×
Assistente de Tecnologia da Informação Advogado
×

CFM 2012

Analista de Sistemas

Questão 1

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
1
Para as rugas, há botox; a flacidez resolve-se com
 
lifting; as varizes saem com laser. Retardar os efeitos do
 
envelhecimento no corpo está cada vez mais fácil. Mas, se
 
os tratamentos estéticos disfarçam por fora, existe um órgão
5
que insiste em lembrar as pessoas de que elas já não são
 
tão jovens assim: o cérebro. O consenso na comunidade
 
científica é que as funções cognitivas — memória,
 
aprendizagem e razão — começam a declinar aos 60 anos.
 
Uma pesquisa recente, porém, colocou em dúvida essa
10
certeza, afirmando que, na verdade, já aos 45, o indivíduo
 
apresenta os primeiros sinais de perda da capacidade
 
cognitiva.
 
O estudo, curiosamente, foi publicado na mesma
 
semana em que outro trabalho científico garante que idosos
15
com mais de 70 anos podem se sair tão bem na execução de
 
determinadas tarefas quanto os mais jovens. O Correio
 
consultou os pesquisadores que tentam responder à
 
controversa questão: afinal, quando o cérebro começa a
 
falhar?
20
Para Roger Ratcliff, professor de psicologia da
 
Universidade de Ohio e um dos autores da segunda
 
pesquisa, isso é bastante relativo. “Depende da tarefa.
 
Aquelas menos complexas ou que exigem rapidez e precisão
 
podem ser desempenhadas normalmente por adultos de
25
qualquer idade, mesmo os que chegam aos 90 anos”,
 
garante o especialista, que há uma década investiga o
 
declínio cognitivo associado ao envelhecimento. “Sim, é fato
 
que, quanto mais velho o indivíduo, mais ele vai demorar a
 
tomar uma decisão. Para a maioria das pessoas, isso é sinal
30
de que o cérebro já não funciona tão bem. Mas, na verdade,
 
o que ocorre é que os mais velhos pensam mais antes de se
 
decidir. Algo que, convenhamos, é bastante sábio”, comenta.
 
Essa não é uma opinião pessoal, ressalta Ratcliff.
 
“São constatações que fizemos em diversos estudos.” O
35
mais recente comparou o desempenho de crianças, jovens,
 
adultos e idosos na execução de uma tarefa que exige
 
fluência verbal e raciocínio. Na frente de um computador, os
 
participantes viam sequências de letras interrompidas por
 
asteriscos e deviam dizer se elas formavam uma palavra em
40
inglês. Estudantes universitários e jovens adultos foram um
 
pouco mais rápidos que os voluntários com mais de 60 anos.
 
Mas a diferença de tempo na escolha foi insignificante. Já as
 
crianças mostraram-se bastante rápidas; em compensação,
 
erraram muito mais que os outros grupos.
45
“O que acontece é que pessoas mais velhas, tenham
 
elas 30, 50 ou 80 anos, são mais preocupadas com a
 
precisão de suas escolhas; elas não querem cometer erros,
 
então, quando expostas a esse tipo de teste, tendem a agir
 
como agem no dia a dia. Treinadas, elas conseguem fazer
50
esses exercícios rapidamente”, assegura Gail McKoon,
 
especialista que divide com Ratcliff algumas dessas
 
pesquisas. Ele garante que é um mito achar que adultos mais
 
velhos, necessariamente, têm um cérebro mais vagaroso.
 
O pesquisador esclarece que, em nenhum momento,
55
nega o efeito do envelhecimento no processo cognitivo. “A
 
memória, por exemplo, declina mesmo com a idade. Mas
 
isso não é uma fórmula pronta. Ou seja, o declínio não ocorre
 
de maneira uniforme. Há muitas coisas que pessoas mais
 
velhas e mesmo as bem idosas fazem quase tão bem quanto
60
os jovens”, garante. Os estudos realizados por Ratcliff são
 
financiados pelo Instituto Nacional de Envelhecimento dos
 
Estados Unidos e pelo Instituto Nacional de Saúde Mental.
Paloma Oliveto. Envelhecimento cerebral. In: Correio Braziliense, 15/1/2012, p. 22 (com adaptações).
Assinale a alternativa correta quanto ao texto.

