×
Analista Judiciário - Enfermagem Técnico Judiciário - Tecnologia da Informação Analista Judiciário - Arquivologia Analista Judiciário - Judiciária Analista Judiciário - Oficial de Justiça Avaliador Federal Técnico Judiciário - Enfermagem Analista Judiciário - Tecnologia da Informação Técnico Judiciário - Administrativa Técnico Judiciário - Segurança
×
TRT 2ª 2008 TRT 2ª 2018

TRT 2ª 2014

Analista Judiciário - Administrativa

Questão 1

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Que me importa o presente? No futuro é que está a exis-
 
tência dos verdadeiros homens. Guyau*, a quem não me canso
 
de citar, disse em uma de suas obras estas palavras:
 
“Porventura sei eu se viverei amanhã, se viverei mais
5
uma hora, se a minha mão poderá terminar esta linha que co-
 
meço? A vida está por todos os lados cercada pelo Desco-
 
nhecido. Todavia executo, trabalho, empreendo; e em todos os
 
meus atos, em todos os meus pensamentos, eu pressuponho
 
esse futuro com o qual nada me autoriza a contar. A minha
10
atividade excede em cada minuto o instante presente, estende-
 
se ao futuro. Eu consumo a minha energia sem recear que esse
 
consumo seja uma perda estéril, imponho-me privações, con-
 
tando que o futuro as resgatará − e sigo o meu caminho. Essa
 
incerteza que me comprime de todos os lados equivale para
15
mim a uma certeza e torna possível a minha liberdade − é o
 
fundamento da moral especulativa com todos os riscos. O meu
 
pensamento vai adiante dela, com a minha atividade; ele
 
prepara o mundo, dispõe do futuro. Parece-me que sou senhor
 
do infinito, porque o meu poder não é equivalente a nenhuma
20
quantidade determinada; quanto mais trabalho, mais espero.”
 
 
* Jean-Marie Guyau (1854-1888), filósofo e poeta francês.
 
(PRADO, Antonio Arnoni (org.). Lima Barreto: uma auto- biografia literária. São Paulo: Editora 34, 2012. p. 164)
Lima Barreto vale-se do texto de Guyau para defender a tese de que

Questão 2

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Que me importa o presente? No futuro é que está a exis-
 
tência dos verdadeiros homens. Guyau*, a quem não me canso
 
de citar, disse em uma de suas obras estas palavras:
 
“Porventura sei eu se viverei amanhã, se viverei mais
5
uma hora, se a minha mão poderá terminar esta linha que co-
 
meço? A vida está por todos os lados cercada pelo Desco-
 
nhecido. Todavia executo, trabalho, empreendo; e em todos os
 
meus atos, em todos os meus pensamentos, eu pressuponho
 
esse futuro com o qual nada me autoriza a contar. A minha
10
atividade excede em cada minuto o instante presente, estende-
 
se ao futuro. Eu consumo a minha energia sem recear que esse
 
consumo seja uma perda estéril, imponho-me privações, con-
 
tando que o futuro as resgatará − e sigo o meu caminho. Essa
 
incerteza que me comprime de todos os lados equivale para
15
mim a uma certeza e torna possível a minha liberdade − é o
 
fundamento da moral especulativa com todos os riscos. O meu
 
pensamento vai adiante dela, com a minha atividade; ele
 
prepara o mundo, dispõe do futuro. Parece-me que sou senhor
 
do infinito, porque o meu poder não é equivalente a nenhuma
20
quantidade determinada; quanto mais trabalho, mais espero.”
 
 
* Jean-Marie Guyau (1854-1888), filósofo e poeta francês.
 
(PRADO, Antonio Arnoni (org.). Lima Barreto: uma auto- biografia literária. São Paulo: Editora 34, 2012. p. 164)
O fato de nossa vida estar cercada pelo Desconhecido não deve implicar uma restrição aos empreendimentos humanos, já que, para Guyau,

Questão 3

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Que me importa o presente? No futuro é que está a exis-
 
tência dos verdadeiros homens. Guyau*, a quem não me canso
 
de citar, disse em uma de suas obras estas palavras:
 
“Porventura sei eu se viverei amanhã, se viverei mais
5
uma hora, se a minha mão poderá terminar esta linha que co-
 
meço? A vida está por todos os lados cercada pelo Desco-
 
nhecido. Todavia executo, trabalho, empreendo; e em todos os
 
meus atos, em todos os meus pensamentos, eu pressuponho
 
esse futuro com o qual nada me autoriza a contar. A minha
10
atividade excede em cada minuto o instante presente, estende-
 
se ao futuro. Eu consumo a minha energia sem recear que esse
 
consumo seja uma perda estéril, imponho-me privações, con-
 
tando que o futuro as resgatará − e sigo o meu caminho. Essa
 
incerteza que me comprime de todos os lados equivale para
15
mim a uma certeza e torna possível a minha liberdade − é o
 
fundamento da moral especulativa com todos os riscos. O meu
 
pensamento vai adiante dela, com a minha atividade; ele
 
prepara o mundo, dispõe do futuro. Parece-me que sou senhor
 
do infinito, porque o meu poder não é equivalente a nenhuma
20
quantidade determinada; quanto mais trabalho, mais espero.”
 
