×
Contador Analista de RH
×

CRF/PR 2019

Advogado

Questão 1

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
1
O conceito de medicamento como agente de cura já
 
era associado ao seu potencial de dano pelas civilizações
 
arcaicas da Mesopotâmia e do Egito. O termo shêrtu, que
 
aparece nos manuscritos da época, tem significado
5
simultâneo de doença, pecado e castigo divino. Somente
 
por meio da catarse, em que era atribuído um conteúdo
 
mágico ao medicamento, o indivíduo alcançaria a
 
purificação de seus pecados e o restabelecimento da saúde
 
por intervenção dos deuses.
10
Esses conceitos influenciaram o entendimento da
 
patologia e da terapêutica durante muitos séculos e
 
persistem, em alguns aspectos, até hoje. A palavra fármaco
 
tem origem no termo grego pharmak, que significa “aquilo
 
que tem o poder de transladar as impurezas”. Entre os
15
gregos, vítimas dos sacrifícios oferecidos aos deuses eram
 
chamadas de pharmakó, e o alimento utilizado durante as
 
cerimônias de comunhão era o phármakon, que significava
 
aquilo que poderia trazer tanto o bem quanto o mal, manter
 
a vida ou causar a morte. Esse vocábulo passou a integrar a
20
terminologia médica grega e chegou até os dias atuais com
 
o nome de fármaco.
 
A concepção do medicamento como potencial
 
causador de dano manifestou‐se também durante a Idade
 
Média. No século X, foi criada, em Salerno, na Itália, uma
25
comunidade de médicos que estudava, compendiava e
 
ensinava a medicina. Uma das atribuições da instituição era
 
a de fiscalizar a comercialização de medicamentos, com
 
autoridade para enforcar vendedores de elixires mágicos,
 
poções ou drogas nocivas que tivessem levado à morte
30
aqueles que os utilizaram. Somente no final do século XIX,
 
foram criadas as primeiras comissões para investigar os
 
danos associados ao uso de medicamentos, inicialmente em
 
razão de inúmeros relatos de mortes súbitas durante
 
anestesia com clorofórmio.
35
O fato mais marcante relacionado ao uso de
 
medicamentos ocorreu em 1961, com o surto de focomelia,
 
termo grego que caracteriza um processo de deformidades
 
(atrofia ou ausência) dos membros inferiores e superiores,
 
que faz parecer uma foca. Um total de 10.000 crianças
40
nasceram deformadas na Alemanha Oriental em
 
consequência do uso de talidomida pelas grávidas, um
 
hipnótico não barbitúrico empregado para tratar ansiedade
 
e insônia, prescrito, à época, para tratamento de náuseas e
 
vômitos matutinos, sendo que mais da metade desses
45
recém‐nascidos morreu. Estudos epidemiológicos
 
comprovaram os efeitos teratogênicos da talidomida. Nos
 
Estados Unidos da América, praticamente não houve
 
incidentes relacionados a esse fármaco, pois a FDA (Food
 
and Drug Administration, instituição criada em 1938,
50
equivalente à Anvisa brasileira) o havia retirado do
 
mercado, em razão de evidências que o associavam ao
 
hipotiroidismo e à neuropatia periférica.
 
Nesse cenário, foram iniciados os primeiros estudos
 
com enfoque na utilização racional de medicamentos, em
55
resposta à necessidade de se conhecer e relatar os
 
problemas relacionados ao uso inadequado desses e à
 
elevada morbimortalidade a eles associada.
Daniel Fábio Kawano, Leonardo Régis Leira Pereira, Julieta Mieko Ueta e Osvaldo de Freitas. Acidentes com os medicamentos: como minimizá‐los? In: Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 42, n.º 4, out./dez. 2006, p. 487‐495 (com adaptações).
Assinale a alternativa que apresenta a ideia central do texto.