Questão 2

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
1
Para as rugas, há botox; a flacidez resolve-se com
 
lifting; as varizes saem com laser. Retardar os efeitos do
 
envelhecimento no corpo está cada vez mais fácil. Mas, se
 
os tratamentos estéticos disfarçam por fora, existe um órgão
5
que insiste em lembrar as pessoas de que elas já não são
 
tão jovens assim: o cérebro. O consenso na comunidade
 
científica é que as funções cognitivas — memória,
 
aprendizagem e razão — começam a declinar aos 60 anos.
 
Uma pesquisa recente, porém, colocou em dúvida essa
10
certeza, afirmando que, na verdade, já aos 45, o indivíduo
 
apresenta os primeiros sinais de perda da capacidade
 
cognitiva.
 
O estudo, curiosamente, foi publicado na mesma
 
semana em que outro trabalho científico garante que idosos
15
com mais de 70 anos podem se sair tão bem na execução de
 
determinadas tarefas quanto os mais jovens. O Correio
 
consultou os pesquisadores que tentam responder à
 
controversa questão: afinal, quando o cérebro começa a
 
falhar?
20
Para Roger Ratcliff, professor de psicologia da
 
Universidade de Ohio e um dos autores da segunda
 
pesquisa, isso é bastante relativo. “Depende da tarefa.
 
Aquelas menos complexas ou que exigem rapidez e precisão
 
podem ser desempenhadas normalmente por adultos de
25
qualquer idade, mesmo os que chegam aos 90 anos”,
 
garante o especialista, que há uma década investiga o
 
declínio cognitivo associado ao envelhecimento. “Sim, é fato
 
que, quanto mais velho o indivíduo, mais ele vai demorar a
 
tomar uma decisão. Para a maioria das pessoas, isso é sinal
30
de que o cérebro já não funciona tão bem. Mas, na verdade,
 
o que ocorre é que os mais velhos pensam mais antes de se
 
decidir. Algo que, convenhamos, é bastante sábio”, comenta.
 
Essa não é uma opinião pessoal, ressalta Ratcliff.
 
“São constatações que fizemos em diversos estudos.” O
35
mais recente comparou o desempenho de crianças, jovens,
 
adultos e idosos na execução de uma tarefa que exige
 
fluência verbal e raciocínio. Na frente de um computador, os
 
participantes viam sequências de letras interrompidas por
 
asteriscos e deviam dizer se elas formavam uma palavra em
40
inglês. Estudantes universitários e jovens adultos foram um
 
pouco mais rápidos que os voluntários com mais de 60 anos.
 
Mas a diferença de tempo na escolha foi insignificante. Já as
 
crianças mostraram-se bastante rápidas; em compensação,
 
erraram muito mais que os outros grupos.
45
“O que acontece é que pessoas mais velhas, tenham
 
elas 30, 50 ou 80 anos, são mais preocupadas com a
 
precisão de suas escolhas; elas não querem cometer erros,
 
então, quando expostas a esse tipo de teste, tendem a agir
 
como agem no dia a dia. Treinadas, elas conseguem fazer
50
esses exercícios rapidamente”, assegura Gail McKoon,
 
especialista que divide com Ratcliff algumas dessas
 
pesquisas. Ele garante que é um mito achar que adultos mais
 
velhos, necessariamente, têm um cérebro mais vagaroso.
 
O pesquisador esclarece que, em nenhum momento,
55
nega o efeito do envelhecimento no processo cognitivo. “A
 
memória, por exemplo, declina mesmo com a idade. Mas
 
isso não é uma fórmula pronta. Ou seja, o declínio não ocorre
 
de maneira uniforme. Há muitas coisas que pessoas mais
 
velhas e mesmo as bem idosas fazem quase tão bem quanto
60
os jovens”, garante. Os estudos realizados por Ratcliff são
 
financiados pelo Instituto Nacional de Envelhecimento dos
 
Estados Unidos e pelo Instituto Nacional de Saúde Mental.
Paloma Oliveto. Envelhecimento cerebral. In: Correio Braziliense, 15/1/2012, p. 22 (com adaptações).
Assinale a alternativa que apresenta reescritura do seguinte trecho sem alteração de sentido em comparação com o original: “‘O que acontece é que pessoas mais velhas, tenham elas 30, 50 ou 80 anos, são mais preocupadas com a precisão de suas escolhas; elas não querem cometer erros, então, quando expostas a esse tipo de teste, tendem a agir como agem no dia a dia.’” (linhas de 45 a 49)

Questão 3

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
1
Para as rugas, há botox; a flacidez resolve-se com
 
lifting; as varizes saem com laser. Retardar os efeitos do
 
envelhecimento no corpo está cada vez mais fácil. Mas, se
 
os tratamentos estéticos disfarçam por fora, existe um órgão
5
que insiste em lembrar as pessoas de que elas já não são
 
tão jovens assim: o cérebro. O consenso na comunidade
 
científica é que as funções cognitivas — memória,
 
aprendizagem e razão — começam a declinar aos 60 anos.
 