 
* Jean-Marie Guyau (1854-1888), filósofo e poeta francês.
 
(PRADO, Antonio Arnoni (org.). Lima Barreto: uma auto- biografia literária. São Paulo: Editora 34, 2012. p. 164)
Considerando-se o contexto, traduz-se adequadamente o sentido de um segmento em:

Questão 4

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Que me importa o presente? No futuro é que está a exis-
 
tência dos verdadeiros homens. Guyau*, a quem não me canso
 
de citar, disse em uma de suas obras estas palavras:
 
“Porventura sei eu se viverei amanhã, se viverei mais
5
uma hora, se a minha mão poderá terminar esta linha que co-
 
meço? A vida está por todos os lados cercada pelo Desco-
 
nhecido. Todavia executo, trabalho, empreendo; e em todos os
 
meus atos, em todos os meus pensamentos, eu pressuponho
 
esse futuro com o qual nada me autoriza a contar. A minha
10
atividade excede em cada minuto o instante presente, estende-
 
se ao futuro. Eu consumo a minha energia sem recear que esse
 
consumo seja uma perda estéril, imponho-me privações, con-
 
tando que o futuro as resgatará − e sigo o meu caminho. Essa
 
incerteza que me comprime de todos os lados equivale para
15
mim a uma certeza e torna possível a minha liberdade − é o
 
fundamento da moral especulativa com todos os riscos. O meu
 
pensamento vai adiante dela, com a minha atividade; ele
 
prepara o mundo, dispõe do futuro. Parece-me que sou senhor
 
do infinito, porque o meu poder não é equivalente a nenhuma
20
quantidade determinada; quanto mais trabalho, mais espero.”
 
 
* Jean-Marie Guyau (1854-1888), filósofo e poeta francês.
 
(PRADO, Antonio Arnoni (org.). Lima Barreto: uma auto- biografia literária. São Paulo: Editora 34, 2012. p. 164)
Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:

Questão 5

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Que me importa o presente? No futuro é que está a exis-
 
tência dos verdadeiros homens. Guyau*, a quem não me canso
 
de citar, disse em uma de suas obras estas palavras:
 
“Porventura sei eu se viverei amanhã, se viverei mais
5
uma hora, se a minha mão poderá terminar esta linha que co-
 
meço? A vida está por todos os lados cercada pelo Desco-
 
nhecido. Todavia executo, trabalho, empreendo; e em todos os
 
meus atos, em todos os meus pensamentos, eu pressuponho
 
esse futuro com o qual nada me autoriza a contar. A minha
10
atividade excede em cada minuto o instante presente, estende-
 
se ao futuro. Eu consumo a minha energia sem recear que esse
 
consumo seja uma perda estéril, imponho-me privações, con-
 
tando que o futuro as resgatará − e sigo o meu caminho. Essa
 
incerteza que me comprime de todos os lados equivale para
15
mim a uma certeza e torna possível a minha liberdade − é o
 
fundamento da moral especulativa com todos os riscos. O meu
 
pensamento vai adiante dela, com a minha atividade; ele
 
prepara o mundo, dispõe do futuro. Parece-me que sou senhor
 
do infinito, porque o meu poder não é equivalente a nenhuma
20
quantidade determinada; quanto mais trabalho, mais espero.”
 
 
* Jean-Marie Guyau (1854-1888), filósofo e poeta francês.
 
(PRADO, Antonio Arnoni (org.). Lima Barreto: uma auto- biografia literária. São Paulo: Editora 34, 2012. p. 164)
O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se concordando com o elemento sublinhado na frase:

Questão 6

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Que me importa o presente? No futuro é que está a exis-
 
tência dos verdadeiros homens. Guyau*, a quem não me canso
 
de citar, disse em uma de suas obras estas palavras:
 
“Porventura sei eu se viverei amanhã, se viverei mais
5
uma hora, se a minha mão poderá terminar esta linha que co-
 
meço? A vida está por todos os lados cercada pelo Desco-
 
nhecido. Todavia executo, trabalho, empreendo; e em todos os
 
meus atos, em todos os meus pensamentos, eu pressuponho
 
esse futuro com o qual nada me autoriza a contar. A minha
10
atividade excede em cada minuto o instante presente, estende-
 
se ao futuro. Eu consumo a minha energia sem recear que esse
 
consumo seja uma perda estéril, imponho-me privações, con-
 
tando que o futuro as resgatará − e sigo o meu caminho. Essa
 
incerteza que me comprime de todos os lados equivale para
15
mim a uma certeza e torna possível a minha liberdade − é o
 
fundamento da moral especulativa com todos os riscos. O meu
 
pensamento vai adiante dela, com a minha atividade; ele
 
prepara o mundo, dispõe do futuro. Parece-me que sou senhor
 
do infinito, porque o meu poder não é equivalente a nenhuma
20
quantidade determinada; quanto mais trabalho, mais espero.”
 
 
* Jean-Marie Guyau (1854-1888), filósofo e poeta francês.
 