Questão 2

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
1
O conceito de medicamento como agente de cura já
 
era associado ao seu potencial de dano pelas civilizações
 
arcaicas da Mesopotâmia e do Egito. O termo shêrtu, que
 
aparece nos manuscritos da época, tem significado
5
simultâneo de doença, pecado e castigo divino. Somente
 
por meio da catarse, em que era atribuído um conteúdo
 
mágico ao medicamento, o indivíduo alcançaria a
 
purificação de seus pecados e o restabelecimento da saúde
 
por intervenção dos deuses.
10
Esses conceitos influenciaram o entendimento da
 
patologia e da terapêutica durante muitos séculos e
 
persistem, em alguns aspectos, até hoje. A palavra fármaco
 
tem origem no termo grego pharmak, que significa “aquilo
 
que tem o poder de transladar as impurezas”. Entre os
15
gregos, vítimas dos sacrifícios oferecidos aos deuses eram
 
chamadas de pharmakó, e o alimento utilizado durante as
 
cerimônias de comunhão era o phármakon, que significava
 
aquilo que poderia trazer tanto o bem quanto o mal, manter
 
a vida ou causar a morte. Esse vocábulo passou a integrar a
20
terminologia médica grega e chegou até os dias atuais com
 
o nome de fármaco.
 
A concepção do medicamento como potencial
 
causador de dano manifestou‐se também durante a Idade
 
Média. No século X, foi criada, em Salerno, na Itália, uma
25
comunidade de médicos que estudava, compendiava e
 
ensinava a medicina. Uma das atribuições da instituição era
 
a de fiscalizar a comercialização de medicamentos, com
 
autoridade para enforcar vendedores de elixires mágicos,
 
poções ou drogas nocivas que tivessem levado à morte
30
aqueles que os utilizaram. Somente no final do século XIX,
 
foram criadas as primeiras comissões para investigar os
 
danos associados ao uso de medicamentos, inicialmente em
 
razão de inúmeros relatos de mortes súbitas durante
 
anestesia com clorofórmio.
35
O fato mais marcante relacionado ao uso de
 
medicamentos ocorreu em 1961, com o surto de focomelia,
 
termo grego que caracteriza um processo de deformidades
 
(atrofia ou ausência) dos membros inferiores e superiores,
 
que faz parecer uma foca. Um total de 10.000 crianças
40
nasceram deformadas na Alemanha Oriental em
 
consequência do uso de talidomida pelas grávidas, um
 
hipnótico não barbitúrico empregado para tratar ansiedade
 
e insônia, prescrito, à época, para tratamento de náuseas e
 
vômitos matutinos, sendo que mais da metade desses
45
recém‐nascidos morreu. Estudos epidemiológicos
 
comprovaram os efeitos teratogênicos da talidomida. Nos
 
Estados Unidos da América, praticamente não houve
 
incidentes relacionados a esse fármaco, pois a FDA (Food
 
and Drug Administration, instituição criada em 1938,
50
equivalente à Anvisa brasileira) o havia retirado do
 
mercado, em razão de evidências que o associavam ao
 
hipotiroidismo e à neuropatia periférica.
 
Nesse cenário, foram iniciados os primeiros estudos
 
com enfoque na utilização racional de medicamentos, em
55
resposta à necessidade de se conhecer e relatar os
 
problemas relacionados ao uso inadequado desses e à
 
elevada morbimortalidade a eles associada.
Daniel Fábio Kawano, Leonardo Régis Leira Pereira, Julieta Mieko Ueta e Osvaldo de Freitas. Acidentes com os medicamentos: como minimizá‐los? In: Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 42, n.º 4, out./dez. 2006, p. 487‐495 (com adaptações).
Assinale a alternativa em que há manutenção da correção gramatical e dos sentidos do texto na proposta de reescrita do trecho “mais da metade desses recém‐nascidos morreu” (linhas 44 e 45).

Questão 3

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
1
O conceito de medicamento como agente de cura já
 
era associado ao seu potencial de dano pelas civilizações
 
arcaicas da Mesopotâmia e do Egito. O termo shêrtu, que
 
aparece nos manuscritos da época, tem significado
5
simultâneo de doença, pecado e castigo divino. Somente
 
por meio da catarse, em que era atribuído um conteúdo
 
mágico ao medicamento, o indivíduo alcançaria a
 
purificação de seus pecados e o restabelecimento da saúde
 
por intervenção dos deuses.
10
Esses conceitos influenciaram o entendimento da
 
patologia e da terapêutica durante muitos séculos e
 
persistem, em alguns aspectos, até hoje. A palavra fármaco
 
tem origem no termo grego pharmak, que significa “aquilo
 
que tem o poder de transladar as impurezas”. Entre os
15
gregos, vítimas dos sacrifícios oferecidos aos deuses eram
 
chamadas de pharmakó, e o alimento utilizado durante as
 
cerimônias de comunhão era o phármakon, que significava
 
aquilo que poderia trazer tanto o bem quanto o mal, manter
 
a vida ou causar a morte. Esse vocábulo passou a integrar a
20
terminologia médica grega e chegou até os dias atuais com
 
o nome de fármaco.
 