Uma pesquisa recente, porém, colocou em dúvida essa
10
certeza, afirmando que, na verdade, já aos 45, o indivíduo
 
apresenta os primeiros sinais de perda da capacidade
 
cognitiva.
 
O estudo, curiosamente, foi publicado na mesma
 
semana em que outro trabalho científico garante que idosos
15
com mais de 70 anos podem se sair tão bem na execução de
 
determinadas tarefas quanto os mais jovens. O Correio
 
consultou os pesquisadores que tentam responder à
 
controversa questão: afinal, quando o cérebro começa a
 
falhar?
20
Para Roger Ratcliff, professor de psicologia da
 
Universidade de Ohio e um dos autores da segunda
 
pesquisa, isso é bastante relativo. “Depende da tarefa.
 
Aquelas menos complexas ou que exigem rapidez e precisão
 
podem ser desempenhadas normalmente por adultos de
25
qualquer idade, mesmo os que chegam aos 90 anos”,
 
garante o especialista, que há uma década investiga o
 
declínio cognitivo associado ao envelhecimento. “Sim, é fato
 
que, quanto mais velho o indivíduo, mais ele vai demorar a
 
tomar uma decisão. Para a maioria das pessoas, isso é sinal
30
de que o cérebro já não funciona tão bem. Mas, na verdade,
 
o que ocorre é que os mais velhos pensam mais antes de se
 
decidir. Algo que, convenhamos, é bastante sábio”, comenta.
 
Essa não é uma opinião pessoal, ressalta Ratcliff.
 
“São constatações que fizemos em diversos estudos.” O
35
mais recente comparou o desempenho de crianças, jovens,
 
adultos e idosos na execução de uma tarefa que exige
 
fluência verbal e raciocínio. Na frente de um computador, os
 
participantes viam sequências de letras interrompidas por
 
asteriscos e deviam dizer se elas formavam uma palavra em
40
inglês. Estudantes universitários e jovens adultos foram um
 
pouco mais rápidos que os voluntários com mais de 60 anos.
 
Mas a diferença de tempo na escolha foi insignificante. Já as
 
crianças mostraram-se bastante rápidas; em compensação,
 
erraram muito mais que os outros grupos.
45
“O que acontece é que pessoas mais velhas, tenham
 
elas 30, 50 ou 80 anos, são mais preocupadas com a
 
precisão de suas escolhas; elas não querem cometer erros,
 
então, quando expostas a esse tipo de teste, tendem a agir
 
como agem no dia a dia. Treinadas, elas conseguem fazer
50
esses exercícios rapidamente”, assegura Gail McKoon,
 
especialista que divide com Ratcliff algumas dessas
 
pesquisas. Ele garante que é um mito achar que adultos mais
 
velhos, necessariamente, têm um cérebro mais vagaroso.
 
O pesquisador esclarece que, em nenhum momento,
55
nega o efeito do envelhecimento no processo cognitivo. “A
 
memória, por exemplo, declina mesmo com a idade. Mas
 
isso não é uma fórmula pronta. Ou seja, o declínio não ocorre
 
de maneira uniforme. Há muitas coisas que pessoas mais
 
velhas e mesmo as bem idosas fazem quase tão bem quanto
60
os jovens”, garante. Os estudos realizados por Ratcliff são
 
financiados pelo Instituto Nacional de Envelhecimento dos
 
Estados Unidos e pelo Instituto Nacional de Saúde Mental.
Paloma Oliveto. Envelhecimento cerebral. In: Correio Braziliense, 15/1/2012, p. 22 (com adaptações).
Assinale a alternativa que interpreta corretamente ideias do texto.

Questão 4

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
1
O Brasil vive estranha contradição no que se refere à
 
assistência em saúde. Por um lado, pode se orgulhar de
 
possuir um dos maiores modelos públicos com acesso
 
universal: o Sistema Único de Saúde (SUS) — que cobre a
5
totalidade da população em ações de vigilância e programas
 
de prevenção e oferece tratamento para mais de 145 milhões
 
de pessoas que dele dependem exclusivamente para realizar
 
consultas, exames, cirurgias e internações.
 