(PRADO, Antonio Arnoni (org.). Lima Barreto: uma auto- biografia literária. São Paulo: Editora 34, 2012. p. 164)
A construção da frase eu pressuponho esse futuro com o qual nada me autoriza a contar permanecerá correta caso se substitua o elemento sublinhado por

Questão 7

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
A expressão parece ter sido criada para encerrar uma
 
discussão. Quando alguém apela para a tal da “questão de
 
gosto”, é como se dissesse: “chega de conversa, inútil discutir”.
 
A partir daí nenhuma polêmica parece necessária, ou mesmo
5
possível. “Você gosta de Beethoven? Eu prefiro ouvir fanfarra
 
de colégio.” Questão de gosto.
 
Levada a sério, radicalizada, a “questão de gosto” dis-
 
pensa razões e argumentos, estanca o discurso crítico, desiste
 
da reflexão, afirmando despoticamente a instância definitiva da
10
mais rasa subjetividade. Gosto disso, e pronto, estamos con-
 
versados. Ao interlocutor, para sempre desarmado, resta engolir
 
em seco o gosto próprio, impedido de argumentar. Afinal, gosto
 
não se discute.
 
Mas se tudo é questão de gosto, a vida vale a morte, o
15
silêncio vale a palavra, a ausência vale a presença − tudo se
 
relativiza ao infinito. Num mundo sem valores a definir, em que
 
tudo dependa do gosto, não há lugar para uma razão ética, uma
 
definição de princípios, uma preocupação moral, um empenho
 
numa análise estética. O autoritarismo do gosto, tomado em
20
sentido absoluto, apaga as diferenças reais e proclama a ser-
 
vidão ao capricho. Mas há quem goste das fórmulas ditatoriais,
 
em vez de enfrentar o desafio de ponderar as nossas con-
 
tradições.
(Emiliano Barreira, inédito)
Definida como instância definitiva da mais rasa subjetividade, a questão de gosto opõe-se, terminantemente,

Questão 8

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
A expressão parece ter sido criada para encerrar uma
 
discussão. Quando alguém apela para a tal da “questão de
 
gosto”, é como se dissesse: “chega de conversa, inútil discutir”.
 
A partir daí nenhuma polêmica parece necessária, ou mesmo
5
possível. “Você gosta de Beethoven? Eu prefiro ouvir fanfarra
 
de colégio.” Questão de gosto.
 
Levada a sério, radicalizada, a “questão de gosto” dis-
 
pensa razões e argumentos, estanca o discurso crítico, desiste
 
da reflexão, afirmando despoticamente a instância definitiva da
10
mais rasa subjetividade. Gosto disso, e pronto, estamos con-
 
versados. Ao interlocutor, para sempre desarmado, resta engolir
 
em seco o gosto próprio, impedido de argumentar. Afinal, gosto
 
não se discute.
 
Mas se tudo é questão de gosto, a vida vale a morte, o
15
silêncio vale a palavra, a ausência vale a presença − tudo se
 
relativiza ao infinito. Num mundo sem valores a definir, em que
 
tudo dependa do gosto, não há lugar para uma razão ética, uma
 
definição de princípios, uma preocupação moral, um empenho
 
numa análise estética. O autoritarismo do gosto, tomado em
20
sentido absoluto, apaga as diferenças reais e proclama a ser-
 
vidão ao capricho. Mas há quem goste das fórmulas ditatoriais,
 
em vez de enfrentar o desafio de ponderar as nossas con-
 
tradições.
(Emiliano Barreira, inédito)
Atente para as seguintes afirmações:

I. No 1º parágrafo, a menção a Beethoven e a fanfarra de colégio ilustra bem a disposição do autor em colocar lado a lado manifestações artísticas de valor equivalente.

II. No 2º parágrafo, o termo despoticamente qualifica o modo pelo qual alguns interlocutores dispõem-se a desenvolver uma polêmica.

III. No 3º parágrafo, a expressão servidão ao capricho realça a acomodação de quem não se dispõe a enfrentar a argumentação crítica.

Em relação ao texto está correto o que se afirma APENAS em

Questão 9

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
A expressão parece ter sido criada para encerrar uma
 
discussão. Quando alguém apela para a tal da “questão de
 
gosto”, é como se dissesse: “chega de conversa, inútil discutir”.
 
A partir daí nenhuma polêmica parece necessária, ou mesmo
5
possível. “Você gosta de Beethoven? Eu prefiro ouvir fanfarra
 
de colégio.” Questão de gosto.
 
Levada a sério, radicalizada, a “questão de gosto” dis-
 
pensa razões e argumentos, estanca o discurso crítico, desiste
 
da reflexão, afirmando despoticamente a instância definitiva da
10
mais rasa subjetividade. Gosto disso, e pronto, estamos con-
 
versados. Ao interlocutor, para sempre desarmado, resta engolir
 
em seco o gosto próprio, impedido de argumentar. Afinal, gosto
 
não se discute.
 