A concepção do medicamento como potencial
 
causador de dano manifestou‐se também durante a Idade
 
Média. No século X, foi criada, em Salerno, na Itália, uma
25
comunidade de médicos que estudava, compendiava e
 
ensinava a medicina. Uma das atribuições da instituição era
 
a de fiscalizar a comercialização de medicamentos, com
 
autoridade para enforcar vendedores de elixires mágicos,
 
poções ou drogas nocivas que tivessem levado à morte
30
aqueles que os utilizaram. Somente no final do século XIX,
 
foram criadas as primeiras comissões para investigar os
 
danos associados ao uso de medicamentos, inicialmente em
 
razão de inúmeros relatos de mortes súbitas durante
 
anestesia com clorofórmio.
35
O fato mais marcante relacionado ao uso de
 
medicamentos ocorreu em 1961, com o surto de focomelia,
 
termo grego que caracteriza um processo de deformidades
 
(atrofia ou ausência) dos membros inferiores e superiores,
 
que faz parecer uma foca. Um total de 10.000 crianças
40
nasceram deformadas na Alemanha Oriental em
 
consequência do uso de talidomida pelas grávidas, um
 
hipnótico não barbitúrico empregado para tratar ansiedade
 
e insônia, prescrito, à época, para tratamento de náuseas e
 
vômitos matutinos, sendo que mais da metade desses
45
recém‐nascidos morreu. Estudos epidemiológicos
 
comprovaram os efeitos teratogênicos da talidomida. Nos
 
Estados Unidos da América, praticamente não houve
 
incidentes relacionados a esse fármaco, pois a FDA (Food
 
and Drug Administration, instituição criada em 1938,
50
equivalente à Anvisa brasileira) o havia retirado do
 
mercado, em razão de evidências que o associavam ao
 
hipotiroidismo e à neuropatia periférica.
 
Nesse cenário, foram iniciados os primeiros estudos
 
com enfoque na utilização racional de medicamentos, em
55
resposta à necessidade de se conhecer e relatar os
 
problemas relacionados ao uso inadequado desses e à
 
elevada morbimortalidade a eles associada.
Daniel Fábio Kawano, Leonardo Régis Leira Pereira, Julieta Mieko Ueta e Osvaldo de Freitas. Acidentes com os medicamentos: como minimizá‐los? In: Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 42, n.º 4, out./dez. 2006, p. 487‐495 (com adaptações).
O elemento “o”, presente nas linhas 50 e 51, retoma, no texto,

Questão 4

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
1
O conceito de medicamento como agente de cura já
 
era associado ao seu potencial de dano pelas civilizações
 
arcaicas da Mesopotâmia e do Egito. O termo shêrtu, que
 
aparece nos manuscritos da época, tem significado
5
simultâneo de doença, pecado e castigo divino. Somente
 
por meio da catarse, em que era atribuído um conteúdo
 
mágico ao medicamento, o indivíduo alcançaria a
 
purificação de seus pecados e o restabelecimento da saúde
 
por intervenção dos deuses.
10
Esses conceitos influenciaram o entendimento da
 
patologia e da terapêutica durante muitos séculos e
 
persistem, em alguns aspectos, até hoje. A palavra fármaco
 
tem origem no termo grego pharmak, que significa “aquilo
 
que tem o poder de transladar as impurezas”. Entre os
15
gregos, vítimas dos sacrifícios oferecidos aos deuses eram
 
chamadas de pharmakó, e o alimento utilizado durante as
 
cerimônias de comunhão era o phármakon, que significava
 
aquilo que poderia trazer tanto o bem quanto o mal, manter
 
a vida ou causar a morte. Esse vocábulo passou a integrar a
20
terminologia médica grega e chegou até os dias atuais com
 
o nome de fármaco.
 