Por outro, uma das maiores políticas sociais do
10
mundo sofre com a falta de financiamento, que impede que
 
os avanços se multipliquem e se consolidem. O volume de
 
recursos investidos no SUS está aquém das suas
 
necessidades e, principalmente, das possibilidades
 
existentes dentro do caixa público. Em consequência, essa
15
visão distorcida acentua as desigualdades no acesso,
 
impedindo que o sistema alcance plenamente seus objetivos.
 
Estamos na contramão da história. Estudos
 
comprovam que os países com melhores indicadores de
 
saúde são aqueles com sistemas universais de assistência,
20
com forte participação do Estado no financiamento, na
 
gestão e na prestação de serviços. É o caso da Alemanha,
 
França, Itália, Espanha, Inglaterra, entre outros.
 
De forma global, segundo a Organização Mundial da
 
Saúde (OMS), o gasto público em saúde equivale a 60%,
25
contra 40% do privado. Há países nos quais o percentual
 
público chega a 80%. No entanto, o Brasil insiste em
 
descumprir a lição. Aqui, os investimentos do governo nesta
 
área-chave representam 45%, para cobrir a totalidade dos
 
brasileiros, contra 55% do privado, que, em princípio, atende
30
apenas um quarto da população brasileira.
Roberto Luiz d’Avila. A saúde em contradição. Internet: http://www.portal.cfm.org.br (com adaptações). Acesso em 17/1/2012.
Assinale a alternativa que interpreta corretamente ideias do texto.

Questão 5

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
1
O Brasil vive estranha contradição no que se refere à
 
assistência em saúde. Por um lado, pode se orgulhar de
 
possuir um dos maiores modelos públicos com acesso
 
universal: o Sistema Único de Saúde (SUS) — que cobre a
5
totalidade da população em ações de vigilância e programas
 
de prevenção e oferece tratamento para mais de 145 milhões
 
de pessoas que dele dependem exclusivamente para realizar
 
consultas, exames, cirurgias e internações.
 
Por outro, uma das maiores políticas sociais do
10
mundo sofre com a falta de financiamento, que impede que
 
os avanços se multipliquem e se consolidem. O volume de
 
recursos investidos no SUS está aquém das suas
 
necessidades e, principalmente, das possibilidades
 
existentes dentro do caixa público. Em consequência, essa
15
visão distorcida acentua as desigualdades no acesso,
 
impedindo que o sistema alcance plenamente seus objetivos.
 
Estamos na contramão da história. Estudos
 
comprovam que os países com melhores indicadores de
 
saúde são aqueles com sistemas universais de assistência,
20
com forte participação do Estado no financiamento, na
 
gestão e na prestação de serviços. É o caso da Alemanha,
 
França, Itália, Espanha, Inglaterra, entre outros.
 
De forma global, segundo a Organização Mundial da
 
Saúde (OMS), o gasto público em saúde equivale a 60%,
25
contra 40% do privado. Há países nos quais o percentual
 
público chega a 80%. No entanto, o Brasil insiste em
 
descumprir a lição. Aqui, os investimentos do governo nesta
 
área-chave representam 45%, para cobrir a totalidade dos
 
brasileiros, contra 55% do privado, que, em princípio, atende
30
apenas um quarto da população brasileira.
Roberto Luiz d’Avila. A saúde em contradição. Internet: http://www.portal.cfm.org.br (com adaptações). Acesso em 17/1/2012.
Assinale a alternativa em que a reescritura de fragmento do texto interpreta corretamente as ideias originais e não apresenta erro de pontuação.

Questão 6

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
1
O Brasil vive estranha contradição no que se refere à
 
assistência em saúde. Por um lado, pode se orgulhar de
 
possuir um dos maiores modelos públicos com acesso
 
universal: o Sistema Único de Saúde (SUS) — que cobre a
5
totalidade da população em ações de vigilância e programas
 
de prevenção e oferece tratamento para mais de 145 milhões
 
de pessoas que dele dependem exclusivamente para realizar
 
consultas, exames, cirurgias e internações.
 
