×
Analista Técnico - Tecnologia
×

MPE/BA 2017

Assistente Técnico Administrativo

Questão 1

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Muito antes das discussões atuais sobre as mudanças climáticas, os cataclismos naturais despertam interesse no homem. Os
 
desastres são um capítulo trágico da história da humanidade desde tempos longínquos. Supostas inundações catastróficas aparecem
 
em relatos de várias culturas ao longo dos tempos, desde os antigos mesopotâmicos e gregos até os maias e os vikings.
 
Fora da rota dos grandes furacões, sem vulcões ativos e desprovido de zonas habitadas sujeitas a terremotos, o Brasil não
5
figura entre os países mais suscetíveis a desastres naturais. Contudo, a aparência de lugar protegido dos humores do clima e dos
 
solavancos da geologia deve ser relativizada. Aqui, cerca de 85% dos desastres são causados por três tipos de ocorrências: inun-
 
dações bruscas, deslizamentos de terra e secas prolongadas. Esses fenômenos são relativamente recorrentes em zonas tropicais, e
 
seus efeitos podem ser atenuados por políticas públicas de redução de danos.
 
Dois estudos feitos por pesquisadores brasileiros indicam que o risco de ocorrência desses três tipos de desastre deverá
10
aumentar até o final do século. Eles também sinalizam que novos pontos do território nacional deverão se transformar em áreas de
 
risco significativo para esses mesmos problemas. “Os impactos tendem a ser maiores no futuro, com as mudanças climáticas, o
 
crescimento das cidades e a ocupação de mais áreas de risco”, comenta o pesquisador José A. Marengo.
 
Além da suscetibilidade natural a secas, enchentes, deslizamentos e outros desastres, a ação do homem tem um peso
 
considerável em transformar o que poderia ser um problema de menor monta em uma catástrofe. Os pesquisadores estimam que um
15
terço do impacto dos deslizamentos de terra e metade dos estragos de inundações poderiam ser evitados com alterações de práticas
 
humanas ligadas à ocupação do solo e a melhorias nas condições socioeconômicas da população em áreas de risco.
 
Moradias precárias em lugares inadequados, perto de encostas ou em pontos de alagamento, cidades superpopulosas e
 
impermeabilizadas, que não escoam a água da chuva; esses fatores da cultura humana podem influenciar o desfecho de uma
 
situação de risco. “Até hábitos cotidianos, como não jogar lixo na rua, e o nível de solidariedade de uma população podem ao menos
20
mitigar os impactos de um desastre”, pondera a geógrafa Lucí Hidalgo Nunes.
(Adaptado de PIVETTA, Marcos. Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br)
Contudo, a aparência de lugar protegido dos humores do clima e dos solavancos da geologia deve ser relativizada. (2º parágrafo)

Considerado o contexto, o elemento sublinhado na frase acima introduz uma

Questão 2

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
O texto 1 é representante do gênero informativo; sobre esse gênero textual, tendo por base o texto 1, a única característica inadequada é:

Questão 3

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
A amizade é um exercício de limites afetivos em permanente desejo de expansão. Por mais completa que pareça ser uma
 
relação de amizade, ela vive também do que lhe falta e da esperança de que um dia nada venha a faltar. Com o tempo, aprendemos
 
a esperar menos e a nos satisfazer com a finitude dos sentimentos nossos e alheios, embora no fundo de nós ainda esperemos a
 
súbita novidade que o amigo saberá revelar. Sendo um exercício bem-sucedido de tolerância e paciência – amplamente recom-
5
pensadas, diga-se – a amizade é também a ansiedade e a expectativa de descobrirmos em nós, por intermédio do amigo, uma
 
dimensão desconhecida do nosso ser.
 
Há quem julgue que cabe ao amigo reconhecer e estimular nossas melhores qualidades. Mas por que não esperar que o valor
 
maior da amizade está em ser ela um necessário e fiel espelho de nossos defeitos? Não é preciso contar com o amigo para
 
conhecermos melhor nossas mais agudas imperfeições? Não cabe ao amigo a sinceridade de quem aponta nossa falha, pela
10
esperança de que venhamos a corrigi-la? Se o nosso adversário aponta nossas faltas no tom destrutivo de uma acusação, o amigo as
 
identifica com lealdade, para que nos compreendamos melhor.
 