A concepção do medicamento como potencial
 
causador de dano manifestou‐se também durante a Idade
 
Média. No século X, foi criada, em Salerno, na Itália, uma
25
comunidade de médicos que estudava, compendiava e
 
ensinava a medicina. Uma das atribuições da instituição era
 
a de fiscalizar a comercialização de medicamentos, com
 
autoridade para enforcar vendedores de elixires mágicos,
 
poções ou drogas nocivas que tivessem levado à morte
30
aqueles que os utilizaram. Somente no final do século XIX,
 
foram criadas as primeiras comissões para investigar os
 
danos associados ao uso de medicamentos, inicialmente em
 
razão de inúmeros relatos de mortes súbitas durante
 
anestesia com clorofórmio.
35
O fato mais marcante relacionado ao uso de
 
medicamentos ocorreu em 1961, com o surto de focomelia,
 
termo grego que caracteriza um processo de deformidades
 
(atrofia ou ausência) dos membros inferiores e superiores,
 
que faz parecer uma foca. Um total de 10.000 crianças
40
nasceram deformadas na Alemanha Oriental em
 
consequência do uso de talidomida pelas grávidas, um
 
hipnótico não barbitúrico empregado para tratar ansiedade
 
e insônia, prescrito, à época, para tratamento de náuseas e
 
vômitos matutinos, sendo que mais da metade desses
45
recém‐nascidos morreu. Estudos epidemiológicos
 
comprovaram os efeitos teratogênicos da talidomida. Nos
 
Estados Unidos da América, praticamente não houve
 
incidentes relacionados a esse fármaco, pois a FDA (Food
 
and Drug Administration, instituição criada em 1938,
50
equivalente à Anvisa brasileira) o havia retirado do
 
mercado, em razão de evidências que o associavam ao
 
hipotiroidismo e à neuropatia periférica.
 
Nesse cenário, foram iniciados os primeiros estudos
 
com enfoque na utilização racional de medicamentos, em
55
resposta à necessidade de se conhecer e relatar os
 
problemas relacionados ao uso inadequado desses e à
 
elevada morbimortalidade a eles associada.
Daniel Fábio Kawano, Leonardo Régis Leira Pereira, Julieta Mieko Ueta e Osvaldo de Freitas. Acidentes com os medicamentos: como minimizá‐los? In: Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 42, n.º 4, out./dez. 2006, p. 487‐495 (com adaptações).
Sem provocar alterações nos sentidos originais do texto, o termo “medicamento” (linha 1) pode ser substituído por

Questão 5

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
1
O conceito de medicamento como agente de cura já
 
era associado ao seu potencial de dano pelas civilizações
 
arcaicas da Mesopotâmia e do Egito. O termo shêrtu, que
 
aparece nos manuscritos da época, tem significado
5
simultâneo de doença, pecado e castigo divino. Somente
 
por meio da catarse, em que era atribuído um conteúdo
 
mágico ao medicamento, o indivíduo alcançaria a
 
purificação de seus pecados e o restabelecimento da saúde
 
por intervenção dos deuses.
10
Esses conceitos influenciaram o entendimento da
 
patologia e da terapêutica durante muitos séculos e
 
persistem, em alguns aspectos, até hoje. A palavra fármaco
 
tem origem no termo grego pharmak, que significa “aquilo
 
que tem o poder de transladar as impurezas”. Entre os
15
gregos, vítimas dos sacrifícios oferecidos aos deuses eram
 
chamadas de pharmakó, e o alimento utilizado durante as
 
cerimônias de comunhão era o phármakon, que significava
 
aquilo que poderia trazer tanto o bem quanto o mal, manter
 
a vida ou causar a morte. Esse vocábulo passou a integrar a
20
terminologia médica grega e chegou até os dias atuais com
 
o nome de fármaco.
 
A concepção do medicamento como potencial
 
causador de dano manifestou‐se também durante a Idade
 
Média. No século X, foi criada, em Salerno, na Itália, uma
25
comunidade de médicos que estudava, compendiava e
 
ensinava a medicina. Uma das atribuições da instituição era
 
a de fiscalizar a comercialização de medicamentos, com
 
autoridade para enforcar vendedores de elixires mágicos,
 
poções ou drogas nocivas que tivessem levado à morte
30
aqueles que os utilizaram. Somente no final do século XIX,
 
foram criadas as primeiras comissões para investigar os
 
danos associados ao uso de medicamentos, inicialmente em
 
razão de inúmeros relatos de mortes súbitas durante
 
anestesia com clorofórmio.
35
O fato mais marcante relacionado ao uso de
 
medicamentos ocorreu em 1961, com o surto de focomelia,
 
termo grego que caracteriza um processo de deformidades
 
(atrofia ou ausência) dos membros inferiores e superiores,
 
que faz parecer uma foca. Um total de 10.000 crianças
40
nasceram deformadas na Alemanha Oriental em
 