Por outro, uma das maiores políticas sociais do
10
mundo sofre com a falta de financiamento, que impede que
 
os avanços se multipliquem e se consolidem. O volume de
 
recursos investidos no SUS está aquém das suas
 
necessidades e, principalmente, das possibilidades
 
existentes dentro do caixa público. Em consequência, essa
15
visão distorcida acentua as desigualdades no acesso,
 
impedindo que o sistema alcance plenamente seus objetivos.
 
Estamos na contramão da história. Estudos
 
comprovam que os países com melhores indicadores de
 
saúde são aqueles com sistemas universais de assistência,
20
com forte participação do Estado no financiamento, na
 
gestão e na prestação de serviços. É o caso da Alemanha,
 
França, Itália, Espanha, Inglaterra, entre outros.
 
De forma global, segundo a Organização Mundial da
 
Saúde (OMS), o gasto público em saúde equivale a 60%,
25
contra 40% do privado. Há países nos quais o percentual
 
público chega a 80%. No entanto, o Brasil insiste em
 
descumprir a lição. Aqui, os investimentos do governo nesta
 
área-chave representam 45%, para cobrir a totalidade dos
 
brasileiros, contra 55% do privado, que, em princípio, atende
30
apenas um quarto da população brasileira.
Roberto Luiz d’Avila. A saúde em contradição. Internet: http://www.portal.cfm.org.br (com adaptações). Acesso em 17/1/2012.
Assinale a alternativa correta quanto ao texto.

Questão 7

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Em uma instalação-padrão do sistema operacional Windows 7 em português, a ferramenta Gerenciamento do Computador que pode ser executada pelo Painel de Controle, pasta Ferramentas Administrativas, permite

Questão 8

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas


Considerando o Microsoft Office Excel 2007, na versão em português e na sua configuração original de instalação, e ainda com base na planilha mostrada na figura acima, ao se digitar =TOTAL(A1:A5) na célula A6,

Questão 9

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Acerca do Internet Explorer 8, assinale a alternativa correta.

Questão 10

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas


A figura ilustra um ventilador de teto. É possível pintar as pás desse ventilador nas cores verde, azul, amarela, vermelha, laranja ou pink. Cada uma das pás pode ser pintada em qualquer das cores disponíveis, sendo cada pá pintada em uma única cor. Nessas condições, o número total de ventiladores distintos que é possível produzir é

Questão 11

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Considere a afirmativa em relação à figura a seguir “Se o triângulo é preto, então há um número par no quadrado”.



Em relação às partes (I), (II), (III) e (IV) da figura e à afirmativa apresentada, é correto afirmar que

Questão 12

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Considere as duas proposições verdadeiras a seguir.

P: No conjunto dos números inteiros, é múltiplo de três todo número cuja soma dos valores absolutos de seus algarismos é igual a um múltiplo de três.
Q: No conjunto dos números inteiros, é múltiplo de nove todo número cuja soma dos valores absolutos de seus algarismos é igual a um múltiplo de nove.

Em relação a essas duas proposições, é correto afirmar que

Questão 13

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
(8/3/2012) Uma senhora brasileira de 77 anos de idade foi barrada pela imigração espanhola e passou três dias retida no aeroporto de Barajas, em Madri. Dionísia Rosa da Silva chegou do Brasil na última segunda-feira (5) acompanhada da neta, Amanda de Oliveira, mas não pôde entrar no país porque não teria a carta-convite exigida de brasileiros que chegam à Espanha para se hospedar com familiares ou amigos. Dionísia ficaria hospedada na casa da filha e do genro, pais de Amanda.

Internet: http://noticias.r7.com (com adaptações). Acesso em 11/3/2012.

Acerca do assunto abordado no texto e de outros a ele relacionados, assinale a alternativa correta.

Questão 14

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
O ministro do esporte, Aldo Rebelo, afirmou nesse sábado (3) que o governo brasileiro não vai mais aceitar o secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, como interlocutor para as negociações relacionadas à organização da Copa do Mundo de 2014 que será realizada no Brasil.

Na sexta (2), Valcke criticou duramente a atuação do Brasil e a demora na aprovação da Lei Geral da Copa, que estabelece regras para o mundial e tramita no Congresso Nacional. Valcke chegou a dizer que o país estava precisando de um kick up in the backside, expressão que pode ser traduzida como chute no traseiro.

Internet: http://g1.globo.com. Acesso em 3/3/2012.

Considerando o texto, assinale a alternativa correta.

