebata a alma, enfurece as vísceras, dilata os
 
pulmões e nos faz acreditar na veemência do nosso ódio.
25
Viramos heróis justiceiros diante de nós mesmos.
 
A solidão indignada faz grandes discursos interiores
 
contra aquilo que erigimos como inimigo. Serve para dar
 
boa consciência. É um prazer solitário. Exaltados,
 
arquitetamos vinganças e reparações. Depois, o balão
30
murcha, sobrando apenas nossa miserável impotência.
 
Ao se manifestar na presença de outra pessoa, ou de
 
duas, ou em um pequeno grupo, a indignação leva ao
 
descontrole. Nervosos, falamos alto e dizemos coisas que,
 
na calma, jamais pronunciaríamos. Porque não somos mais
35
nós que falamos, mas algo que está em nós e que ocupou
 
nosso corpo esvaziado de qualquer poder reflexivo: a
 
indignação.
Jorge Coli. A indignação enfurece as vísceras e nos embriaga como se fosse droga. Internet: <www.folha.com.br> (com adaptações).
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-III, julgue os itens subsecutivos.
A oração “não viu a condenação do conde brutal” (ℓ.15) exprime o motivo, a causa por que a senhora furiosa revoltou-se antes do tempo.
Questão 26

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação a aspectos geográficos e políticos do Distrito Federal (DF), julgue os itens a seguir.
O DF é uma unidade federativa cuja organização territorial e política apresenta diferenças com relação às demais unidades federativas que compõem o território brasileiro: o DF não é município nem estado, mas é regido por lei orgânica, tal como os municípios brasileiros; além disso, possui governador, mas não vereadores.
Questão 27

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação a aspectos geográficos e políticos do Distrito Federal (DF), julgue os itens a seguir.
As regiões administrativas, popularmente conhecidas como cidades satélites, possuem autonomia político-administrativa semelhante à dos municípios brasileiros.
Questão 28

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação a aspectos geográficos e políticos do Distrito Federal (DF), julgue os itens a seguir.
Os administradores das regiões administrativas são indicados pelo governador do DF.
Questão 29

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (RIDE-DF), julgue os próximos itens.
A organização territorial tanto de Brasília quanto da RIDE-DF reflete desigualdades socioespaciais características da urbanização brasileira. As diferenças ocupacionais e de renda entre as diversas regiões administrativas do DF e os municípios goianos e mineiros intensificam uma expansão urbana dispersa e desigual.
Questão 30

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (RIDE-DF), julgue os próximos itens.
Brasília é o centro polarizador da RIDE-DF e é classificada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) como metrópole nacional.
Questão 31

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (RIDE-DF), julgue os próximos itens.
A RIDE-DF é formada pela capital administrativa e política do país, Brasília, caracterizada predominantemente por atividades terciárias e quaternárias, e por parte de um corredor dinâmico de base agropecuária, o eixo Brasília-Anápolis-Goiânia.
Questão 32

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (RIDE-DF), julgue os próximos itens.
A RIDE-DF é considerada uma região metropolitana que integra apenas os núcleos urbanos do DF e os municípios limítrofes do estado de Goiás.
Questão 33

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A tabela seguinte mostra dados de 2015 a respeito da realidade étnica e social do DF.

CODEPLAN. Pesquisa distrital por amostra de domicílios – PDAD-DF, 2015 (com adaptações).

Considerando essa tabela, julgue os itens seguintes.

Os dados referidos na tabela indicam que a população negra no DF concentra-se principalmente no estrato de renda média baixa.
Questão 34

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A tabela seguinte mostra dados de 2015 a respeito da realidade étnica e social do DF.

CODEPLAN. Pesquisa distrital por amostra de domicílios – PDAD-DF, 2015 (com adaptações).

Considerando essa tabela, julgue os itens seguintes.

Conforme os dados apresentados, a população não negra do DF é menor que a população negra e os padrões de distribuição das faixas de renda entre essas populações são considerados equivalentes.
Questão 35

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A tabela seguinte mostra dados de 2015 a respeito da realidade étnica e social do DF.