Mas se tudo é questão de gosto, a vida vale a morte, o
15
silêncio vale a palavra, a ausência vale a presença − tudo se
 
relativiza ao infinito. Num mundo sem valores a definir, em que
 
tudo dependa do gosto, não há lugar para uma razão ética, uma
 
definição de princípios, uma preocupação moral, um empenho
 
numa análise estética. O autoritarismo do gosto, tomado em
20
sentido absoluto, apaga as diferenças reais e proclama a ser-
 
vidão ao capricho. Mas há quem goste das fórmulas ditatoriais,
 
em vez de enfrentar o desafio de ponderar as nossas con-
 
tradições.
(Emiliano Barreira, inédito)
Ao longo do texto o autor se vale de expressões de sentido antagônico, para bem marcar a oposição entre uma razão crítica e uma mera manifestação do gosto. É o que se constata quando emprega

Questão 10

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
A expressão parece ter sido criada para encerrar uma
 
discussão. Quando alguém apela para a tal da “questão de
 
gosto”, é como se dissesse: “chega de conversa, inútil discutir”.
 
A partir daí nenhuma polêmica parece necessária, ou mesmo
5
possível. “Você gosta de Beethoven? Eu prefiro ouvir fanfarra
 
de colégio.” Questão de gosto.
 
Levada a sério, radicalizada, a “questão de gosto” dis-
 
pensa razões e argumentos, estanca o discurso crítico, desiste
 
da reflexão, afirmando despoticamente a instância definitiva da
10
mais rasa subjetividade. Gosto disso, e pronto, estamos con-
 
versados. Ao interlocutor, para sempre desarmado, resta engolir
 
em seco o gosto próprio, impedido de argumentar. Afinal, gosto
 
não se discute.
 
Mas se tudo é questão de gosto, a vida vale a morte, o
15
silêncio vale a palavra, a ausência vale a presença − tudo se
 
relativiza ao infinito. Num mundo sem valores a definir, em que
 
tudo dependa do gosto, não há lugar para uma razão ética, uma
 
definição de princípios, uma preocupação moral, um empenho
 
numa análise estética. O autoritarismo do gosto, tomado em
20
sentido absoluto, apaga as diferenças reais e proclama a ser-
 
vidão ao capricho. Mas há quem goste das fórmulas ditatoriais,
 
em vez de enfrentar o desafio de ponderar as nossas con-
 
tradições.
(Emiliano Barreira, inédito)
Está plenamente adequada a correlação entre tempos e modos verbais em:

Questão 11

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
As decisões acerca do desenho estrutural mais adequado devem levar em consideração os fatores que a influenciam. Segundo a teoria contingencial, para cada conjunto de fatores internos e externos haverá um modelo estrutural que permitirá maximizar o desempenho da organização. Assim, um dos papéis fundamentais do Administrador é assegurar o alinhamento dos parâmetros estruturais com os fatores de contexto, desenhando estruturas organizacionais adequadas.

Considerando que compete ao Administrador o desenvolvimento de análises na organização buscando seu melhor desempenho e que uma delas é a análise organizacional, examine os elementos que se traduzem em condicionantes da estrutura organizacional de uma empresa.

I – Estratégia
II – Ambiente
III – Tecnologia
IV – Tamanho
V – Localização
VI – Natureza do negócio

Estão de acordo com as condicionantes da estrutura organizacional APENAS os elementos:

Questão 12

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
A expressão parece ter sido criada para encerrar uma
 
discussão. Quando alguém apela para a tal da “questão de
 
gosto”, é como se dissesse: “chega de conversa, inútil discutir”.
 
A partir daí nenhuma polêmica parece necessária, ou mesmo
5
possível. “Você gosta de Beethoven? Eu prefiro ouvir fanfarra
 
de colégio.” Questão de gosto.
 
Levada a sério, radicalizada, a “questão de gosto” dis-
 
pensa razões e argumentos, estanca o discurso crítico, desiste
 
da reflexão, afirmando despoticamente a instância definitiva da
10
mais rasa subjetividade. Gosto disso, e pronto, estamos con-
 
versados. Ao interlocutor, para sempre desarmado, resta engolir
 
em seco o gosto próprio, impedido de argumentar. Afinal, gosto
 
não se discute.
 
Mas se tudo é questão de gosto, a vida vale a morte, o
15
silêncio vale a palavra, a ausência vale a presença − tudo se
 
relativiza ao infinito. Num mundo sem valores a definir, em que
 
tudo dependa do gosto, não há lugar para uma razão ética, uma
 
definição de princípios, uma preocupação moral, um empenho
 
numa análise estética. O autoritarismo do gosto, tomado em
20
sentido absoluto, apaga as diferenças reais e proclama a ser-
 
vidão ao capricho. Mas há quem goste das fórmulas ditatoriais,
 
em vez de enfrentar o desafio de ponderar as nossas con-
 
tradições.
(Emiliano Barreira, inédito)
Na passagem da voz ativa para a passiva, NÃO houve a devida correspondência quanto ao tempo verbal na seguinte construção:

Questão 13

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Muito se tem discutido, recentemente, sobre direitos e
 
restrições na publicação de livros. Veja-se o que dizia o filósofo
 
Voltaire, em 1777:
 
5
“Não vos parece, senhores, que em se tratando de livros,
 
só se deve recorrer aos tribunais e soberanos do Estado
 
quando o Estado estiver sendo comprometido nesses livros?
 