Quando um amigo verdadeiro, por contingência da vida ou imposição da morte, é afastado de nós, ficam dele, em nossa
 
consciência, seus valores, seus juízos, suas percepções. Perguntas como “O que diria ele sobre isso?” ou “O que faria ele com isso?”
 
passam a nos ocorrer: são perspectivas dele que se fixaram e continuam a agir como um parâmetro vivo e importante. As marcas da
15
amizade não desaparecem com a ausência do amigo, nem se enfraquecem como memórias pálidas: continuam a ser referências
 
para o que fazemos e pensamos.
(CALÓGERAS, Bruno, inédito)
Considere as seguintes afirmações:

I. No primeiro parágrafo, há a sugestão de que a tolerância e a paciência, qualidades positivas mas dispensáveis entre amigos verdadeiros, dão lugar à recompensa da incondicionalidade do afeto.
II. No segundo parágrafo, expressa-se a convicção de que o amigo verdadeiro não apenas releva nossos defeitos como também é capaz de convertê-los em qualidades nossas.
III. No terceiro parágrafo, considera-se que da ausência ocasional ou definitiva do amigo não resulta que seus valores e seus pontos de vista deixem de atuar dentro de nossa consciência.

Em relação ao texto está correto o que se afirma em

Questão 4

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
Ainda que predominantemente dissertativo, o texto 1 mostra elementos descritivos; o termo sublinhado abaixo que NÃO possui caráter objetivo, mas subjetivo, é:

Questão 5

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“pesquisa recente sobre as refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam”; com esse segmento do texto 1, o autor tenta mostrar:

Questão 6

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns dos outros. Será falta de tempo?” A pergunta colocada ao final desse segmento do texto 1 mostra:

Questão 7

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“Temos dietas para cardíacos, para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos”. A relação vocabular adequada nos itens abaixo é:

Questão 8

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como ‘funcionais”. A afirmação adequada sobre o que é lido nesse segmento do texto 1 é:

Questão 9

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como ‘funcionais”. A afirmação adequada sobre o que é lido nesse segmento do texto 1 é:

Questão 10

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável”; a frase abaixo que mostra o vocábulo “bem” na mesma classe gramatical e no mesmo valor semântico é:

Questão 11

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
A palavra abaixo, retirada do texto 1, que mostra processo de formação diferente dos demais é:

Questão 12

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de populações com alto índice de longevidade”.

Sobre o período e as orações que o constituem (texto 1), é correto afirmar que:

Questão 13

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“...69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam”.
Temos aqui uma concordância que envolve elementos de porcentagem; a frase abaixo que mostra incorreção nesse tipo de concordância é:

Questão 14

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de saúde”.
A substituição proposta no segmento do texto 1 acima que está perfeitamente adequada em termos de correção e de manutenção do sentido original é:

Questão 15

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
“...porque ocorre com regularidade e de modo informal”; a maneira mais adequada de reescrever-se esse segmento do texto 1 é:

Questão 16

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Os meios de comunicação, devidamente apoiados por
 
informações científicas, dizem que alimentação é uma questão de
 
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o
 
corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
5
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham
 
adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para
 
hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
 
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para
 
compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
10
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham
 
escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
 
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de
 
assistir à TV enquanto se alimentam.
 
[....]
15
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família
 
porque ocorre com regularidade e de modo informal. E, nessa
 
hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos
 
de modo mais natural.
(adaptado)
As duas palavras do texto 1 que são acentuadas graficamente em função da mesma regra são:

Questão 17

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A figura a seguir mostra, do lado esquerdo, um triângulo equilátero ABC, com 9 cm de lado.
Sobre os lados desse triângulo, foram construídos novos triângulos equiláteros, o que deu origem ao polígono P, que se vê à direita.

O perímetro do polígono P, em centímetros, é

Questão 18

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
Muito antes das discussões atuais sobre as mudanças climáticas, os cataclismos naturais despertam interesse no homem. Os
 
desastres são um capítulo trágico da história da humanidade desde tempos longínquos. Supostas inundações catastróficas aparecem
 
em relatos de várias culturas ao longo dos tempos, desde os antigos mesopotâmicos e gregos até os maias e os vikings.
 
Fora da rota dos grandes furacões, sem vulcões ativos e desprovido de zonas habitadas sujeitas a terremotos, o Brasil não
5
figura entre os países mais suscetíveis a desastres naturais. Contudo, a aparência de lugar protegido dos humores do clima e dos
 
solavancos da geologia deve ser relativizada. Aqui, cerca de 85% dos desastres são causados por três tipos de ocorrências: inun-
 
dações bruscas, deslizamentos de terra e secas prolongadas. Esses fenômenos são relativamente recorrentes em zonas tropicais, e
 
seus efeitos podem ser atenuados por políticas públicas de redução de danos.
 