CODEPLAN. Pesquisa distrital por amostra de domicílios – PDAD-DF, 2015 (com adaptações).

Considerando essa tabela, julgue os itens seguintes.

A participação expressiva da população negra no DF é resultado dos fluxos migratórios internos no território brasileiro e reflexo da composição étnica da população brasileira como um todo, uma vez que o Brasil possui um dos maiores contingentes de negros fora da África.
Questão 36

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com referência ao disposto na Lei Orgânica do DF e em suas alterações, julgue os itens subsecutivos.
A adoção de políticas públicas de educação preventiva do suicídio constitui um dos objetivos prioritários do DF.
Questão 37

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com referência ao disposto na Lei Orgânica do DF e em suas alterações, julgue os itens subsecutivos.
Na execução do seu programa de desenvolvimento econômico-social, o DF deverá buscar a integração com a região do entorno de seu espaço físico-geográfico.
Questão 38

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com referência ao disposto na Lei Orgânica do DF e em suas alterações, julgue os itens subsecutivos.
No DF, a criação de uma região administrativa se dá mediante decreto do governador, enquanto a extinção de região administrativa deverá ser estabelecida por lei aprovada pela maioria absoluta dos deputados distritais.
Questão 39

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
De acordo com o Código de Ética dos Servidores e Empregados Públicos Civis do Poder Executivo ― Decreto nº 37.297/2016 ―, julgue os itens que se seguem.
O recebimento, por servidor do DF, de ingresso para participar de congresso ou de show em razão de contrapartida de convênio não é considerado vantagem de natureza indevida.
Questão 40

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
De acordo com o Código de Ética dos Servidores e Empregados Públicos Civis do Poder Executivo ― Decreto nº 37.297/2016 ―, julgue os itens que se seguem.
A sanção prevista para servidor que infringir norma ética do referido código é a demissão do serviço público.
Questão 41

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
Ao servidor público matriculado em curso de educação superior poderá ser concedido horário especial de trabalho, caso sua grade horária no curso seja incompatível com o horário da unidade onde ele trabalha, desde que não haja prejuízo ao exercício das funções do cargo e que o servidor cumpra integralmente o regime semanal de trabalho.
Questão 42

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
Embora a Presidência da República Federativa do Brasil tenha a prerrogativa de requisitar que determinado servidor estável do DF seja colocado à disposição de algum de seus órgãos, o afastamento do servidor do cargo efetivo somente poderá ocorrer se estipulados a finalidade e o prazo para tal.
Questão 43

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
Servidor público que cometer infração disciplinar ficará sujeito a responder penal, civil e administrativamente pela infração e, no caso de ele ser absolvido na esfera penal por falta de prova, a sua responsabilidade administrativa será afastada.
Questão 44

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
A redistribuição consiste no deslocamento da lotação de servidor, no mesmo órgão e na mesma carreira, de uma localidade para outra.
Questão 45

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 46

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
Servidor público que cometer infração disciplinar ao proceder com conduta profissional classificada como erro de procedimento será submetido a sanção disciplinar se a conduta for caracterizada cumulativamente pelo prejuízo moral, seja este relevante ou irrelevante.
Questão 47

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
Servidor público que tiver sido exonerado de seu cargo permanecerá responsável administrativamente pelos atos praticados no exercício desse cargo, observado o prazo prescricional.
Questão 48

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
Em se tratando de servidor que esteja respondendo a processo administrativo disciplinar em razão do cometimento de infração disciplinar, eventual pedido de exoneração do cargo ou de aposentadoria voluntária apresentado antes da conclusão do prazo para a defesa escrita deverá ser indeferido.
Questão 49

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
Em caso de servidor público que tenha se acidentado em serviço e necessite de tratamento especializado disponível exclusivamente em instituição privada, o governo do DF poderá ser responsabilizado pelo custeio desse tratamento.
Questão 50

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base nas disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do DF, das Autarquias e das Fundações Públicas Distritais ― Lei Complementar nº 840/2011 e suas alterações ―, julgue os itens a seguir.
Servidor público concursado que sofrer acidente que lhe reduza a capacidade de trabalho, sendo essa condição comprovada em inspeção médica, deverá ser readaptado para exercer atividades compatíveis com a sua limitação, conforme habilitação do concurso público que houver prestado, sem diminuição de sua remuneração.
Questão 51