Quem quiser falar com todos os seus compatriotas só poderá
 
fazê-lo por meio de livros: que os imprima, então, mas que
10
responda por sua obra. Se ela for ruim, será desprezada; se for
 
provocadora, terá sua réplica; se for criminosa, o autor será
 
punido; se for boa, será aproveitada, mais cedo ou mais tarde.”
 
(Voltaire, O preço da justiça. Trad. Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2001. p. 56)
A posição de Voltaire está corretamente resumida na seguinte frase:

Questão 14

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Muito se tem discutido, recentemente, sobre direitos e
 
restrições na publicação de livros. Veja-se o que dizia o filósofo
 
Voltaire, em 1777:
 
5
“Não vos parece, senhores, que em se tratando de livros,
 
só se deve recorrer aos tribunais e soberanos do Estado
 
quando o Estado estiver sendo comprometido nesses livros?
 
Quem quiser falar com todos os seus compatriotas só poderá
 
fazê-lo por meio de livros: que os imprima, então, mas que
10
responda por sua obra. Se ela for ruim, será desprezada; se for
 
provocadora, terá sua réplica; se for criminosa, o autor será
 
punido; se for boa, será aproveitada, mais cedo ou mais tarde.”
 
(Voltaire, O preço da justiça. Trad. Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2001. p. 56)
Por falha estrutural de redação, impõe-se reescrever a seguinte frase:

Questão 15

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Muito se tem discutido, recentemente, sobre direitos e
 
restrições na publicação de livros. Veja-se o que dizia o filósofo
 
Voltaire, em 1777:
 
5
“Não vos parece, senhores, que em se tratando de livros,
 
só se deve recorrer aos tribunais e soberanos do Estado
 
quando o Estado estiver sendo comprometido nesses livros?
 
Quem quiser falar com todos os seus compatriotas só poderá
 
fazê-lo por meio de livros: que os imprima, então, mas que
10
responda por sua obra. Se ela for ruim, será desprezada; se for
 
provocadora, terá sua réplica; se for criminosa, o autor será
 
punido; se for boa, será aproveitada, mais cedo ou mais tarde.”
 
(Voltaire, O preço da justiça. Trad. Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2001. p. 56)
Quanto à colocação das vírgulas, a frase inteiramente correta é:

Questão 16

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Em uma das versões do jogo de Canastra, muito popular
 
em certos Estados brasileiros, uma canastra é um jogo compos-
 
to de sete cartas. Existem dois tipos de canastras: a canastra
 
real, formada por sete cartas normais iguais (por exemplo, sete
5
reis) e a canastra suja, formada por quatro, cinco ou seis cartas
 
normais iguais mais a quantidade de coringas necessária para
 
completar as sete cartas. São exemplos de canastras sujas: um
 
conjunto de seis cartas “9” mais um coringa ou um conjunto de
 
quatro cartas “7” mais três coringas.
10
As canastras reais e sujas valem, respectivamente,
 
500 e 300 pontos, mais o valor das cartas que as compõem.
 
Dentre as cartas normais, cada carta “4”, “5”, “6” e “7” vale
 
5 pontos, cada “8”, “9”, “10”, valete, dama e rei vale 10 pontos e
 
cada ás vale 20 pontos. Já dentre os coringas, existem dois
15
tipos: o “2”, que vale 20 pontos cada, e o joker, que vale
 
50 pontos cada.
 
Uma carta “3” não pode ser usada em uma canastra. A
 
Canastra é jogada com dois baralhos, o que resulta em oito car-
 
tas de cada tipo (“2”, “3”, “4”, ... , “10”, valete, dama, rei e ás)
20
mais quatro coringas joker.
Ao fazer uma canastra do jogo de Canastra, um jogador conseguirá uma quantidade de pontos, no mínimo, igual a

Questão 17

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
1
Em uma das versões do jogo de Canastra, muito popular
 
em certos Estados brasileiros, uma canastra é um jogo compos-
 
to de sete cartas. Existem dois tipos de canastras: a canastra
 
real, formada por sete cartas normais iguais (por exemplo, sete
5
reis) e a canastra suja, formada por quatro, cinco ou seis cartas
 
normais iguais mais a quantidade de coringas necessária para
 
completar as sete cartas. São exemplos de canastras sujas: um
 
conjunto de seis cartas “9” mais um coringa ou um conjunto de
 
quatro cartas “7” mais três coringas.
10
As canastras reais e sujas valem, respectivamente,
 
500 e 300 pontos, mais o valor das cartas que as compõem.
 
Dentre as cartas normais, cada carta “4”, “5”, “6” e “7” vale
 
5 pontos, cada “8”, “9”, “10”, valete, dama e rei vale 10 pontos e
 
cada ás vale 20 pontos. Já dentre os coringas, existem dois
15
tipos: o “2”, que vale 20 pontos cada, e o joker, que vale
 
50 pontos cada.
 