Dois estudos feitos por pesquisadores brasileiros indicam que o risco de ocorrência desses três tipos de desastre deverá
10
aumentar até o final do século. Eles também sinalizam que novos pontos do território nacional deverão se transformar em áreas de
 
risco significativo para esses mesmos problemas. “Os impactos tendem a ser maiores no futuro, com as mudanças climáticas, o
 
crescimento das cidades e a ocupação de mais áreas de risco”, comenta o pesquisador José A. Marengo.
 
Além da suscetibilidade natural a secas, enchentes, deslizamentos e outros desastres, a ação do homem tem um peso
 
considerável em transformar o que poderia ser um problema de menor monta em uma catástrofe. Os pesquisadores estimam que um
15
terço do impacto dos deslizamentos de terra e metade dos estragos de inundações poderiam ser evitados com alterações de práticas
 
humanas ligadas à ocupação do solo e a melhorias nas condições socioeconômicas da população em áreas de risco.
 
Moradias precárias em lugares inadequados, perto de encostas ou em pontos de alagamento, cidades superpopulosas e
 
impermeabilizadas, que não escoam a água da chuva; esses fatores da cultura humana podem influenciar o desfecho de uma
 
situação de risco. “Até hábitos cotidianos, como não jogar lixo na rua, e o nível de solidariedade de uma população podem ao menos
20
mitigar os impactos de um desastre”, pondera a geógrafa Lucí Hidalgo Nunes.
(Adaptado de PIVETTA, Marcos. Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br)
Contudo, a aparência de lugar protegido dos humores do clima e dos solavancos da geologia deve ser relativizada. (2º parágrafo)

Considerado o contexto, o elemento sublinhado na frase acima introduz uma

Questão 19

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Na charge, na frase do representante do restaurante, o primeiro termo devia estar separado por vírgula por ser:

Questão 20

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Na charge há um conjunto de elementos verbais que estão representados graficamente; o elemento cuja representação gráfica está ausente é:

Questão 21

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
1
A amizade é um exercício de limites afetivos em permanente desejo de expansão. Por mais completa que pareça ser uma
 
relação de amizade, ela vive também do que lhe falta e da esperança de que um dia nada venha a faltar. Com o tempo, aprendemos
 
a esperar menos e a nos satisfazer com a finitude dos sentimentos nossos e alheios, embora no fundo de nós ainda esperemos a
 
súbita novidade que o amigo saberá revelar. Sendo um exercício bem-sucedido de tolerância e paciência – amplamente recom-
5
pensadas, diga-se – a amizade é também a ansiedade e a expectativa de descobrirmos em nós, por intermédio do amigo, uma
 
dimensão desconhecida do nosso ser.
 
Há quem julgue que cabe ao amigo reconhecer e estimular nossas melhores qualidades. Mas por que não esperar que o valor
 
maior da amizade está em ser ela um necessário e fiel espelho de nossos defeitos? Não é preciso contar com o amigo para
 
conhecermos melhor nossas mais agudas imperfeições? Não cabe ao amigo a sinceridade de quem aponta nossa falha, pela
10
esperança de que venhamos a corrigi-la? Se o nosso adversário aponta nossas faltas no tom destrutivo de uma acusação, o amigo as
 
identifica com lealdade, para que nos compreendamos melhor.
 
Quando um amigo verdadeiro, por contingência da vida ou imposição da morte, é afastado de nós, ficam dele, em nossa
 
consciência, seus valores, seus juízos, suas percepções. Perguntas como “O que diria ele sobre isso?” ou “O que faria ele com isso?”
 
passam a nos ocorrer: são perspectivas dele que se fixaram e continuam a agir como um parâmetro vivo e importante. As marcas da
15
amizade não desaparecem com a ausência do amigo, nem se enfraquecem como memórias pálidas: continuam a ser referências
 
para o que fazemos e pensamos.
(CALÓGERAS, Bruno, inédito)
Considere as seguintes afirmações:

I. No primeiro parágrafo, há a sugestão de que a tolerância e a paciência, qualidades positivas mas dispensáveis entre amigos verdadeiros, dão lugar à recompensa da incondicionalidade do afeto.
II. No segundo parágrafo, expressa-se a convicção de que o amigo verdadeiro não apenas releva nossos defeitos como também é capaz de convertê-los em qualidades nossas.
III. No terceiro parágrafo, considera-se que da ausência ocasional ou definitiva do amigo não resulta que seus valores e seus pontos de vista deixem de atuar dentro de nossa consciência.