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de processos participativos e de gestão da qualidade na administração pública brasileira, julgue os itens seguintes.
Os conselhos gestores são exemplos de mecanismos de participação cidadã na gestão pública que ainda não são adotados nos municípios brasileiros.
Questão 52

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de processos participativos e de gestão da qualidade na administração pública brasileira, julgue os itens seguintes.
Nos conselhos gestores, a capacidade deliberativa do Estado tem preferência sobre a participação da sociedade civil, que é prevista de forma secundária.
Questão 53

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de processos participativos e de gestão da qualidade na administração pública brasileira, julgue os itens seguintes.
O planejamento da qualidade desejada dos serviços públicos inicia-se com a identificação dos requisitos dos clientes-alvo desses serviços.
Questão 54

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de processos participativos e de gestão da qualidade na administração pública brasileira, julgue os itens seguintes.
O poder público é considerado um cliente dos serviços públicos.
Questão 55

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de processos participativos e de gestão da qualidade na administração pública brasileira, julgue os itens seguintes.
São indicadores de qualidade na gestão pública a instituição de governança de tecnologia da informação, o combate à corrupção e o impulso à execução fiscal.
Questão 56

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca da evolução das abordagens da administração e sua aplicação à administração pública brasileira, julgue os itens que se seguem.
A abordagem contingencial é voltada para a estrutura organizacional, enquanto a abordagem neoclássica ocupa-se da tecnologia.
Questão 57

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca da evolução das abordagens da administração e sua aplicação à administração pública brasileira, julgue os itens que se seguem.
A abordagem da teoria comportamental prioriza os trabalhadores em detrimento da estrutura organizacional.
Questão 58

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca da evolução das abordagens da administração e sua aplicação à administração pública brasileira, julgue os itens que se seguem.
A nova gestão pública propõe a fusão das esferas política e econômica na administração pública brasileira, de modo que a ocupação de cargos públicos seja baseada em interesses econômicos.
Questão 59

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Cada um dos itens a seguir apresenta uma situação hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada, a respeito de gerenciamento de processos.
Uma organização pública que atua na área de controle externo do governo decidiu rever seus processos, pois um levantamento inicial permitiu a identificação de muitos handoffs que resultavam em desconexões nos processos. Nessa situação, entre os elementos que devem ser avaliados para manter os handoffs sobre controle incluem-se todas as entradas, atividades e saídas dos processos e os handoffs com maior probabilidade de atrasar os processos.
Questão 60

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca da evolução das abordagens da administração e sua aplicação à administração pública brasileira, julgue os itens que se seguem.
Governabilidade consiste na capacidade absoluta de governar independentemente de apoio popular ou político.
Questão 61

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca de funções da administração e de planejamento em organizações contemporâneas, julgue os próximos itens.
No processo administrativo, cabe à função de controle a comparação entre desempenho efetivo e metas preestabelecidas.
Questão 62

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 63

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 64

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca de funções da administração e de planejamento em organizações contemporâneas, julgue os próximos itens.
O planejamento de curto prazo que é voltado para a eficiência e que envolve cada tarefa de forma isolada é denominado operacional.
Questão 65

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de técnicas e ferramentas gerenciais e sua aplicação à administração pública, julgue os itens subsequentes.
A administração por objetivos marca um ponto de transição nas abordagens da administração: a partir dela, evoluiu-se da orientação a atividades para a orientação a resultados e, ainda, do estilo autoritário para o participativo.
Questão 66

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de técnicas e ferramentas gerenciais e sua aplicação à administração pública, julgue os itens subsequentes.
Em organizações descentralizadas, o fluxo de tomada de decisões direciona-se do topo para a base.
Questão 67

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de técnicas e ferramentas gerenciais e sua aplicação à administração pública, julgue os itens subsequentes.
Na departamentalização por critério territorial, a estrutura organizacional se baseia nas funções executadas por cada unidade
Questão 68