Uma carta “3” não pode ser usada em uma canastra. A
 
Canastra é jogada com dois baralhos, o que resulta em oito car-
 
tas de cada tipo (“2”, “3”, “4”, ... , “10”, valete, dama, rei e ás)
20
mais quatro coringas joker.
Ao fazer uma canastra do jogo de Canastra usando apenas sete cartas, um jogador conseguirá uma quantidade de pontos, no máximo, igual a

Questão 18

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
O número A é composto por 2000 algarismos, todos eles iguais a 1, e o número B é composto por 1000 algarismos, todos eles iguais a 3. Se o número C é igual à soma dos números A e B, então a soma de todos os algarismos que compõem C é igual a

Questão 19

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
No próximo ano, uma enfermeira deverá estar de plantão em 210 dos 365 dias do ano. No hospital em que ela trabalha, só se permite que uma enfermeira fique de plantão por, no máximo, 3 dias consecutivos. Nessas condições, combinando adequadamente os dias de plantão e de folga, o número máximo de dias consecutivos que ela poderá tirar de folga nesse ano é igual a

Questão 20

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Durante um comício de sua campanha para o Governo do Estado, um candidato fez a seguinte afirmação:

“Se eu for eleito, vou asfaltar 2.000 quilômetros de estradas e construir mais de 5.000 casas populares em nosso Estado.”

Considerando que, após algum tempo, a afirmação revelou-se falsa, pode-se concluir que, necessariamente,

Questão 21

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Entre as atribuições conferidas pelo texto constitucional ao Presidente da República está o poder de “conceder indulto e comutar penas”. O indulto implica extinção de punibilidade, liberando o condenado por sentença criminal do cumprimento da pena ou do seu restante. Já a comutação de pena consiste em substituição da sanção judicial aplicada por outra, em geral, mais branda. O exercício dessa atribuição presidencial não é cabível, nos termos da Constituição Federal, para beneficiar os condenados pela prática das infrações criminais de

Questão 22

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
É competência privativa da União legislar sobre as matérias de direito

Questão 23

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Considere as seguintes afirmativas:

I. O direito de reunião em locais abertos ao público deve ser exercido, segundo o texto constitucional, de forma pacífica, sem armas, com prévio aviso à autoridade competente, desde que não frustre outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local.

II. É assegurada pela Constituição Federal a gratuidade das ações de habeas corpus e habeas data e, na forma da lei, dos atos necessários ao exercício da cidadania, bem assim, aos reconhecidamente pobres, do registro civil de nascimento e da certidão de óbito.

III. É cabível a impetração de habeas data em caso de violação do direito fundamental assegurado a todos de receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular ou de interesse geral, ainda que, neste último caso, não diga respeito especificamente à pessoa do impetrante.

Está correto o que consta em

Questão 24

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Considere as seguintes afirmativas:

I. As decisões proferidas pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho são dotadas de efeito vinculante.

II. A competência constitucionalmente assegurada para processar e julgar as ações oriundas da relação de trabalho e os habeas corpus quando o ato questionado envolver matéria sob sua jurisdição implica o reconhecimento de legitimidade para o exercício de jurisdição penal aos órgãos da Justiça do Trabalho.

III. A instalação de justiça itinerante pelos Tribunais Regionais do Trabalho deve servir-se, segundo o texto constitucional, dos equipamentos públicos disponíveis, sendo vedada a utilização daqueles de natureza particular ou comunitária.

Está correto o que consta em

Questão 25

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Considere as seguintes afirmativas:

I. Lei federal que condicione o exercício da profissão de músico à inscrição regular na Ordem dos Músicos do Brasil e ao pagamento das respectivas anuidades não ofende a Constituição, pois cabe ao legislador estabelecer qualificações profissionais a serem exigidas como condição ao exercício do direito fundamental à liberdade de profissão.

II. É assegurada às entidades associativas, desde que expressamente autorizadas, legitimidade para representar seus filiados judicialmente, inclusive em sede de ação civil pública e de mandado de segurança coletivo.

III. A inviolabilidade da intimidade, da honra e da imagem, bem como o direito à indenização por danos morais decorrentes de sua violação são constitucionalmente assegurados às pessoas naturais e não às pessoas jurídicas.

Está correto o que consta em

Questão 26

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
A Administração pública de São Bernardo do Campo tem necessidade de adquirir equipamento de informática que é produzido e comercializado, com exclusividade, por empresa brasileira sediada no Estado do Paraná. Após ampla e detida pesquisa, constatou-se que referido equipamento é o único capaz de atender de forma satisfatória o interesse público, sendo premente sua aquisição. Para tanto, a Administração pública municipal deve comprar referido equipamento por meio de

Questão 27

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Durante procedimento licitatório, na fase de homologação, o Poder Público apercebeu-se que a execução do serviço objeto da licitação não mais atendia ao interesse público que motivou a abertura do certame, em razão de situação incontornável, decorrente de fato superveniente à sua instauração, devidamente comprovado. Nessa condição, a autoridade competente superior, após receber o processo de licitação, deve

Questão 28

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Os direitos e garantias fundamentais são objeto de título específico na Constituição. Sobre o assunto, é correto afirmar que