Em relação ao texto está correto o que se afirma em

Questão 22

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Uma praça tem a forma do polígono OPQRST da figura abaixo e cada lado desse polígono mede 40m. Serafim partiu do ponto O e percorreu, no sentido anti-horário, 2000m.

No final do percurso, Serafim estava no ponto:

Questão 23

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Em certo reservatório, 2/3 do volume de água correspondem a 120 litros.

Portanto, 3/2 do volume de água desse mesmo reservatório correspondem a:

Questão 24

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Antônio, Bruno e Cícero combinaram de se encontrar, certo dia, na rodoviária de Salvador, vindo de cidades diferentes.
Nesse dia, o ônibus de Antônio chegou às 12h10min, o de Bruno algum tempo depois, e o de Cícero chegou às 14h34min.

Sabe-se que o tempo que Bruno esperou por Cícero é o dobro do tempo que Antônio esperou por Bruno. O ônibus de Bruno chegou às:

Questão 25

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Carlos comprou um pacote de peras. Deu metade das peras para sua mulher, deu duas peras para sua filha e ficou com as outras quatro peras que sobraram.
O número de peras que havia no pacote que Carlos comprou é:

Questão 26

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Considere a afirmação:

“Todo baiano é um homem feliz”.

Uma afirmação logicamente equivalente é:

Questão 27

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Gastão comprou quatro latas de refrigerante. Cada lata custou R$ 2,60 e Gastão pagou com uma nota de R$ 20,00.
Gastão tem que receber um troco de:

Questão 28

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Nos Estados Unidos, em certo posto de abastecimento, a gasolina custa 2 dólares por galão.
Considerando o galão de 3,8 litros e o valor de 1 dólar igual a R$ 3,20, conclui-se que, nesse posto americano de abastecimento, 1 litro de gasolina custa:

Questão 29

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
André, Beatriz, Carlos e Denise estão sentados em volta de uma mesa quadrada, cada um deles em um lado da mesa. André está sentado em frente a Beatriz e Beatriz está sentada à direita de Denise.

No sentido horário, a ordem dos quatro em volta da mesa é:

Questão 30

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Considere a afirmativa:

“Tereza comprou pão e leite”.

Se a afirmativa acima é falsa, conclui-se logicamente que Tereza:

Questão 31

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Os princípios de Direito Administrativo são postulados básicos fundamentais que permeiam a atuação dos agentes públicos na constante busca da satisfação dos interesses coletivos. Dentre os chamados princípios implícitos, merece destaque o da autotutela, que ocorre, por exemplo, quando:

Questão 32

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Antônio estacionou seu automóvel com as quatro rodas em cima da calçada em local proibido. O poder público local, na operação “choque de ordem”, procedeu ao reboque do veículo de Antônio.
Na hipótese em tela, a remoção do bem do particular praticada pela Administração Pública está calcada específica e diretamente no atributo do ato administrativo da:

Questão 33

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
O Ato Normativo nº 10/2010, do Procurador-Geral de Justiça do Estado da Bahia, “institui o novo modelo e regulamenta a expedição e uso de identidade funcional dos membros do Ministério Público do Estado da Bahia”.
De acordo com a doutrina, o poder administrativo que embasou a prática do mencionado ato é o:

Questão 34

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Contratos administrativos podem ser definidos como as manifestações de vontade de duas ou mais pessoas para a celebração de um negócio jurídico, com a participação do poder público, que atua com as cláusulas exorbitantes, com o escopo de atender ao interesse público.
Nesse contexto, conforme ensina a doutrina de Direito Administrativo, tais cláusulas exorbitantes:

Questão 35

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A Secretaria Estadual de Obras da Bahia pretende realizar licitação para contratação de sociedade empresária para realização de determinadas obras. Após estudos preliminares, visando ao aproveitamento dos recursos disponíveis no mercado e à ampliação da competitividade sem perda da economia de escala, a Administração Pública decidiu que tais obras serão divididas em tantas parcelas quantas se comprovarem técnica e economicamente viáveis.
De acordo com a Lei nº 8.666/93, a opção administrativa escolhida é:

Questão 36

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Funcionários da sociedade empresária concessionária prestadora do serviço público de fornecimento de energia elétrica compareceram em determinada via pública para manutenção de rotina no aparelho distribuidor de energia. No entanto, durante o serviço, ocorreu uma explosão no equipamento que causou a interrupção no fornecimento de energia em diversas ruas daquele bairro, durante dez dias.