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 69

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à gestão de desempenho e à gestão por competências, julgue os itens a seguir.
Desempenho é definido como a transformação de conhecimentos, aptidões, habilidades e interesses em resultados esperados pela organização.
Questão 70

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à gestão de desempenho e à gestão por competências, julgue os itens a seguir.
A justiça à diversidade é a diretriz do feedback 360 graus que preconiza que os avaliadores sejam responsáveis por pontuações honestas e passem ao feedback do comportamento eventuais respostas suspeitas detectadas.
Questão 71

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 72

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à gestão de desempenho e à gestão por competências, julgue os itens a seguir.
Uma empresa que busca o sucesso de programas e ações voltados à retenção de profissionais em seu quadro de pessoal deve estabelecer padrões de avaliação e medição claros, objetivos e confiáveis, para suportar a pressão oriunda das pessoas não selecionadas, promovidas e(ou) recompensadas.
Questão 73

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à gestão de desempenho e à gestão por competências, julgue os itens a seguir.
A competência essencial de uma organização engloba o aprendizado coletivo e o know-how aplicados de maneira integrada na organização, de modo a diferenciá-la de outras empresas.
Questão 74

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Julgue os próximos itens, a respeito de recrutamento e seleção de pessoas.
O processo de recrutamento e seleção de pessoas na gestão estratégica difere do adotado na gestão tradicional de pessoas.
Questão 75

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Julgue os próximos itens, a respeito de recrutamento e seleção de pessoas.
O recrutamento interno tem como vantagens a valorização dos funcionários, o conhecimento prévio do desempenho e do potencial dos funcionários, um menor tempo de adaptação no cargo e a promoção do autodesenvolvimento.
Questão 76

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração

» Esta questão foi anulada pela banca.
Acerca da gestão de projetos, julgue os itens que se seguem.
Para se evitar sobrecarga de trabalho, a execução de um projeto deve ser realizada separadamente das rotinas de trabalho dos funcionários envolvidos nesse projeto.
Questão 77

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca da gestão de projetos, julgue os itens que se seguem.
Um projeto é mais facilmente monitorado e controlado quando planejado, financiado e administrado como uma atividade distinta dentro da empresa.
Questão 78

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca da gestão de projetos, julgue os itens que se seguem.
Um projeto deverá ser encerrado caso se torne técnica ou economicamente inviável ou as necessidades que o tiverem motivado deixem de existir.
Questão 79

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 80

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
À luz da Constituição Federal de 1988, julgue os itens a seguir.
O direito de propriedade é constitucionalmente garantido, devendo as propriedades atender a sua função social.
Questão 81

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
No que se refere a análise e descrição de cargos em organizações, julgue os itens a seguir.
A descrição de um cargo apresenta de modo simplificado as principais atribuições desse cargo.
Questão 82

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
No que se refere a análise e descrição de cargos em organizações, julgue os itens a seguir.
Embora a análise e a descrição de cargos sejam relacionadas, elas se distinguem quanto ao escopo: a análise de cargos concentra-se no conteúdo dos cargos, enquanto a descrição de cargos visa determinar os requisitos físicos e mentais necessários à ocupação de determinado cargo.
Questão 83

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à gestão de processos, julgue o próximo item.
As ferramentas de controle estatístico de processo (CEP) surgiram com a intensificação do uso do BPM (business process management) e estão diretamente relacionadas ao monitoramento e à medição das atividades empresariais por meio de sistemas operacionais e processos de negócios.
Questão 84

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à administração financeira, julgue os seguintes itens.
Em uma empresa, os recursos de terceiros têm potencial para modificar positivamente a rentabilidade do capital próprio, sendo a utilização desses recursos avaliada pelo grau de alavancagem financeira (GAF): a alavancagem é nula se GAF = 0.
Questão 85

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação à administração financeira, julgue os seguintes itens.
O efeito combinado de alavancagem operacional e alavancagem financeira gera a alavancagem total.
Questão 86

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca das reformas administrativas e da redefinição do papel do Estado brasileiro, julgue os itens subsequentes.
A reforma administrativa de 1967 baseava-se no planejamento voltado para o desenvolvimento econômico-social do Brasil.
Questão 87