Questão 15

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
A três dias de receber, em Washington, o primeiro ministro Benjamin Netanyahu, o presidente Barack Obama deixou evidente ontem a preocupação dos Estados Unidos com um possível ataque de Israel a instalações nucleares do Irã. Enquanto Netanyahu, em visita ao Canadá, convocou a comunidade internacional a conter o regime islâmico em sua busca implacável por armas nucleares, Obama recomendou cautela para não ajudar o adversário.

In: Correio Braziliense, 3/3/2012, p. 18 (com adaptações).

A respeito do assunto abordado no texto, assinale a alternativa correta.

Questão 16

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
O Decreto n.º 44.045/1958 regulamenta a Lei n.º 3.268/1957 e suas alterações posteriores. No que diz respeito às penalidades decorrentes do processo eticoprofissional aplicável aos médicos, assinale a alternativa correta com base nesse decreto.

Questão 17

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
A função de polícia administrativa do Estado, caracterizada como o poder de limitação e regulação das atividades, no âmbito das profissões, é exercida pelos conselhos profissionais. Acerca de suas características, aplicáveis em relação ao Conselho Federal de Medicina (CFM) e aos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), assinale a alternativa correta.

Questão 18

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
A Resolução CFM n.º 1.931/2009, que dispõe sobre o Código de Ética Médica, traça regras relativas a direitos, deveres e responsabilizações dos médicos. Acerca da responsabilidade de tais profissionais, tema tão importante à sociedade como um todo, assinale a alternativa correta de acordo com aquele diploma normativo.

Questão 19

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
O processo eticoprofissional a que os médicos submetem-se tem normatização própria do âmbito do Conselho Federal de Medicina (CFM), a saber, a Resolução CFM n.º 1.897/2009. A respeito do procedimento disciplinar nela previsto, assinale a alternativa correta.

Questão 20

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
A Resolução CFM n.º 1.753/2004, que dispõe sobre o Regimento Interno do Conselho Federal de Medicina (CFM), é essencial instrumento de consulta para os empregados do referido Conselho, disciplinando os procedimentos aplicáveis na rotina administrativa da entidade. A respeito do controle exercido pelo CFM sobre os Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), assinale a alternativa correta.

Questão 21

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Em uma rede de computadores baseada na tecnologia TCP/IP, deve-se utilizar um endereço de rede e sua máscara de acordo com a quantidade de equipamentos projetados para uso nela. Considere que, em uma determinada repartição pública, foram instalados 500 microcomputadores, 25 servidores de rede, 150 impressoras, 30 câmeras IP e 300 dispositivos de biometria. Considere ainda que todos esses equipamentos devem estar em um mesmo segmento lógico de rede, ou seja, em uma rede de mesmo endereço IP. Assinale a alternativa que apresenta escolhas adequadas para suportar todos esses equipamentos.

Questão 22

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
O estabelecimento de uma conexão TCP/IP é feito, na camada de transporte, por um processo conhecido por Three Way Handshake. Nele, o equipamento que solicita a conexão envia um pedido a ser respondido pelo equipamento com o qual se deseja comunicar em campos do cabeçalho do protocolo TCP. Assinale a alternativa que apresenta as informações corretas do primeiro pacote de pedido de conexão entre dois equipamentos de uma rede TCP/IP.

Questão 23

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
O Samba é um conjunto de aplicativos para sistemas operacionais Unix que, utilizando o protocolo SMB, possibilita o compartilhamento de recursos desse sistema com os de outros, como os do Windows. Assinale a alternativa que apresenta um tipo de serviço oferecido pelo Samba.

Questão 24

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
A cada endereço IP está associada uma máscara de rede. Assinale a alternativa que apresenta a combinação que se refere a um endereço de broadcast.

Questão 25

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
O LDAP (Lightweight Directory Access Protocol) é um protocolo usado para acessar e manter serviços de diretório distribuídos em uma rede IP. A exemplo disso, pode-se manter uma base de senhas para os vários usuários de uma rede de computadores, de tal sorte que a autenticação de diversos sistemas possa ser feita de forma centralizada. Assinale a alternativa que apresenta a definição correta de uma operação básica do LDAP.

Questão 26

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
O endereço de um dispositivo em uma rede TCP/IP é representado por quatro octetos, separados por um ponto (“nnn.nnn.nnn.nnn”). Assinale a alternativa que apresenta um endereço válido de um dispositivo em uma rede TCP/IP.