Após instauração de inquérito civil, Promotor de Justiça com atribuição em tutela coletiva na matéria consumidor ajuizou ação civil pública, com base na responsabilidade civil:

Questão 37

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A Lei nº 8.987/95 regulamenta a prestação de serviços públicos, bem como a concessão e a permissão feitas a particulares.

Tal diploma normativo estabeleceu alguns princípios específicos do serviço público, como o da:

Questão 38

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A Constituição da República de 1988, por um lado, assegurou ao Ministério Público autonomia funcional e administrativa e, por outro, estabeleceu um conjunto de instrumentos definidos no ordenamento jurídico para sua fiscalização.

Em matéria de controle da Administração Pública, o Ministério Público está sujeito ao controle:

Questão 39

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Maria, servidora pública civil estável do Estado da Bahia, exercia a função de membro da comissão de concurso público para professores estaduais. Em conluio com sua sobrinha Fátima, Maria frustrou a licitude de concurso público, eis que lhe forneceu com antecedência o gabarito da prova. A fraude foi descoberta um mês após a nomeação de Fátima, e o seu ato de investidura foi declarado nulo pela Administração Pública, que remeteu cópia do processo administrativo ao Ministério Público.

O Promotor de Justiça com atribuição na área de tutela coletiva deve ajuizar ação:

Questão 40

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Promotor de Justiça deflagrou ação penal pública incondicionada em desfavor do Policial Civil João, porque no dia, horário e local descritos na denúncia, João recebeu de Almir, para si, diretamente, em razão de sua função de escrivão de polícia, vantagem indevida consistente em cinco mil reais. Em consequência daquela vantagem, o denunciado deixou de praticar ato de ofício, por ter paralisado investigação, pois não cumpriu diligências determinadas pelo Delegado em inquérito policial que apura a prática, em tese, de crime por Almir. No caso em tela, de acordo com o Código Penal, o escrivão de polícia João praticou o delito de:

Questão 41

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A Constituição da República de 1988 fortaleceu o Ministério Público, atribuindo-lhe relevantes atividades estatais com contornos de soberania e conceituando-o como instituição permanente e essencial à função jurisdicional do Estado.

De acordo com o texto constitucional, ao MP incumbe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses:

Questão 42

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
João, Promotor de Justiça, foi exonerado, a pedido, de seu cargo do Ministério Público da Bahia, em junho de 2017. No mês de agosto de 2017, João foi contratado por conhecido escritório de advocacia.

De acordo com as disposições constitucionais sobre a matéria, João:

Questão 43

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A Constituição da República de 1988 dispõe que ao Conselho Nacional do Ministério Público compete o controle da atuação administrativa e financeira do Ministério Público e do cumprimento dos deveres funcionais de seus membros, cabendo-lhe, entre outros:

Questão 44

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A Resolução nº 23/2007 do Conselho acional do Ministério Público disciplina, no âmbito do Ministério Público, a instauração e tramitação do inquérito civil. Em tema de publicidade dos atos praticados no bojo do inquérito civil, tal resolução estabelece que:

Questão 45

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
O “Órgão de execução A” com atribuição do Ministério Público da Bahia promoveu a instauração de inquérito civil para a defesa do patrimônio público e da probidade e legalidade administrativas, com intuito de apurar a prática de ato, em tese, ilegal praticado por determinado Secretário de Estado em razão de suas funções. Finda a investigação, o “órgão de execução A” promoveu o arquivamento do inquérito civil, por ausência de justa causa. Em face de tal decisão de arquivamento, o legitimado interpôs o recurso cabível, que será julgado pelo “órgão de execução B” com atribuição.

No caso em tela, de acordo com a Lei Orgânica do Ministério Público da Bahia, os “órgãos de execução A e B” são, respectivamente:

Questão 46

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A Lei Orgânica do Ministério Público da Bahia (Lei Complementar Estadual nº 11/96) estabelece que compete ao Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça:

Questão 47

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Em relação aos meios necessários para o exercício de suas funções investigatórias, a Lei Orgânica Nacional do Ministério Público (Lei nº 8.625/93) dispõe que o Ministério Público poderá:

Questão 48

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A Lei Estadual nº 12.209/2011 dispõe sobre o processo administrativo, no âmbito da Administração direta e das entidades da Administração indireta, regidas pelo regime de direito público, do Estado da Bahia.