consequência do uso de talidomida pelas grávidas, um
 
hipnótico não barbitúrico empregado para tratar ansiedade
 
e insônia, prescrito, à época, para tratamento de náuseas e
 
vômitos matutinos, sendo que mais da metade desses
45
recém‐nascidos morreu. Estudos epidemiológicos
 
comprovaram os efeitos teratogênicos da talidomida. Nos
 
Estados Unidos da América, praticamente não houve
 
incidentes relacionados a esse fármaco, pois a FDA (Food
 
and Drug Administration, instituição criada em 1938,
50
equivalente à Anvisa brasileira) o havia retirado do
 
mercado, em razão de evidências que o associavam ao
 
hipotiroidismo e à neuropatia periférica.
 
Nesse cenário, foram iniciados os primeiros estudos
 
com enfoque na utilização racional de medicamentos, em
55
resposta à necessidade de se conhecer e relatar os
 
problemas relacionados ao uso inadequado desses e à
 
elevada morbimortalidade a eles associada.
Daniel Fábio Kawano, Leonardo Régis Leira Pereira, Julieta Mieko Ueta e Osvaldo de Freitas. Acidentes com os medicamentos: como minimizá‐los? In: Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 42, n.º 4, out./dez. 2006, p. 487‐495 (com adaptações).
Considerando o segundo parágrafo do texto, assinale a alternativa que apresenta a relação morfossintática correta e adequada entre os segmentos das sentenças.

Questão 6

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
No PowerPoint 2013, a imagem contém alguns exemplos de um recurso do PowerPoint muito utilizado para incrementar a apresentação do usuário. Com base nessa informação, assinale a alternativa que apresenta esse recurso.

Questão 7

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
No programa de navegação Google Chrome, em sua versão mais recente, é possível limpar alguns dados de navegação, já que ele impede que todos os dados sejam apagados. Considerando essa informação, assinale a alternativa que apresenta somente os dados que podem ser excluídos.

Questão 8

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
No programa de correio eletrônico Microsoft Outlook 2016, para adicionar uma conta de e‐mail, o usuário poderá iniciar com o seguinte procedimento:

Questão 9

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Com relação aos conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos e pastas, julgue os itens a seguir. I As extensões .jpeg e .png correspondem aos arquivos de imagem, enquanto as extensões .mp4 e .avi correspondem aos arquivos de vídeo. II Nos sistemas Windows, Bibliotecas são objetos que permitem facilitar o gerenciamento de arquivos e pastas. III O Gerenciador de arquivos e pastas no Windows 7 recebe o nome de Windows Explorer, enquanto, no Windows 8, ele recebe o nome de Explorador de Arquivos. Assinale a alternativa correta.

Questão 10

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Os programas que são considerados como muito parecidos com os spywares e que têm como função principal interceptar e registrar dados trafegados na rede são os

Questão 11

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Considerando a Lei n.º 3.820/1960, assinale a alternativa correta acerca do Conselho Federal e dos Conselhos Regionais de Farmácia.

Questão 12

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Em todo o território nacional, o controle sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos é regido pela Lei n.º 5.991/1973. Com base nessa Lei, assinale a alternativa correta.

Questão 13

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
João visitou um estabelecimento de dispensação e comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos com o objetivo de adquirir substância ou matéria‐prima que tenha finalidade medicamentosa ou sanitária. Com base nesse caso hipotético, é correto afirmar que João visitou e teve o objetivo de adquirir, respectivamente:

Questão 14

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Conforme a Resolução n.º 357/2001 do Conselho Federal de Farmácia, o farmacêutico, quando no exercício da assistência e da direção técnica de farmácia,

Questão 15

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Segundo a Lei n.º 13.021/2014, que dispõe sobre o exercício e a fiscalização das atividades farmacêuticas, assinale a alternativa correta.

Questão 16

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
De acordo com o Anexo da Resolução n.º 585/2013 do Conselho Federal de Farmácia, o procedimento de coleta de dados sobre o paciente, realizado pelo farmacêutico por meio de entrevista, com a finalidade de conhecer sua história de saúde, elaborar o perfil farmacoterapêutico e identificar suas necessidades relacionadas à saúde, é chamado de

Questão 17

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
1
O Código de Ética Farmacêutica contém as normas que
 
devem ser observadas pelos farmacêuticos e pelos demais
 
inscritos nos Conselhos Regionais de Farmácia no exercício do
 
âmbito profissional respectivo, inclusive nas atividades
5
relativas ao ensino, à pesquisa e à administração de serviços
 
de saúde, bem como em quaisquer outras atividades em que
 
se utilize o conhecimento advindo do estudo da farmácia em
 
prol do zelo pela saúde.
 