Questão 27

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
A interconexão de redes dá-se por meio de equipamentos próprios, de acordo com a localização física e o tipo das redes a serem conectadas. Assinale a alternativa que apresenta o nome de um equipamento utilizado para interligar duas redes distintas que usam protocolos de comunicação diferentes e que estão localizadas em um mesmo ambiente físico como, por exemplo, um prédio comercial.

Questão 28

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
As redes sem fio (WLAN ou wireless) são definidas pelo padrão IEEE 802.11 e suas variações. Assinale a alternativa que apresenta característica correta para os padrões da família 802.11.

Questão 29

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Rede de perímetro é um segmento de rede isolado em que há interseção entre o tráfego da rede interna e o da Internet. Assinale a alternativa que apresenta o serviço de rede que se deve evitar em uma rede de perímetro.

Questão 30

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
No desenvolvimento de sistemas para arquitetura clienteservidor, destaca-se o modelo de três camadas. Nele, há três papéis bem definidos: o do cliente, o do servidor de dados e o do servidor de aplicação. Em cada um desses componentes, roda uma camada do modelo. Assinale a alternativa que apresenta a camada presente no servidor de aplicação.

Questão 31

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
1
Unified Modeling Language (UML) is a standardized
 
general-purpose modeling language in the field of
 
object-oriented software engineering. The standard is
 
managed, and was created by the Object Management
5
Group. It was first added to the list of OMG adopted
 
technologies in 1997, and has since become the industry
 
standard for modeling software-intensive systems.
 
UML includes a set of graphic notation techniques to
 
create visual models of object-oriented software-intensive
10
systems.
Internet: http://en.wikipedia.org. Acesso em 14/2/2012.
De acordo com o texto, UML é uma linguagem de propósito geral usada no campo da orientação a objetos. A que área da tecnologia da informação aplicam-se os conceitos de UML?

Questão 32

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
1
Unified Modeling Language (UML) is a standardized
 
general-purpose modeling language in the field of
 
object-oriented software engineering. The standard is
 
managed, and was created by the Object Management
5
Group. It was first added to the list of OMG adopted
 
technologies in 1997, and has since become the industry
 
standard for modeling software-intensive systems.
 
UML includes a set of graphic notation techniques to
 
create visual models of object-oriented software-intensive
10
systems.
Internet: http://en.wikipedia.org. Acesso em 14/2/2012.
O OMG (Object Management Group) criou e mantém o padrão UML. Assinale a alternativa correta a respeito do início da utilização desse padrão.

Questão 33

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Um esquema de banco de dados é uma coleção de objetos que estão disponíveis para consulta de um determinado grupo de usuários. Que linguagem é utilizada para a criação de um esquema em um banco de dados?

Questão 34

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Analise a tabela cliente a seguir:



Considerando que essa tabela não está normalizada, o que é necessário para que ela vá para a primeira forma normal?

Questão 35

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Banco de dados distribuído é uma coleção de várias bases de dados logicamente inter-relacionadas e localizadas em pontos distintos de uma rede de computadores. Neles, os arquivos podem estar replicados ou fragmentados. Assinale a alternativa correta acerca de bases de dados em um sistema de banco de dados distribuído.

Questão 36

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Na área de banco de dados, destacam-se duas funções principais, que são a do administrador de dados (AD) e a do administrador de banco de dados (DBA – Data Base Administrator). Assinale a alternativa correta a respeito das atribuições de administrador de dados e de administrador de banco de dados.

Questão 37

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
A engenharia de requisitos de software busca a obtenção metódica de condições necessárias para se alcançarem os objetivos de um sistema. Quais são os dois tipos principais de requisitos que devem ser identificados nessa análise?

Questão 38

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
De forma geral, encontram-se na literatura os temas governança de tecnologia da informação (TI) e gestão de TI tratados como sinônimos. No entanto, há diferenças importantes que devem ser levadas em consideração com relação a essas duas áreas. Assinale a alternativa que apresenta distinção correta entre governança de TI e gestão de TI.

Questão 39

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
O COBIT (Control Objectives for Information and Related Technology) é um guia de boas práticas apresentado como modelo para gestão de tecnologia da informação (TI). Assinale a alternativa que apresenta os quatro domínios nos quais está dividido o COBIT.

Questão 40

CFM 2012 - FUNIVERSA - Analista de Sistemas
Na engenharia de software, o método utilizado para a medição de projetos de desenvolvimento de software, com base nas funcionalidades implementadas, sob o ponto de vista do usuário, é denominado



Provas de Concursos » Funiversa 2012