Questão 29

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Servidor Público federal, ocupante de cargo junto ao Ministério da Fazenda, foi deslocado, no âmbito do mesmo quadro, com mudança de sede, no interesse da Administração. O ato administrativo descrito, nos termos da Lei nº 8.112/1990, denomina-se

Questão 30

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Órgão integrante do Poder Legislativo federal, no desempenho da função administrativa, solucionou controvérsia proferindo ato administrativo restritivo de direito sem, no entanto, observar a Lei nº 9.784/1999. Considerando o âmbito de aplicação da referida lei, é correto afirmar que o administrador atuou

Questão 31

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
É direito constitucional assegurado aos trabalhadores:

Questão 32

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
“Chamar chávena à miserável xícara onde se toma a média nos botequins, com aquele cheiro de desinfetante que vem bafejar o café com leite do pobre, deve valorizar a coisa.” (Dinah Silveira de Queiroz)

Assinale o item em que a palavra “média” tem o mesmo sentido apresentado no trecho acima:

Questão 33

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
De acordo com previsão legal, NÃO integram o salário do empregado

Questão 34

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
No tocante a alteração do contrato de trabalho, considere:

I. É lícita a transferência do empregado quando ocorrer a extinção do estabelecimento em que trabalhar.

II. Não se considera transferência a que não acarretar necessariamente mudança de domicílio do empregado.

III. Não se considera alteração unilateral do contrato de trabalho a determinação do empregador para que o respectivo empregado reverta ao cargo efetivo, anteriormente ocupado, deixando o exercício de função de confiança.

IV. As despesas resultantes da transferência correrão por conta do empregador.

Está correto o que consta em

Questão 35

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
De acordo com a previsão legal, para fins de contratação, o empregador não poderá exigir do empregado comprovação de experiência prévia no mesmo tipo de atividade por tempo superior a

Questão 36

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Em relação ao intervalo para repouso e alimentação, é correto afirmar:

Questão 37

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Com relação à petição inicial trabalhista de ação que corre pelo rito ordinário, é INCORRETO afirmar:

Questão 38

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Na audiência trabalhista UNA, onde deixou de comparecer a reclamada ou seu representante legal, estando presente o advogado munido de procuração e defesa, comprovando, preliminarmente, que a reclamação foi recebida no dia anterior à data da realização da audiência, deve o juiz

Questão 39

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa

» Esta questão foi anulada pela banca.
Com relação aos recursos previstos no processo do trabalho, é correto afirmar que

Questão 40

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
“Chamar chávena à miserável xícara onde se toma a média nos botequins, com aquele cheiro de desinfetante que vem bafejar o café com leite do pobre, deve valorizar a coisa.” (Dinah Silveira de Queiroz)

Assinale o item em que a palavra “média” tem o mesmo sentido apresentado no trecho acima:

Questão 41

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
A respeito da apresentação da resposta do reclamado em audiência, é correto afirmar:

Questão 42

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Conforme as regras estabelecidas para a execução no processo do trabalho, é INCORRETO afirmar:

Questão 43

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Um dos Objetivos Estratégicos do TRT − 2ª Região São Paulo é Alinhar 100% das unidades administrativas e judiciárias à estratégia institucional, integrando-as ao Modelo de Gestão e Ações Estratégicas aprovados pelo Tribunal. Para tanto, utiliza o Planejamento Estratégico de RH que deverá levar em consideração:

I. Coerência entre si das políticas, práticas e decisões de recursos humanos, além de estarem consistentes com o planejamento global da organização.

II. Elaboração pautada dos procedimentos de recrutamento e seleção.

III. Interação com o ambiente interno e externo, atuando de forma inovadora e diferenciada, sendo capaz de influenciar toda a organização.

IV. Após formalização não poderá ser modificado ou alterado, garantindo assim o sucesso das ações propostas.

Está correto o que se afirma em

Questão 44

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
O quadro abaixo apresenta falhas comuns cometidas pelo avaliador durante o processo de avaliação de desempenho humano.

Correlacione as colunas corretamente:



A correlação correta está feita em:

Questão 45

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
“A língua é viva, eu sei, mas sujeita a vírus que, de repente, atacam a TV, a internet e a imprensa, contaminam milhões, e as pessoas começam a achar que foi sempre assim que se falou ou se deve falar.”(Ruy Castro. Folha de S.Paulo, 27/06/2012)

Assinale a assertiva correta sobre o emprego, no texto, da flexão de número da palavra “vírus”:

Questão 46

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Segundo os autores, Nonaka e Takeuchi (1995), para a criação do conhecimento organizacional são necessárias ações que integrem o conhecimento tácito e o conhecimento explícito e devem ser iniciadas com a prática de

Questão 47

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Com relação ao salário de contribuição, nos termos da Lei nº 8212/91, apresentam-se quatro situações:

I. para o empregado e trabalhador avulso: a remuneração auferida em uma ou mais empresas, assim entendida a totalidade dos rendimentos pagos, devidos ou creditados a qualquer título, durante o mês, destinados a retribuir o trabalho, qualquer que seja a sua forma, inclusive as gorjetas, os ganhos habituais sob a forma de utilidades e os adiantamentos decorrentes de reajuste salarial, quer pelos serviços efetivamente prestados, quer pelo tempo à disposição do empregador ou tomador de serviços nos termos da lei ou do contrato ou, ainda, de convenção ou acordo coletivo de trabalho ou sentença normativa;

II. para o empregado doméstico: a remuneração registrada na Carteira de Trabalho e Previdência Social, observadas as normas a serem estabelecidas em regulamento para comprovação do vínculo empregatício e do valor da remuneração;

III. para o contribuinte individual: a remuneração auferida em uma ou mais empresas ou pelo exercício de sua atividade por conta própria, durante o mês, observado o limite máximo a que se refere o § 5º;

IV. para o segurado facultativo: o valor por ele declarado, observado o limite máximo fixado em Lei.

Quantas dessas situações são procedentes?