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca das reformas administrativas e da redefinição do papel do Estado brasileiro, julgue os itens subsequentes.
Com a reforma administrativa de 1967, os componentes da administração pública federal foram separados em integrantes da administração direta e integrantes da administração indireta.
Questão 88

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca das reformas administrativas e da redefinição do papel do Estado brasileiro, julgue os itens subsequentes.
A Constituição Federal de 1988 conferiu flexibilidade operacional às fundações e autarquias públicas ao atribuir-lhes normas de funcionamento distintas das que regem a administração direta.
Questão 89

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
No que se refere à administração pública do modelo racional-legal ao paradigma pós-burocrático, julgue os itens seguintes.
O paradigma gerencial fundamenta-se nos princípios da confiança e da centralização da decisão.
Questão 90

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
No que se refere à administração pública do modelo racional-legal ao paradigma pós-burocrático, julgue os itens seguintes.
A necessidade de clara separação entre Estado e mercado, considerada essencial para o capitalismo, fez que a administração patrimonialista fosse substituída pela administração pública burocrática.
Questão 91

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
No que se refere à administração pública do modelo racional-legal ao paradigma pós-burocrático, julgue os itens seguintes.
Servindo aos níveis governamentais federal, estadual e municipal, a reforma gerencial visava enfatizar a profissionalização e o uso de práticas de gestão do setor privado.
Questão 92

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 93

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 94

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 95

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Julgue os itens a seguir, a respeito do processo de formulação e desenvolvimento de políticas públicas.
Uma agenda é uma lista de questões ou problemas considerados de interesse público que demandam soluções.
Questão 96

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Julgue os itens a seguir, a respeito do processo de formulação e desenvolvimento de políticas públicas.
A formulação de políticas públicas envolve o desenvolvimento de alternativas para tratar de eventuais problemas na agenda do governo.
Questão 97

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Julgue os itens a seguir, a respeito do processo de formulação e desenvolvimento de políticas públicas.
Na fase de implementação das políticas públicas, regras, rotinas e processos sociais são convertidos de intenções em ações.
Questão 98

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca da avaliação de programas e projetos, julgue os itens que se seguem.
Avaliar a efetividade de uma política pública consiste em verificar se ela foi executada conforme o cronograma proposto, o orçamento aprovado e as metas estabelecidas.
Questão 99

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Acerca da avaliação de programas e projetos, julgue os itens que se seguem.
A avaliação formativa afere os resultados obtidos pelo conjunto das ações desenvolvidas no âmbito de determinado programa.
Questão 100

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 101

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 102

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base na Lei da Transparência — Lei Complementar nº 131/2009 — e na Lei de Acesso à Informação — Lei nº 12.527/2011 —, julgue os itens seguintes.
De acordo com dispositivo da Lei de Acesso à Informação, é de quinze anos o prazo máximo de restrição de acesso a informações classificadas como ultrassecretas.
Questão 103

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com base na Lei da Transparência — Lei Complementar nº 131/2009 — e na Lei de Acesso à Informação — Lei nº 12.527/2011 —, julgue os itens seguintes.
A Lei da Transparência não possui dispositivo que incentive a participação popular nos processos de elaboração da lei de diretrizes orçamentárias.
Questão 104

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração

» Esta questão foi anulada pela banca.
Com relação a técnicas orçamentárias e aos princípios orçamentários, julgue os itens a seguir.
Conforme o princípio da unidade, deve haver um único orçamento para cada ente da Federação, observada a periodicidade anual.
Questão 105

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 106

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Com relação a técnicas orçamentárias e aos princípios orçamentários, julgue os itens a seguir.
No orçamento-programa, o aspecto jurídico do orçamento sobrepõe-se ao aspecto econômico.
Questão 107

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
No que diz respeito ao ciclo orçamentário e ao processo orçamentário, julgue os itens seguintes.
Cada um dos Poderes da União deve encaminhar ao Poder Legislativo um projeto próprio de plano plurianual, em até oito meses e meio antes do encerramento do primeiro exercício financeiro.
Questão 108