O farmacêutico atuará com respeito à vida humana, ao
10
meio ambiente e à liberdade de consciência nas situações
 
de conflito entre a ciência e os direitos e as garantias
 
fundamentais previstos na Constituição Federal.
Resolução n.º 596/2014 do Conselho Federal de Farmácia (com adaptações).
Quanto aos direitos, aos deveres e às proibições do farmacêutico, assinale a alternativa correta.

Questão 18

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
1
O Código de Ética Farmacêutica contém as normas que
 
devem ser observadas pelos farmacêuticos e pelos demais
 
inscritos nos Conselhos Regionais de Farmácia no exercício do
 
âmbito profissional respectivo, inclusive nas atividades
5
relativas ao ensino, à pesquisa e à administração de serviços
 
de saúde, bem como em quaisquer outras atividades em que
 
se utilize o conhecimento advindo do estudo da farmácia em
 
prol do zelo pela saúde.
 
O farmacêutico atuará com respeito à vida humana, ao
10
meio ambiente e à liberdade de consciência nas situações
 
de conflito entre a ciência e os direitos e as garantias
 
fundamentais previstos na Constituição Federal.
Resolução n.º 596/2014 do Conselho Federal de Farmácia (com adaptações).
À luz do Código de Processo Ético, assinale a alternativa correta.

Questão 19

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Define‐se prescrição farmacêutica como o ato por meio do qual o farmacêutico seleciona e documenta terapias farmacológicas e não farmacológicas e outras intervenções relativas ao cuidado à saúde do paciente, visando à promoção, à proteção e à recuperação da saúde e à prevenção de doenças e de outros problemas de saúde. Sendo assim, de acordo com a Resolução n.º 586/2013 do Conselho Federal de Farmácia, assinale a alternativa correta a respeito desse tema.

Questão 20

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
No que se refere ao Regimento Interno do Conselho Regional de Farmácia do Paraná, conforme a Deliberação n.º 962/2018, assinale a alternativa correta.

Questão 21

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Após a reforma trabalhista, ocorrida com a Lei n.º 13.467/2017, iniciou‐se o questionamento sobre a continuidade da aplicação do princípio da norma mais favorável no conflito entre as fontes. Um dos pontos que levantou discussão foi a alteração realizada acerca dos acordos e das convenções coletivas de trabalho. Sendo assim, de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), assinale a alternativa correta.

Questão 22

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
O exercício da jurisdição pelo Estado busca restabelecer a ordem jurídica. Já a competência, no caso da justiça trabalhista, é a medida da jurisdição e tem como fundamento jurídico principal o art. 114 da Constituição Federal de 1988. Dessa forma, com relação à competência da Justiça do Trabalho, assinale a alternativa correta.

Questão 23

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Interrupção e suspensão contratuais são figuras justrabalhistas que sustam, de modo restrito ou amplo, mas provisoriamente, os efeitos das cláusulas componentes do respectivo contrato. Não se confundem as duas figuras com as alterações objetivas do contrato de trabalho. É que elas não envolvem, de maneira direta, a modificação de cláusulas do contrato, mas apenas a efetiva sustação provisória de seus efeitos. Não se confundem, ainda, as referidas figuras com as garantias de emprego. Maurício Godinho Delgado. Curso de direito do trabalho. 16.ª ed., rev. e ampl. São Paulo: LTr, 2017 (com adaptações). Segundo a CLT, assinale a alternativa correta acerca desses institutos.

Questão 24

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Conforme a CLT, assinale a alternativa correta quanto a contrato individual do trabalho.

Questão 25

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
De acordo com a CLT, assinale a alternativa correta a respeito das partes e dos procuradores.

Questão 26

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
No direito processual, a prova é o meio utilizado para a demonstração de veracidade dos fatos contestáveis. Cabe ao juiz conhecer o direito e aos litigantes narrar e provar os fatos. Sendo assim, com base na CLT, assinale a alternativa correta no que se refere a provas.

Questão 27

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Compete ao Tribunal de Contas da União (TCU)

Questão 28

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Segundo a Lei n.º 8.213/1991, os beneficiários do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) classificam‐se como segurados e dependentes. Considerando essa informação, assinale a alternativa correta.