Questão 48

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Ao implantar a gestão por competências, um dos grandes desafios é melhorar a ferramenta feedback, considerado por muitos autores, uma ferramenta poderosa. Para um gestor obter bom êxito em uma reunião de feedback, deve tomar cuidado para NÃO

Questão 49

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
De acordo com o Project Management Institute − PMI, a área que se refere a Escopo do projeto assegura que

Questão 50

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
A inclusão de dispositivos que autorizam a criação de cargos públicos na Lei Orçamentária Anual é vedada porque fere o princípio orçamentário

Questão 51

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Conforme a Lei nº 4.320/1964, na execução do orçamento, é permitido

Questão 52

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
As decisões acerca do desenho estrutural mais adequado devem levar em consideração os fatores que a influenciam. Segundo a teoria contingencial, para cada conjunto de fatores internos e externos haverá um modelo estrutural que permitirá maximizar o desempenho da organização. Assim, um dos papéis fundamentais do Administrador é assegurar o alinhamento dos parâmetros estruturais com os fatores de contexto, desenhando estruturas organizacionais adequadas.

Considerando que compete ao Administrador o desenvolvimento de análises na organização buscando seu melhor desempenho e que uma delas é a análise organizacional, examine os elementos que se traduzem em condicionantes da estrutura organizacional de uma empresa.

I – Estratégia
II – Ambiente
III – Tecnologia
IV – Tamanho
V – Localização
VI – Natureza do negócio

Estão de acordo com as condicionantes da estrutura organizacional APENAS os elementos:

Questão 53

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Considere as informações sobre o orçamento da despesa, referente ao exercício financeiro de X1, de uma entidade pública:



Não há outras dotações orçamentárias consignadas à entidade pública. O gestor público, no segundo semestre de X1, pretende realizar despesa no valor total de R$ 50.000,00 com aquisição de microcomputadores, cuja vida útil estimada é de 5 anos, necessários para a expansão de um dos serviços prestados pela entidade.

Sendo assim, para a aquisição dos microcomputadores, deverá ocorrer

Questão 54

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Considere as despesas de um Tribunal Regional do Trabalho com:

I. aquisição de veículos para uso na prestação de serviços.

II. tarifas de energia elétrica, água e esgoto referentes ao prédio utilizado na prestação de serviços à sociedade.

III. gasolina automotiva.

IV. serviços de terceiros (pessoa jurídica) relativos à manutenção periódica do sistema de ar condicionado.

As despesas I, II, III e IV são classificadas, respectivamente, como despesa

Questão 55

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Após o envio do Projeto de Lei Orçamentária Anual da União pelo Poder Executivo para discussão e votação pelo Poder Legislativo, a inclusão de uma obra, compatível com o Plano Plurianual e com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, no Projeto de Lei Orçamentária Anual poderá ocorrer por meio

Questão 56

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Considere as despesas a seguir, referentes ao Poder Judiciário de um Estado (Governo Estadual) e ao exercício financeiro de X1 (valores expressos em milhares de reais):


A Receita Corrente Líquida no exercício financeiro de X1 foi R$ (mil) 2.000.000,00. Sendo assim, com base na Lei de Responsabilidade Fiscal, é correto afirmar que o Poder Judiciário Estadual, em X1 e em milhares de reais,

Questão 57

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Segundo Saldanha (2006), o controle adequado de estoques se torna fundamental: ...é preciso prever situações para que não haja excessos, faltas, nem deterioração dos materiais estocados. Sobre controle de estoques considere:

I. executar controle sobre os estoques e inventários periódicos, preferencialmente utilizando um sistema integrado de informações ERP.

II. determinar quais os que tipos de materiais que serão estocados, independente da sua importância.

III. determinar o tempo de renovação dos estoques.

Está correto o que consta em

Questão 58

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
No almoxarifado de uma empresa prestadora de serviços, um determinado item de estoque é consumido na razão de 100 unidades por mês e o seu tempo de reposição é de 3 meses. Sabendo que o estoque mínimo é de 1 mês do seu consumo, o ponto de pedido será, em unidades:

Questão 59

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
Sobre o Pedido de Compras, NÃO é correto afirmar:

Questão 60

TRT 2ª 2014 - FCC - Analista Judiciário - Administrativa
A operação onde o recebimento e a distribuição de produtos são feitos sem a passagem das etapas de armazenagem e retirada é denominada como armazenagem:



Provas de Concursos » Fcc 2014