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
No que diz respeito ao ciclo orçamentário e ao processo orçamentário, julgue os itens seguintes.
No âmbito da União, cabe à Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) examinar e emitir parecer sobre os projetos de plano plurianual, de lei de diretrizes orçamentárias e de lei orçamentária anual, bem como sobre suas respectivas emendas.
Questão 109

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
No que diz respeito ao ciclo orçamentário e ao processo orçamentário, julgue os itens seguintes.
O início da etapa de controle relativo à lei orçamentária anual coincide com o início do exercício financeiro e prolonga-se para depois do encerramento desse exercício.
Questão 110

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 111

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 112

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 113

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de receitas e dívida ativa, julgue os itens subsequentes.
Embora todas as receitas públicas passem obrigatoriamente pelo estágio de arrecadação, nem todas elas passam pelo estágio de lançamento.
Questão 114

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de receitas e dívida ativa, julgue os itens subsequentes.
Os créditos da fazenda pública exigíveis pelo transcurso do prazo para pagamento são inscritos como dívida ativa somente após a verificação de que são líquidos e certos.
Questão 115

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de despesas, restos a pagar, despesas de exercícios anteriores e suprimento de fundos, julgue os seguintes itens.
A classificação funcional da despesa possui a característica de matricialidade: é possível combinar determinada subfunção a outras funções diferentes daquelas diretamente relacionadas à referida subfunção.
Questão 116

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
A respeito de despesas, restos a pagar, despesas de exercícios anteriores e suprimento de fundos, julgue os seguintes itens.
Restos a pagar não processados correspondem a despesas liquidadas, mas não pagas até o encerramento do exercício financeiro.
Questão 117

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração

» Esta questão foi anulada pela banca.
A respeito de despesas, restos a pagar, despesas de exercícios anteriores e suprimento de fundos, julgue os seguintes itens.
Suprimento de fundos será considerado, desde a sua concessão, como despesa realizada.
Questão 118

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 119

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
1
O modelo econômico de produção capitalista,
 
aperfeiçoado pelos avanços científicos e tecnológicos que, por
 
sua vez, proporcionaram a reestruturação da produção e a
 
Terceira Revolução Industrial, retirou do trabalho seu valor,
5
transformando o empregado em simples mercadoria inserta no
 
processo de produção. Nesse contexto, o trabalhador se vê
 
tolhido da principal manifestação de sua humanidade e
 
dignidade: o trabalho. A luta dos trabalhadores, portanto, não
 
é mais apenas por condições melhores de subsistência, mas
10
pela própria dignidade do ser humano.
 
Em face desse cenário, a opinião pública passa a
 
questionar o papel do Estado e das instituições dominantes, no
 
sentido de buscar um consenso sobre as consequências sociais
 
da atividade econômica. A sociedade requer das organizações
15
uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
 
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio
 
ambiente, a fim de minimizar problemas sociais como
 
concentração de renda, precarização das relações de trabalho
 
e falta de direitos básicos como educação, saúde e moradia,
20
agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem
 
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual a
 
própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
 
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente,
 
na impossibilidade de autossatisfação de suas necessidades.
Samia Moda Cirino. Sustentabilidade no meio ambiente de trabalho: um novo paradigma para a valorização do trabalho humano. Internet: <www.publicadireito.com.br> (com adaptações).
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue os itens que se seguem.
Depreende-se do texto que a reestruturação da produção industrial e a supressão do valor laboral representam, para a sociedade, consequências negativas da adoção do modelo econômico de produção capitalista.
Questão 120

SLU/DF 2019 - CESPE - Cargo 1: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Administração
Cada um dos itens a seguir apresenta uma situação hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada, a respeito de gerenciamento de processos.
Uma organização pública que atua na área de controle externo do governo decidiu rever seus processos, pois um levantamento inicial permitiu a identificação de muitos handoffs que resultavam em desconexões nos processos. Nessa situação, entre os elementos que devem ser avaliados para manter os handoffs sobre controle incluem-se todas as entradas, atividades e saídas dos processos e os handoffs com maior probabilidade de atrasar os processos.


Provas de Concursos » Cespe 2019