Questão 29

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
A Lei n.º 8.213/1991, em seu art. 124, dispõe sobre as vedações de recebimento conjunto de benefícios previdenciários. A aplicabilidade trazida por esse dispositivo restringe‐se ao âmbito do RGPS, ou seja, proíbe o recebimento conjunto de certos benefícios no mesmo regime. Contudo, é permitido o recebimento conjunto dos seguintes benefícios no RGPS:

Questão 30

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
A respeito da distinção existente entre organização social (OS) e organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), assinale a alternativa correta.

Questão 31

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
O Capítulo I do Título XI do Código Penal trata dos crimes funcionais, praticados por determinado grupo de pessoas (funcionários públicos) no exercício de sua função, associados ou não com pessoa alheia aos quadros administrativos, impregnando o correto funcionamento dos órgãos do Estado. A propósito, a Administração Pública em geral (direta, indireta e empresas privadas prestadoras de serviços públicos, contratadas ou conveniadas) será vítima primária e constante, podendo, secundariamente, figurar no paio passivo eventual administrado prejudicado. Rogério Sanches Cunha. Manual de direto penal: parte especial (art. 121 ao 361). 9.ª ed., rev., ampl. e atual. Salvador: JusPODIVM, 2017 (com adaptações). Tendo o texto acima como referência inicial, assinale a alternativa correta acerca dos crimes contra a Administração Pública.

Questão 32

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
No que se refere aos negócios jurídicos, assinale a alternativa correta.

Questão 33

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
A Lei n.º 8.666/1993 estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos pertinentes a obras e serviços, inclusive de publicidade, compras, alienações e locações no âmbito dos Poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. No Capítulo IV – Das Sanções Administrativas e da Tutela Judicial, na Seção III, há a disposição dos crimes e das penas relativos à licitação. De acordo com Lei n.º 8.666/1993, assinale a alternativa correta.

Questão 34

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Quanto às fontes do direito administrativo, assinale a alternativa correta.

Questão 35

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Com base na Lei n.º 8.429/1992 (Lei de Improbidade Administrativa), assinale a alternativa correta.

Questão 36

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Com relação à responsabilidade do Estado, assinale a alternativa correta.

Questão 37

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Para o desempenho de suas funções, as Comissões Parlamentares de Inquérito podem, independentemente de decisão judicial,

Questão 38

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
No que diz respeito ao Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC – Lei n.º 12.462/2011) e a suas especificidades em relação ao regime geral, assinale a alternativa correta.

Questão 39

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Quanto aos limites territoriais da inelegibilidade reflexa previstos na Constituição Federal de 1988, assinale a alternativa correta.

Questão 40

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
A respeito do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), assinale a alternativa correta.

Questão 41

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
No que se refere aos princípios fundamentais da República Federativa do Brasil, assinale a alternativa correta.

Questão 42

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Com relação às formas de integração da norma jurídica, assinale a alternativa correta.

Questão 43

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
O direito brasileiro utiliza o vocábulo “tributo” em sentido genérico, abrangendo conceitos como “imposto”, “taxa”, “contribuição”, “empréstimo compulsório” e “pedágio”. Considerando a definição utilizada pelo Código Tributário Nacional, assinale a alternativa que não apresenta uma das características dos tributos.

Questão 44

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Lei vigente, ou lei em vigor, é aquela que é suscetível de aplicação, desde que se façam presentes os fatos que correspondam à sua hipótese de incidência. Considerando essa informação, assinale a alternativa correta acerca da aplicação da legislação tributária no tempo e no espaço.

Questão 45

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Quanto às associações e às fundações, assinale a alternativa correta.

Questão 46

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Com relação à prescrição, assinale a alternativa correta.

Questão 47

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Com base no Código de Defesa do Consumidor (CDC), assinale a alternativa correta.

Questão 48

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Com base na Constituição Federal de 1988, no Código de Processo Civil (CPC) e na jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ), assinale a alternativa correta acerca do recurso especial.

Questão 49

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
Segundo o CPC e a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), assinale a alternativa correta no que se refere à ação rescisória.

Questão 50

CRF/PR 2019 - QUADRIX - Advogado
De acordo com a Constituição Federal de 1988, a legislação infraconstitucional e a jurisprudência do STF, assinale a alternativa correta a respeito da reclamação constitucional e do mandado de segurança.



Provas de Concursos » Quadrix 2019