De acordo com o citado diploma normativo:

Questão 49

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
José, servidor público estável ocupante do cargo efetivo de assistente técnico-administrativo do Ministério Público da Bahia, foi aposentado por invalidez, no ano de 2016. Ocorre que, no ano de 2017, os motivos determinantes de sua aposentadoria foram declarados insubsistentes por junta médica oficial.
Dessa forma, de acordo com o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado da Bahia, a Administração Pública determinou o retorno de José ao trabalho, mediante:

Questão 50

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Maria, servidora pública estável do Estado da Bahia, deu entrada no departamento de recursos humanos em requerimento de concessão de licença por motivo de doença em pessoa da família, para acompanhar sua avó, acometida de doença grave, conforme comprovado por junta médica oficial.
Consoante dispõe a Lei Estadual nº 6.677/1994, o pleito da servidora:

Questão 51

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
No estoque de um hospital constavam, em 2 de agosto, 50 unidades de determinado medicamento, ao preço unitário de R$ 25,00. No dia 10 de agosto entraram no estoque mais 100 unidades do medicamento, ao preço de R$ 20,00 por unidade. Em 20 de agosto saíram do estoque 40 unidades do medicamento. No dia 25 de agosto saíram do estoque mais 20 unidades do medicamento, não havendo mais entradas ou saídas do medicamento do estoque nesse mês.

Na situação descrita, em 31 de agosto o valor do saldo do estoque do medicamento, calculado pelo método PEPS (primeiro a entrar, primeiro a sair) era de:

Questão 52

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Uma universidade adota sistema de reposição contínua para seus estoques de resmas de papel. A universidade consome mensalmente, em média, 200 resmas de 500 folhas de papel. A universidade adquire o produto a um custo de R$ 8,00 por resma e o custo do pedido é de R$ 5,00. O tempo de reposição é de 6 dias. A universidade mantém um estoque de segurança de 50 resmas.

Na situação descrita, o ponto de pedido é (considere que um mês tem 30 dias):

Questão 53

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
O diretor de recursos humanos de uma empresa pública de grande porte está considerando a implantação da avaliação de desempenho por método de pesquisa de campo, em substituição à avaliação por comissão de avaliação, que vigora atualmente na empresa. O diretor considera que o método da pesquisa de campo proporciona maior profundidade na avaliação do desempenho.

No entanto, esse método apresenta, entre suas desvantagens:

Questão 54

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A figura abaixo representa a departamentalização da empresa XYZ.

Entre as vantagens do tipo de departamentalização adotada pela empresa XYZ, está:

Questão 55

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Em todas as organizações, os administradores desempenham funções e papéis que lhes são próprios. Para desempenhá-los, o administrador deve possuir habilidades de três tipos: humanas, técnicas e conceituais. Essas habilidades são exigidas com maior ou menor intensidade, dependendo do nível organizacional em que o administrador atua.

Assim, é correto afirmar que:

Questão 56

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Quando da elaboração do orçamento anual por uma entidade pública, dois elementos se destacam: as receitas e as despesas.

Quando se diz que a previsão das receitas arrecadadas limita a proposição do gasto público, há uma referência direta ao princípio orçamentário do(a):

Questão 57

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
Uma empresa assinou um contrato com uma entidade da administração pública, o qual previa que a empresa contratada deveria depositar um valor em dinheiro em uma conta bancária definida pela entidade. Esse valor será retido até o final do contrato, quando poderá ser restituído, desde que a empresa contratada não tenha sido penalizada.

Sob a perspectiva da classificação da receita pública, esse recurso é um exemplo de:

Questão 58

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
A equipe responsável pela elaboração das informações e demonstrações contábeis de uma entidade pública foi requisitada pelo gestor acerca das despesas do último bimestre, cujos implementos de condição para pagamento já foram cumpridos.

O relatório requisitado pode ser gerado a partir das despesas:

Questão 59

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
As despesas de custeio de uma fundação instituída e mantida pelo Poder Público fazem parte do processo de planejamento público e devem constar no(a):

Questão 60

MPE/BA 2017 - FGV - Assistente Técnico Administrativo
No encerramento do exercício financeiro, as despesas que estão pendentes apenas do último estágio de execução devem ser tratadas como:



Provas de Concursos » Fgv 2017